O que você procura?

Quando falamos em sexo seguro, você provavelmente pensa em camisinha e uma relação homem e mulher, certo? Sim, é muito comum pensar que a proteção só precisa acontecer quando existe um risco de gravidez envolvido – daí a nossa dica de sempre ter uma camisinha na bolsa –, mas o sexo seguro entre mulheres também precisa ser um ponto de discussão.

Nas relações lésbicas, pode acontecer de a proteção ficar esquecida – afinal, não tem perigo nenhum duas mulheres engravidarem quando transam uma com a outra, né? Mas a questão vai muito além da gravidez. Tem tudo a ver com a saúde das mulheres envolvidas.

Segundo a nossa sexóloga Olívia Barbosa, existe a transmissão de doenças como herpes, verrugas genitais por HPV e tricomoníase sem o sexo seguro entre mulheres . “Além disso, é teoricamente possível também a transmissão de outras infecções sexualmente transmissíveis (ISTs), como clamídia, gonorréia, sífilis e hepatite B”, disse ela.

Sexo seguro entre mulheres é importante, sim!

Olivia contou para a gente que existe um mito de que só o sexo com penetração envolvendo um pênis pode transmitir qualquer tipo de doença – e que entre as mulheres esse risco não existe. “Diversas mulheres lésbicas nem fazem o exame preventivo com um ginecologista porque acreditam que não estão se colocando em risco”, explica.

A gente volta sempre para a questão da falta de informação. Como o sexo lésbico é visto como fetiche masculino, e a vida sexual de casais homossexuais ainda é tratada como um tabu e algo errado, não existem campanhas preventivas que alertem as mulheres sobre essas questões – e que elas podem transmitir doenças entre si tanto quanto em um relacionamento homem-mulher.

Entra aí também um problema estrutural: muitos dos acessórios e métodos preventivos que conhecemos hoje, como a camisinha masculina e feminina, o dental dam (um retângulo de látex usado para o sexo oral) e luvas de latéx, não são práticos, muito menos criados com o sexo seguro entre mulheres em mente. Ou seja, parece que não existem opções que são viáveis e prazerosas de serem usadas, por isso tantas mulheres preferem manter o sexo lésbico sem proteção.

Esse, infelizmente, é um trabalho para os profissionais: pensar em métodos preventivos com foco no sexo seguro entre mulheres, para atender à essa necessidade e incentivar a proteção nas relações lésbicas. Mas, enquanto isso não acontece, não significa que você está isenta de usar proteção ou de fazer exames regulares para saber como está a sua saúde.

Como fazer sexo lésbico seguro?

A regra, segundo Olivia, é bem clara: toda vez que o sexo envolver brinquedos eróticos de uso compartilhado, como um vibrador, é preciso usar uma camisinha diferente para cada vez que ele for introduzido. Ou seja, toda vez que você penetrar a sua parceira com um pênis de borracha, lembre-se de cobri-lo com uma camisinha e de trocar o preservativo quando for a sua vez.

Outra dica da nossa profissional é adaptar o preservativo para outras ocasiões: “A camisinha masculina pode ser cortada para fazer a proteção durante o sexo oral, e usada inteira para cobrir os dedos em qualquer forma de manipulação genital”, explica ela.

A camisinha feminina, nesse aspecto, é um pouco mais versátil: ela pode ser utilizada tanto para a penetração com brinquedos, quanto com os dedos, e também serve para proteger ambas as mulheres durante o sexo oral.

Luvas de látex, infelizmente, são pouco sexy ou estimulantes, mas já existem capas para os dedos com texturas, à venda em sex shops, que podem ser um estimulo diferente para a relação, ao mesmo tempo que protegem contra doenças. “É preciso higienizar essas capinhas sempre antes e depois do uso, e se for trocar de parceira no momento também, ou não adiantará nada. Recomendo usar as versões de capinhas e brinquedinhos feitos de silicone, o melhor material para produtos eróticos, que não causa alergias nem contaminação (se bem higienizado)”, sugere Olivia. Uma combinação de água quente com algum tipo de detergente ou sabão neutro é a fórmula mais simples e fácil de higienizar produtos de silicone em casa

Imagem: Reprodução / Azul é a Cor Mais Quente

Área especial sobre Orgasmo Feminino

Sabia que a gente tem uma área especial sobre Orgasmo Feminino com muitas dicas, técnicas, fotos e vídeos?

Veja uma prévia do que espera por você

Você ainda poderá participar do nosso grupo fechado no Facebook e tirar dúvidas com uma Sex Coach, além de falar sobre o assunto com outras mulheres!
Vamos nessa? 😉

Acessar o especial Orgasmo Sozinha

@ load more
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Obrigada, agora falta pouco...
Por favor, fique de olho em sua caixa de entrada (às vezes, pode acontecer do email estar no SPAM ou na aba Promoção caso use GMail). Quando receber nosso email é só clicar no link de confirmação ;)
Enviaremos nos próximos minutos um email para você confirmar o recebimento de nossos conteúdos.
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Vamos ser amigas? :)
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Qual tema você gostaria de ver aqui?
A gente escreve sobre o que você quiser e ainda manda no seu email :)
Obrigada!
Recebemos sua sugestão.

Hey, você já conhece o Clube Superela? Lá você pode perguntar o que tem vontade anonimamente :)