Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Eu gosto muito de conversar com o espelho. Sei lá… Ele me parece tão sincero. Ao menos ele me mostrou, e me mostra sempre, que antes de eu pensar em ser forte, preciso assumir que sou fraca, que sou humana. Mas, que fique bem claro, assumir está bem longe de se entregar. Na real, acho que assumir é uma das maiores provas de força.

Nós temos uma síndrome de super-herói que vou te contar… vou te contar porque eu também tenho, e não é pouca. Odeio errar, faço birra, brigo com o mundo, fico virada num traque – ou no Jiraya, como a região de vocês preferir, chego até a chorar. Mas eu só consigo destravar e voltar a minha sã consciência quando eu assumo minhas fraquezas e decido seguir em frente apesar delas.

Devemos entender que todos temos defeitos. A diferença é a maneira com que cada um encara e convive com eles. Aceitar minha dislexia foi o primeiro passo para conseguir vencê-la. Ainda tenho problemas na fala, principalmente quando fico nervosa. Lembro de uma palestra do estilista Dudu Bertolini (não sabe quem é joga no Google) ano passado e na hora de fazer uma pergunta minha língua enrolou na palavra “sustentabilidade” diante do anfiteatro lotado. Há uns anos atrás, ou até meses, eu teria procurado um buraco para enfiar a cara, mas em vez disso tratei com super naturalidade e ficou tudo bem. Fora as vezes que isso aconteceu enquanto eu estava ao vivo em algum trabalho pra TV. Nossa… Eu não teria só a cabeça, mas o corpo todo enterrado num buraco daqueles bem profundos.

RESPONDA: Tenho “tudo”; penso em largar.
RESPONDA: Pais conservadores e intimidade, como conciliar?

Sempre há como superar aquela nossa fraqueza, sabe? Acho que um bom exemplo é da mulher que engorda e insiste em querer usar as mesmas roupas 2 manequins menores porque não aceita seu novo corpo, mas continua comendo feito uma louca. Meo, não foi a roupa que diminuiu, foi seu quadril que aumentou. Então, enquanto não começar uma dieta ou trocar aquela que não está tendo o efeito desejado, invista em peças maiores. Afinal, não é o peso que te faz bonita e sim a tua elegância, conforto e confiança diante dele. Combinadas?

Antes de querer ser forte identifique suas fraquezas, assuma elas e saiba que elas só vão dominar a situação se a gente permitir. Entenda: para um cabelo feio sempre existe um bom corte ou tratamento químico, para algo que te incomoda no corpo sempre vai existir uma peça que vai abstrair, ou uma cirurgia plástica (por que não?), para toda falta de conhecimento sempre vai existir um senhor Google e uma série de livros bons por aí, para toda falta de fotogenia vai existir uma boa iluminação e enquadramento, para todo número 1 no ranking existem inúmeros treinos, lágrimas, suor e horas de dedicação total. Nada está perdido.

Nossa força de seguir em frente e alcançar o objetivo deve ser maior do que qualquer coisa que possa nos atrapalhar.  Só reclamar ou fingir que ela não existe não vai te levar a lugar nenhum na vida. Lembre-se sempre: nós somos os nossos maiores inimigos. Antes de vencer qualquer coisa, temos que vencer a nós mesmas. E essa, querida Superela, é uma batalha de um guerreiro só.

Clique aqui e receba nossos emails incríveis. : )

MAIS: CONSELHO DE AMIGO: SE AME!
MAIS: OLHE MAIS PARA VOCÊ

Imagem: pinterest.com/superelaoficial

@ load more