Receba nossos e-mails incríveis
NOVO App Clube Superela!! ♥
Pergunte e converse anonimamente
Amor Sexo Autoestima Corpo Vida Carreira & Finanças Beleza Estilo Vídeos
Escreva seu texto
Receba nossos e-mails incríveis

Leia temas do seu interesse:

Há términos que vêm para o bem

Nathalya Ferreira

Colunista Superela

Mais textos

Aprendi da pior maneira que términos de relacionamento são terríveis. Às vezes, não houve nem tempo de se transformar em um relacionamento e já estamos sofrendo e chorando como se fosse o fim do mundo, mas hoje vim aqui para te dizer que não é. Escrevi alguns textos ao longo de um envolvimento com um boy, que chamaremos de X para ficar mais didática a explicação.

términos 8

X é um cara extraordinário, preciso dizer. É um desses que eu pensei que nunca acharia, mas achei e foi fantástico por algum tempo. Ele tinha tantas coisas em comum comigo, e uma voz capaz de me incendiar de dentro para fora toda vez que escutava um áudio seu. Foi incrivelmente solícito quando passei por diversos problemas e, além de tudo, sabia exatamente como me agradar em vários aspectos.

Tinha tudo que eu poderia querer em um homem, tanto nos defeitos quanto nas qualidades. Era o encaixe perfeito para mim. Já cheguei a pensar que ele poderia ter sido “O” cara, mas uma hora parou de dar certo. Isso também acontece muito, e o timing não era certo para nós dois. Talvez, não exista uma segunda chance para nós e não alimento esperanças quanto a uma possível “reconciliação”. Esse trem já zarpou da estação há um tempo.

términos 7

Nunca tive parâmetros de relacionamentos felizes ao meu redor, desde o casamento dos meus pais até os meus próprios. Parecia que os homens só eram perfeitos nos livros que eu lia, ou até mesmo nos contos que costumo escrever, inclusive nas comédias românticas que passava a maior parte do tempo assistindo. Então eu disse a ele que não acreditava plenamente no amor.

Nesse amor louco que faz a gente duvidar da realidade porque parece um sonho. X é uma pessoa extremamente intensa e profunda (ARIANO) e encarou a minha forma de enxergar o amor como a coisa mais broxante da face da terra. O que antes era uma espécie de fluido para o seu fogo, se tornou um balde enorme de água fria e levou tudo pelo ralo. Ou quase tudo. Foi aí que eu escrevi o meu primeiro texto sobre ele.

“[…]Eu não acredito plenamente no amor, pois quem jurou me amar um dia descumpriu todas as promessas. Pisou e raspou o pé em mim como um capacho velho, que só está ali para tirar a sujeira das solas.  Me traiu de mil maneiras diferentes, um milhão de vezes. Me agrediu psicologicamente, deixando roxos por todos os lados, a ponto de eu não conseguir me reconhecer quando olhava no espelho. Ainda estou voltando para o começo, onde eu me orgulhava de quem era.”

términos 6

Acima, podemos ver o meu ponto de vista sobre o assunto. Uma das partes mais profundas de um texto enorme sobre como eu encarava o amor e os meus reais motivos para tal. X deixou de ser uma constante em minha vida, se tornando uma variável. Era tudo que eu não queria naquele momento. Antes de “acabar” o que quer que tínhamos, as coisas pioraram, e de uma maneira repentina ficaram muito melhores de uma forma que na minha cabeça fazia parecer que estava tudo bem.

Ele não parecia estar insatisfeito, ou ter qualquer reclamação que fosse, portanto, não tinha como saber o que estava errado. Às vezes, ele sumia nos finais de semana, me deixando preocupada e paranoica, pensando que existia outra pessoa que faria exatamente ou melhor, o que eu faria por e com ele. Retornava às segundas como se nada tivesse acontecido e me contava sobre seu fim de semana agitado e cheio de empolgação com projetos.

Mais alguns dias se passaram e, mesmo que eu tivesse minhas dúvidas sobre onde isso nos levaria, decidi confessar meus sentimentos por ele. Disse que estava apaixonada, mesmo só o conhecendo a dois meses, e queria saber como ele se sentia. Obtive uma resposta vaga e aceitei o pouco que ele me ofereceu pelo fato de talvez ser melhor ter uma migalha vindo dele, do que nada. Porém, o que eu contei foi suficiente para dar à aquela cabecinha uma quantidade enorme de coisas para assimilar.

términos 5

Era uma segunda feira, como qualquer outra, dia 10 de Abril, e logo cedo, por intermédio de uma rede social, ele achou que aquela era a melhor forma de dizer que não daríamos certo de nenhuma forma. Chorei tanto no trabalho nesse dia e no ônibus a caminho da faculdade, na própria faculdade, no ônibus indo para casa, no banho e por último no travesseiro, que nem consigo imaginar de onde saíram tantos fluídos. A explicação foi simples, e com uma só frase o X me quebrou em mil pedacinhos. Nesse dia, eu escrevi o segundo texto sobre ele.

“[…]O problema nunca foi o fato de eu gostar mais de você e te fazer pensar que estava “presa”, o problema é que você nunca quis absolutamente nada comigo. Eu errei miseravelmente em acreditar que estava depositando sentimentos em alguém que possivelmente os retribuiria. Errei ao achar que havia qualquer possibilidade de te fazer ficar por ser quem sou, e nada mais. Errei em tantos sentidos que o próximo não passará por isso. Me pediu para não me afastar, mas o fato de não saber que eu preciso realmente disso é só mais uma prova do porquê não daríamos certo. Te dei todos os motivos certos para ficar, e é realmente uma pena que não tenham sido o bastante e só te fizeram ir embora. Tudo que posso desejar é que encontre o que tanto procura em alguém, que não sou eu, e seja muito feliz. Sem falsidade, sem ironia, ou qualquer outro sentimento que possa acreditar que eu seria capaz de depositar nessa despedida. As portas ainda não se fecharam, mas espero que não fiquem abertas por muito tempo…”

Sempre fui muito verdadeira com as minhas palavras, e tudo que o desejei foi verdade. O tempo passou e comecei a enxergar as coisas boas e ruins nesse lapso. Pesei numa balança e mudei minha forma de pensar sobre o que tivemos. Parece que no começo é tudo tão mais intenso e fazemos uma projeção muito maior do que realmente são as coisas.

O X não me fez mal por ir embora, muito pelo contrário, ele me fez um bem danado. Em um sábado comum de maio, pouco mais de um mês em que eu e X perdemos o vínculo e totalmente o contato, decidi que era a hora para mais um texto sobre ele e como eu me sentia nesse momento. Como as coisas passaram de “horríveis e possivelmente insuportáveis” para “normais e vida que segue”.

términos 4

“[…] Hoje, após 33 dias, vi uma foto sua pela primeira vez. Foi um susto tão grande, e ao mesmo tempo um lapso de felicidade. Essa duplicidade de sentimentos não é comum para mim, já que normalmente prefiro abraçar a raiva e dançar com ela até o fim dos meus dias. Também senti uma pontada de dor, mas não foi exatamente onde imaginei que seria. Só uma pontada no pé da barriga e vida que segue. Exatamente assim, como um clarão, vi que minha vida seguiu, sabe? De uma maneira melhor do que eu poderia querer.

[…] Minha gratidão de hoje vai para você, que querendo ou não, colaborou para a elevação do meu espírito e possível crescimento em áreas que achei já estarem completamente moldadas, e incapazes de serem modificadas. Tenho plena ciência que pessoas como você ainda passarão pela minha vida, e provavelmente eu cometa o mesmo erro de me entregar, pois me ofereceram coisas que não estava acostumada e foi como se me dessem um pedaço do céu, mas é bem possível que passe a ser cada vez mais fácil identificar a situação e abdicar-se dela. É a tendência natural. Obrigada por ser quem a minha vida precisava no momento. Obrigada por ir embora no tempo certo, e obrigada por não mais voltar. Obrigada por me fazer enxergar que alguns males realmente vêm para o bem e que são necessários para o nosso crescimento. Hoje eu cresci um pouco e não poderia estar mais feliz por ser capaz de enxergar isso como uma coisa verdadeiramente boa. Fomo ruins um com o outro, mas agora sei que posso ser boa sozinha.”

 

términos 3

Amanhã fará dois meses que X sumiu da minha vida, mas não foi um sumiço permanente. Ele ainda é bem presente em minha vida, pois é muito amigo de uma grande amiga minha. Ele é uma sombra que possivelmente me seguirá por muito tempo ainda, mas atualmente é uma sombra bem fraquinha. Já consigo não pensar nele o tempo todo. Consigo ouvir algumas músicas ou passar por lugares e não lembrar de coisas que fizemos juntos.

Queria, do fundo do meu coração, que o X tivesse ficado, mesmo com os nossos prós e contras, mas ao mesmo tempo uma sensação de alívio paira sobre mim, como se esse fim representasse um novo começo para mim. Parece que construí nesse pouco tempo uma parede e deixei atrás dela tudo aquilo que representava um lado negativo. Viver bem e feliz estando sozinha é possível sim.

Você não precisa amar e ser amada para se sentir realizada na vida. Antes de amar alguém, se amar é muito importante e se você não aprender, quem é que vai? Esse negócio de “alguém que completa” é superestimado… Então, ai vai um trecho mais recente do último texto que escrevi para o X.

“Quase 60 dias depois, e eu ainda tremi ao pensar que estaria por perto. Essa sensação foi horrível, e me rasgou de cima a baixo, deixando minha mente num looping de memórias que doem. Me pergunto como foi que essa situação se tornou tão grande assim, a ponto de me abalar e me fazer ter ataques de pânico no meio da rua? Em que esquina de mim, perdi o controle sobre meu próprio emocional? Você escolheu seguir o seu caminho sem mim, talvez porque alguém melhor apareceu ou porque nós nunca seríamos mais do que éramos: nada.

[…] Nessa altura você já está a quilômetros de distância de mim. Distância suficiente para me dar uma certa paz de espírito, pois não sei como reagiria se fosse compelida a olhar novamente dentro dos seus olhos. Eles provavelmente me destruiriam novamente. Logo agora terminei de catar meus caquinhos, seria como ter um furacão um dia depois de ter reconstruído a minha pequena ilha novamente e aqui eu só aceito o que não vem pra devastar. Aqui só será aceito coisas que deem realce à beleza natural dentro e fora de mim.

Hoje eu consigo perceber, mais uma vez, como me fez bem a sua partida. Ainda sinto que poderíamos ter sido mais, porém prefiro ser mais enquanto só, do que mal acompanhada. Você foi bom para mim, mas inconscientemente transformou pequenas partes em criações desagradáveis. Espero que a próxima pessoa em sua vida não seja tão mutável quanto eu fui. Que você realce o melhor que existe nela, e ela o melhor que existe em você. Espero um dia ser capaz de ouvir seu nome sem tremer ou te ver sem me partir em mil pequenos fragmentos. Espero que você não seja o amor da minha vida, e que encontre o seu caminho. Espero encontrar meu caminho também, pois não existe nada pior do que se perder em alguém e ser incapaz de se encontrar em outrem.”

términos 2

Relacionamentos acabam. Pessoas sobrevivem a isso, e essa não vai ser nem a primeira e nem a última vez que vão entrar e sair da sua vida. Decidi me abrir novamente para o “amor” e todas as suas possibilidades, pois espero realmente achar alguém que queira, por conta própria, ficar. Esse foi o meu último texto para o X, e desejo a ele tudo de melhor que o mundo pode lhe oferecer, afinal, ele ter ido embora foi para o meu melhor.

O X veio quando tinha que vir, e foi quando tinha que ir. Talvez demore para que eu encontre esse alguém, ou esbarre com ele no transporte público, não sei. O que sei é que um dia esse alguém vai chega e te fazer esquecer todos aqueles que foram embora. Isso é o que realmente importa e o que faz a diferença. Lembrem-se disso!

términos 1

Imagem: Pexels

Nathalya Ferreira

Colunista Superela

Mais textos

Leia temas do seu interesse:

Leia temas do seu interesse:

E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Obrigada!

Recebemos seu pedido de cadastro e enviamos a você um email com o link para você confirmar o recebimento dos nossos emails.

Por favor, acesse seu email e click no link de confirmação.


Click aqui para voltar ao site.
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES conteúdos do Superela.
Você vai adorar ❤
Vamos ser amigas? :)