Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Em homenagem ao Dia das Mulheres, vamos bater um papo sobre essa enorme dificuldade nossa que é dizer “Não”. Por que nós mulheres tememos tanto dizer “Não” a maridos, namorados, filhos, chefes, pais e amigos? Veja se alguns desses pontos de apoio (que já me ajudaram muito!) podem te ajudar também a se impor mais e conquistar o seu espaço nas relações pessoais e no trabalho.

1. Medo do abandono

A principal razão que as mulheres relatam para evitar ao máximo dizer “Não” a pessoas importantes é o medo de acabarem afastando essas pessoas. É o velho “medo de ficar sozinha”. A solidão assusta qualquer pessoa, isso é certo… Mas pense comigo: não foi por medo que uma mulher tomou a melhor decisão na carreira ou conquistou a relação que a faz feliz, pode apostar! O que faz alguém querer estar e continuar perto de nós é acreditar que somos únicas, realmente especiais – e pessoas medrosas não inspiram esse desejo nos outros!

2. Moeda de Troca

Outra razão muito comum é acreditar que se disserem “Não”, elas não terão o “Sim” quando mais precisarem. Pessoas que agem com essa crença costumam basear suas relações na moeda de troca que possuem, por exemplo: ficar cuidando de quem já é bem grandinho, trabalhar no lugar do outro, dar carinho, presentes, dinheiro ou até sexo em excesso. Ou seja: se tenho mais para dar, posso pedir mais. O problema dessa visão é que confunde o amor-próprio da mulher. Chega uma hora em que ela não separa mais sua moeda de troca do que “ela é” realmente. Sua vida e suas qualidades únicas perdem valor e o resultado é que sua identidade se enfraquece. Se a pessoa “não sabe mais quem é” pode acabar sendo abandonada (problema do item 1). No caso de relações íntimas, quem SEMPRE vê em você uma empregada, uma financiadora ou uma enfermeira deveria pagar alguém por isso!

3. “Quero paz”

Às vezes o motivo de não dizermos “Não” é evitarmos discussões. Se você está na maior parte do tempo evitando discussões, ligue o alarme! Os motivos costumam ser:
– Você lida com uma pessoa muito autocentrada, que só aceita fazer o que quer, sem poder enxergar o seu ponto de vista ou
– Você lida com uma pessoa que não tem afinidades com você ou
– Você lida com uma pessoa que está doente e não pode se emocionar ou
– Você lida com alguém que não tolera a convivência, portanto não vê vantagens em negociar mais nada ou
– Você está nessa relação para manter outros interesses.
Aqui vale responder para você mesma: Vale a pena continuar dizendo “Sim” e perpetuando essa relação? Será que ela ainda é baseada no amor, admiração ou no respeito mútuo? É isso que você escolhe agora para você?

4. Por pura preguiça

Algumas mulheres dizem “Sim” e concordam com tudo que os outros propõem, mas no fim acabam não fazendo para não terem trabalho. Acreditam que assim não irão se preocupar ou se estressar. Cuidado, porém, se essa postura se estender a outras áreas da sua vida que exijam dedicação e investimento, como realizar os seus desejos (muitas mulheres nem sabem quais são eles!). Será que você não anda sem energia ultimamente? Falta de vitalidade pode ser um sinal de depressão. Caso você costume “empurrar tudo com a barriga”, busque ajuda para aumentar sua vitalidade e estimular sua sexualidade. Técnicas corporais, dietas de limpeza, Biodanza e outras terapias ligadas ao corpo podem ajudar você a ter mais prazer e reencontrar o espírito de luta para investir novamente na sua vida.

5. “É tudo igual”

A crença de que todas as pessoas são iguais: “Todo marido é igual”; “Todo chefe é igual”; “Filho é tudo igual” leva a um erro de compreensão do mundo. As pessoas não são iguais, basta ver a fisiologia e o metabolismo de cada um. No entanto, se elas se comportam sempre da mesma forma na sua presença, será que não é você que está sempre fazendo o mesmo papel e espera o mesmo comportamento de todos? Faça o teste: experimente agir de uma forma nova com uma pessoa próxima e veja como ela reage. Por exemplo: se você costuma cuidar dela, peça para ela cuidar de você uma vez. Depois, converse com ela sobre como se sentiu e avalie se essa mudança foi positiva. O importante é descobrir que nada é rígido e que podemos experimentar. A cada encontro temos uma nova chance. Então, abra-se para essa oportunidade de descobrir cada pessoa nova como ela é, sem repetir antigos padrões de comportamento que trouxeram infelicidade para você no passado. E se você descobrir que dizer “Não” significa dizer “Sim” para os seus desejos, vá em frente, e viva plenamente!

MAIS: 13 CUIDADOS AO DAR FEEDBACK NO TRABALHO

MAIS: 35 ORIENTAÇÕES PARA VOCÊ IR EM DIREÇÃO AOS SEUS DESEJOS (ESPECIAL ANO NOVO)

Foto: www.pinterest.com/superelaoficial

@ load more