O que você procura?

É muita presunção nossa pensar que existe uma “pessoa certa”. As pessoas têm mais o que fazer de suas vidas em vez de existirem sob medida. As pessoas, naturalmente, têm outras prioridades além de serem perfeitas para nós.

A coisa toda, aliás, é tão complexa que de repente nem a gente sabe definir a tal pessoa certa. Somos capazes de cruzar com ela e não reconhecê-la, porque talvez sequer estejamos tão certos de nossas próprias projeções quanto possa parecer.

Mas vamos supor que a pessoa certa exista.

Ela te beija na hora certa, faz as perguntas certas e sabe se vestir conforme a ocasião. Ela concorda com você quase sempre, e quando não concorda, evita o embate com uma sutil gentileza.

Ela faz amizade com os seus pais, nunca questiona o que você diz e trata suas opiniões como absolutas verdades, sem jamais rebatê-las, te privando cruelmente do crescimento espiritual e intelectual que todo embate provoca. Até mesmo os seus defeitos são toleráveis, porque você pode prevê-los. Esta é, afinal, a pessoa certa, a pessoa adquirira sob encomenda.

A pessoa certa é tipo já saber o final do filme – é a vida te dando spoiler de si mesma. É pegar um atalho sabendo exatamente onde vai dar. É se privar da surpresa, do movimento, da troca. É ficar no mesmo lugar, dando voltas num barquinho confortável e primaveril, só que enjoativo.

Deus me livre de encontrar tudo o que eu sempre quis – como se eu soubesse o que eu sempre quis. Isso deve parecer humor de confirmação de expectativas. A paixão confortável das afinidades. O amor como uma confirmação de nós mesmos.

A pessoa certa tem poucas chances de te fazer feliz, ainda que só pela falta de surpresa. Quem precisa de paixão sem algum espanto poético? Martinho da Vila disse que “na vida, quem quer paz, amor não tem”, e, você sabe, o samba quase sempre tem razão: a pessoa certa vai te dar no saco, porque é a pessoa errada que vai te tirar da zona de conforto.

A pessoa que te fará feliz te desafiará repentinamente. As diferenças vão gritar e você vai assistir a tudo boquiaberto, com direito a arquear de sobrancelhas e coração suspenso.

Ela vai discordar de você. Pior: às vezes, ela vai fazer com que você discorde de você, como um filme sensorial que move os nossos impulsos.

Ela vai te ensinar sobre algo que nunca te interessou antes e te dar a chance de ver os seus próprios interesses de um outro jeito só pra dividir com ela. Ela vai te mostrar músicas que você nunca ouviu e fazer com que você ouça com outros ouvidos as mesmas músicas de sempre. A pessoa errada te dá de presente uma espécie de intercâmbio espiritual.

A pessoa que te fará feliz não será um espelho, talvez não seja sequer parecida com você, mas ela fará com que você se mova.  A pessoa que te fará feliz pode ser a pessoa terrivelmente errada, mas saberá fazer com que você se questione, se liberte, se expanda e se perdoe.

A pessoa certa pode até ser legal, mas não tem transcendência. E tudo bem se você estiver disposta a viver sem transcendência.

Eu não estou.

Imagem: Pinterest


@ load more
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Obrigada, agora falta pouco...
Por favor, fique de olho em sua caixa de entrada (às vezes, pode acontecer do email estar no SPAM ou na aba Promoção caso use GMail). Quando receber nosso email é só clicar no link de confirmação ;)
Enviaremos nos próximos minutos um email para você confirmar o recebimento de nossos conteúdos.
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Vamos ser amigas? :)
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Qual tema você gostaria de ver aqui?
A gente escreve sobre o que você quiser e ainda manda no seu email :)
Obrigada!
Recebemos sua sugestão.

Hey, você já conhece o Clube Superela? Lá você pode perguntar o que tem vontade anonimamente :)