Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

A gente já não consegue mais ver uma notícia como a da sex tape de Mischa Barton e não achar que tem algo muito errado com a forma como as pessoas pensam. Na noite de terça-feira, dia 14, a advogada da atriz de The O.C. anunciou que imagens explícitas da atriz estavam sendo comercializadas na internet sem a sua autorização e que as medidas legais cabíveis seriam tomadas.

A gente acredita que não vale a pena nem mesmo entrar no mérito de como tudo isso aconteceu e dos tipos de imagens que foram publicadas na internet (essa história já é velha e Mischa não é a primeira famosa a passar por isso). O que a gente acredita que precisa reiterar de novo e de novo é como o revenge porn, o pornô de vingança continua sendo tão recorrente.

Se você não sabe o que é revenge porn e como isso se relaciona com a sex tape de Mischa Barton, a gente explica: esse tipo de pornô de vingança acontece toda vez que um homem decide vazar imagens íntimas de uma mulher com a qual ele se relacionou porque não gostou de um comportamento dela. Por exemplo, ela terminou com ele ou então se recusou a sair com ele novamente.

O problema desse tipo de comportamento, além de ser um crime no Brasil (a lei Carolina Dieckmann garante até 3 anos de prisão pelos crimes cometidos), é que ele confirma a cultura machista que é tão comum no mundo todo, e não só por aqui.

A sex tape de Mischa Barton é o exemplo perfeito de machismo

Isso acontece porque o revenge porn tem como objetivo diminuir uma mulher por conta do seu comportamento sexual, como se ele fosse uma parte importante do seu caráter. E como a sociedade como um todo acredita que os homens são melhores do que as mulheres, uma mulher que aparece em um vídeo íntimo ou em fotos nuas vazadas na internet é considerada inferior, ‘ruim’ e deixa de ser respeitada.

É importante lembrar que aqui no Superela a gente defende que uma mulher é livre para fazer o que ela quiser, mesmo mandar nudes para o crush. O problema não é a mulher tirar essas fotos ou ser filmada transando com alguém (desde que seja consentido, claro), é o homem acreditar que tem direito de divulgar um material muito íntimo para atacar outra pessoa.

Querendo ou não, liberar a sex tape de Mischa Barton é uma forma de atacar a atriz por algo que ela tenha feito contra um homem. É tentar usar um momento íntimo, de vulnerabilidade, como uma forma de diminuí-la e se sentir envergonhada de ser quem é e ter feito o que fez – quando a gente bem sabe que sexo é uma coisa super normal que todo mundo faz.

O nosso apelo, então, é que a gente aprenda a combater esse tipo de comportamento e acabar com o revenge porn. Vamos deixar as pessoas fazerem o que quiserem e usar esse material como um incentivo à intimidade, um momento compartilhado em um relacionamento, e não para expor e fazer alguém se sentir mal consigo mesmo.

Imagem: Reprodução


@ load more
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Obrigada, agora falta pouco...
Por favor, fique de olho em sua caixa de entrada (às vezes, pode acontecer do email estar no SPAM ou na aba Promoção caso use GMail). Quando receber nosso email é só clicar no link de confirmação ;)
Enviaremos nos próximos minutos um email para você confirmar o recebimento de nossos conteúdos.
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Vamos ser amigas? :)
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Qual conteúdo você gostaria de ver no Superela?
A gente escreve sobre o que você quiser e ainda manda no seu email :)
Obrigada!
Recebemos sua sugestão.

Hey, você já conhece o Clube Superela? Lá você pode perguntar o que tem vontade anonimamente :)