Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Ferramentas de busca podem ajudar você a tornar seu currículo mais facilmente encontrado, desde que você respeite algumas regras sobre filtros, quando for enviá-lo dentro de sites (upload do arquivo) ou publicá-lo integralmente na internet. Mesmo quando enviamos o currículo no corpo de um e-mail – já que muitos recrutadores preferem dessa forma do que anexados – devemos observar algumas dicas:

1. Cuidado para não ser deletado

No assunto do e-mail, repita o nome da vaga para a qual você está se candidatando. Caso não haja vaga aberta, coloque a área pretendida e seu nome, por exemplo: “Assistência de Marketing – currículo Mariana Silva”. Isso irá facilitar aos recrutadores encontrar seu currículo durante o processo. Caso opte por enviar um anexo, em formato .doc, .pdf ou .rtf, não coloque suas informações de contato no cabeçalho do arquivo de texto, porque filtros podem estar programados para ignorar cabeçalhos e rodapés. Assim seus dados pessoais correm o risco de serem deletados. Prefira colocar os dados já no corpo do texto, no alto.

2. Tenha claro o objetivo

Caso já saiba o cargo para o qual a vaga foi aberta, repita-o em seu Objetivo. Se cadastrar seu currículo em um site de vagas, coloque a área e o nível hierárquico que deseja no campo Objetivo. Assim você poupa tempo do recrutador e o seu, não aplicando para vagas de estagiário se você quer ser gerente.

3. Resumo das qualificações

Começe com um parágrafo de Resumo das Qualificações, usando a primeira pessoa do verbo. Por exemplo: “Em tal função, produzi…”, “criei”, “implementei…”. Encha esse resumo de números e períodos de tempo, demonstrando que você está focado na linguagem de negócios. Não esqueça de mencionar aqui as palavras-chave pelas quais quer ser “encontrado”, por exemplo: treinamento ou supply chain ou tributos.

4. Acerte na fonte

Escolha fontes (letras) mais conservadoras como: Verdana, Arial, Tahoma ou Calibri e procure seguir com uma ou duas apenas. Alguns softwares podem rejeitar fontes serifadas (que tem “traços”), como a Times New Roman ou a Cambria. Nunca use fontes Script.

5. Não adianta espremer

O menor tamanho de fonte deve ser 11. Evite usar fontes pequenas que atrapalham a leitura, na tentativa de caber tudo. Em vez disso, aumente seu poder de síntese e redija resumos mais diretos sobre suas realizações, não ultrapassando duas páginas.

7. Qual o formato?

Use formato padrão (carta). A margem mais indicada é de 2,5 cm – tanto para a superior quanto para a inferior. Não use linhas cruzando a página inteira, pois algumas buscas rejeitam documentos apenas por identificarem uma linha de ponta a ponta na página.

6. Se você não é designer

Sua meta deve ser conseguir a entrevista e não revelar o seu perfil artístico (a não ser que a vaga seja para isso). Não use gráficos ou logomarcas; não use tabelas dentro do currículo; não use fios e bordas – tudo isso pode impedir sua indexação e dificulta que o empregador encontre você.

8. Não abuse na foto

Na hora de selecionar uma foto, opte por uma do rosto, com camisa fechada, maquiagem discreta e sem decotes ousados nem bijuterias de impacto. Peça para seus amigos opinarem sobre a foto, pergunte a eles: “Você contrataria essa pessoa? Por quê? O que ela te transmite?” Lembre-se de que em sites como LinkedIn, por exemplo, postar sua foto aumenta em mais de três vezes a chance de seu currículo ser lido.

Após agendada a entrevista, as principais perguntas que os futuros chefes costumam fazer são:
– Por que deveríamos contratar você?
– O que você pode fazer por nós que outros candidatos não podem?
– Quais são seus principais talentos e suas fraquezas?
Não vale responder que “Minha fraqueza é ser muito exigente e pontual”, pois isso demonstra apenas que você está jogando confete em si próprio e não sendo franco (podendo estar agindo assim no restante da entrevista).

E por fim, mas não menos importante, treine, treine e treine o que falar sobre você e suas realizações. Pense no seu currículo como o cardápio – e não como o prato feito. Ele tem que ser atraente o bastante para abrir portas e conduzir você à entrevista, mas é lá que você vai marcar o gol!

MAIS: 8 DICAS PARA PEDIR AUMENTO AO CHEFE
MAIS: 10 DICAS DE COMO SE VESTIR PARA UMA ENTREVISTA DE EMPREGO

Foto: www.pinterest.com/superelaoficial

@ load more