Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Falar desse assunto não é nada glamoroso, porém necessário! Afinal nove de cada dez mulheres relatam sofrer desse mal. Portanto quem tem esse problema aí, levanta a mão… Iol (rsrsrs). Você já deve ter percebido o quanto a prisão de ventre mexe com nosso humor e irritabilidade, além da sensação de barriga inchada, nossa pele também é prejudicada! Você não precisa ser uma eterna refém desse transtorno, aprenda a driblar o seu intestino preguiçoso.

Como tratar prisão de ventre

Geralmente uma pequena mudança em nosso estilo de vida reduz o quadro da constipação intestinal. Confira as nossas dicas:

1. Respeite a necessidade do seu organismo!

Não segure a vontade de ir ao banheiro, muito menos tenha pressa! Reserve um tempo pra você, o ideal seria estabelecer horários regulares para ir ao banheiro, ok?

[ulp id=”v2eIxIAR3Ob2LsiR”]

2. Beba água!

O ideal seria tomar no mínimo 2 litros de líquidos ao dia, preferencialmente água.

3. Consuma fibras!

Farelos, frutas cruas (com casca e bagaço), sementes de linhaça e/ou chia e os alimentos integrais. As fibras ajudam a reter água no intestino, favorecendo seu amolecimento e estímulo ao transito intestinal. ATENÇÃO: Comer fibras e não consumir líquidos na quantidade adequada, pode piorar a prisão de ventre!!!

4. Beba coquetel laxativo!

Esses coquetéis laxativos naturais são nutritivos e não produzem efeitos colaterais. Receita: Deixe 5 ameixas pretas sem casca, de molho na água de um dia para o outro na geladeira. No dia seguinte retire os caroços da ameixa, acrescente laranja sem casca e sem caroço (1 unidade), mamão (1 fatia) e água gelada (250 ml) ou gelo. Liquidifique tudo e tome em jejum pela manhã.

5. Evite alimentos considerados constipantes!

Aipim, amido de milho, banana prata e maçã, batata inglesa, caju, chás diversos, goiaba, limonada, maçã, maisena etc…

6. Prefira alimentos considerados laxativos!

Abacate, alface, ameixa preta e amarela, avelã, berinjela, cenoura crua, cereais integrais, couve, iogurte, farinha de aveia, farinha láctea, fubá, feijão, frutas secas, grão-de-bico, kiwi, laranja, lentilha, mamão, quiabo, tangerina, etc… Todos são alimentos para prisão de ventre. Se você tiver problema de gases… Ops!!! Evite alimentos ricos em enxofre, pois podem gerar puns (rsrsrs) e desconforto abdominal (alho, repolho, couve-flor, pimentão, gema de ovo, leguminosas…).

7. Faça atividade física de forma regular!

O exercício físico estimula o trânsito intestinal, despertando o desejo de ir ao banheiro. Tente fazer uma caminhada diária de 30 minutos. Não se esqueça de consultar seu médico cardiologista, Ok?

8. Não tenha pressa e sente corretamente no vaso

Parece mentira, mas existe posição correta até para ir ao banheiro (rsrsrs). A posição correta para evacuar é sentada no vaso sanitário, com as pernas bem afastadas, os cotovelos apoiados nas coxas, próximos aos joelhos e o corpo levemente inclinado para frente (veja figura). Você pode inclusive associar a respiração, inspirando e expirando com auxílio dos músculos do abdômen, aumentando a pressão intra-abdominal e favorecendo a eliminação. Se possível tire a calcinha e a parte de baixo da roupa completamente.

representação de posição como tratar prisão de ventre

9. Faça massagem abdominal

Você está sentindo a barriga inchada e nada ainda da vontade de ir ao banheiro aparecer??? Fez a caminhada ou qualquer outro exercício físico e mesmo assim nem sinal? Use massagem abdominal para acelerar o trânsito intestinal… Faça assim: Com a ponta dos dedos realize pequenos movimento circulares e arraste aos pouquinhos a sua mão, movimentando-se da direita para a esquerda, como se estivesse arrastando o “material” (rsrsrs) da direita para a esquerda (ver o trajeto na figura abaixo). Você mesmo pode realizar essa massagem, deitado ou sentado. Se preferir, peça ajuda do seu fisioterapeuta.

massagem para prisão de ventre

Trate da sua constipação intestinal, evitando a ocorrência de disfunções e até mesmo o aparecimento da incontinência urinária. A prisão de ventre lesiona as fibras musculares do períneo, podendo enfraquecê-las e resultar na perda involuntária de urina, além é claro de favorecer o aparecimento de infecções urinárias (saiba mais aqui).

Geralmente a mudança de hábitos alimentares e a caminhada diária, reduzem o quadro de constipação. Relate esse problema ao seu nutricionista e faça uma dieta adequada para o seu organismo.

MAIS: 10 AÇÕES PARA VOCÊ SE PREVENIR DE UMA INFECÇÃO URINÁRIA NESTE VERÃO
MAIS: 3 EXERCÍCIOS PRÁTICOS PARA RELAXAR E SER FELIZ NO MEIO DO DIA

 

@ load more