Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Muitas pessoas insatisfeitas em seus empregos atuais se esquecem que gerenciar e transformar suas carreiras é parte do seu trabalho. Contratar ajuda e pesquisar pode ser a alavanca necessária para te dar aquele empurrão, porém, não devemos delegar decisões que irão impactar todas as outras áreas da nossa vida.

Quando a decisão de sair do emprego está tomada, é muito importante passar um tempo atualizando seu currículo (veja algumas dicas aqui). Em sites de vagas existem modelos disponíveis para que você siga o que as empresas estão pedindo atualmente. Faça a busca e escolha o modelo que melhor irá apresentar suas qualidades, experiências profissionais e formação acadêmica. Lembre-se de ser sucinta (nada mais que um pequeno parágrafo para exemplificar os itens de sua experiência) e colocar tudo que você já atingiu em sua vida profissional ou acadêmica, como uma forma de se destacar em meio a dezenas ou centenas de currículos recebidos pelos RHs.

Após essa fase, quando for buscar por vagas, considere:

1. Seu networking

Muitas pessoas ficam esperando ser “encontradas” como se fossem verdadeiras celebridades, dessas descobertas por “caçadores de talentos” na rua. Perdão, mas se você ainda trabalha como assalariada, esse não é seu caso. Encare sua situação com coragem e espalhe que está buscando outra posição no mercado, falando para seus amigos, ex-chefes, colegas de antigas empresas, fornecedores, familiares, enfim, para toda sua rede de contatos. Apenas tome o cuidado de falar com um a um e pedir sigilo sobre sua transição. Uma informação passada antes da hora para os ouvidos errados pode colocar tudo a perder. Nada é mais forte que sua rede para alcançar a recolocação. Muitas empresas só contratam pessoas indicadas por seus colaboradores internos, inclusive premiando aqueles que indicam empregados que ficam mais de um ano no novo cargo.

2. LinkedIn

Pensando em redes sociais, o primeiro site hoje consultado pelos RHs, empresas de recolocação e head hunting é o LinkedIn, com milhões de currículos cadastrados no mundo todo. O LinkedIn publica todos os dias vagas abertas e é possível buscar dentre seus contatos quem seria “a ponte” para aquela vaga. Na hora de cadastrar seu currículo, cuidado para não copiá-lo integralmente para dentro do site: seja mais objetiva e busque formas mais atraentes de ressaltar o que você faz de melhor, colocando um resumo logo nas primeiras linhas. Escolha uma foto sua profissional, simpática (evite expressão carrancuda) e vestindo o tipo de roupa que vestem as pessoas que trabalham na empresa dos seus sonhos. Aliás, você sabe qual é ela?

3. Empresas de recolocação

Investigue em sua cidade quais são as empresas que oferecem o serviço de recolocação. Busque referências dessas empresas, procure saber para que tipos de clientes elas trabalham e para qual o nível hierárquico eles recolocam normalmente. Algumas empresas são focadas em recolocar para vagas operacionais apenas; se esse não é seu caso, será tempo e dinheiro jogado fora. Leia o contrato cuidadosamente e faça perguntas sobre casos reais de sucesso, pedindo o e-mail ou telefone desses clientes para falar com eles. Faça uma lista de amigos e parentes que mudaram de emprego recentemente e pergunte se eles contrataram esse tipo de serviço para que possam indicar.

MAIS: 7 DICAS PARA VOCÊ ESCOLHER A PROFISSÃO CERTA
MAIS: 8 DICAS PARA AUMENTAR AS CHANCES DO SEU CURRÍCULO SER LIDO

4. Sites de vagas

Na internet existem sites como Vagas.com, Empregos e Catho que permitem a inclusão de seu currículo gratuitamente para ser buscado (anônimo ou não, você decide) por empregadores. Se você deseja aplicar para empresas fora do Brasil, busque opções como Hired.com e lembre-se de contratar um tradutor profissional (caso seu inglês não seja avançado) antes de cadastrar seu currículo. Erros na língua ou de digitação serão fatais aos olhos do entrevistador.

5. Sites das empresas

Se você já fez o seu dever de casa, já sabe quais atividades gostaria de fazer (o coaching pode te ajudar muito nessa descoberta!). A partir disso, corte etapas e veja se nos sites das empresas desejadas existe a opção de cadastramento de currículo. Caso não haja, escreva para “contato@empresa.com” ou similar e pergunte qual é o procedimento correto para o envio. Se no site da empresa já existem vagas postadas, coloque no seu “objetivo” o nome daquela vaga especificamente, assim você aumenta suas chances de ser recrutado ao enviar seu currículo por e-mail.

6. Contato por telefone

Através de seus contatos no LinkedIn é possível descobrir profissionais que estão em certos cargos nas empresas que você almeja. Faça contato direto, mande e-mail ou ligue para eles no telefone fixo do trabalho e pergunte sobre a chance de trabalhar para eles, explicando em uma frase qual é sua expertise. Essa ligação não pode demorar mais que dois minutos, a não ser que a outra pessoa faça perguntas e estenda o papo. Não seja inoportuna nunca, pergunte sempre antes se a pessoa pode falar.

MAIS: 7 SUGESTÕES PARA VOCÊ PARAR DE REPETIR: EU ODEIO MEU EMPREGO!
MAIS: 13 CUIDADOS AO DAR FEEDBACK NO TRABALHO

7. Enviar o currículo diretamente

Pergunte aos seus amigos se sabem de pessoas que estão contratando, pegue o e-mail com eles e mande seu currículo diretamente, mencionando que quem te indicou foi seu “amigo fulano”. Mas tem que ser verdade, viu? Mentir em seleção de empregos é um tiro que costuma sair pela culatra.

8. Anúncios em jornais, revistas e publicações da área

Pesquise quais são as revistas e jornais que publicam o tipo de vaga que você quer e mande o currículo por e-mail, lembrando-se de anexar uma carta de apresentação de até dois parágrafos (veja modelos dessas cartas nos sites que anunciam vagas).

9. Feiras de vagas e estágios, Feiras de Negócios e Congressos

Vá a eventos, mostre-se, conheça pessoas novas. Isso te dará motivação extra nessa fase de incertezas, além de fazer você se atualizar sobre um determinado ramo que goste. Faça cartões de visita e distribua em mãos nos stands que mais te chamarem atenção, anote sites, contatos e todo tipo de informação que puder te ajudar nessa busca. Saia de casa e invista em você, vale a pena! Ah… e sucesso. 😉

Foto: www.pinterest.com/superelaoficial

@ load more