Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Se o rapaz não lhe quer mais – posição que ele já reforçou com todas as letras e por meio de diversas atitudes -, esqueça-o de vez, por mais difícil e doloroso que isso possa lhe parecer.

Eu sei que você ainda deseja ficar com ele e que o ama pra chuchu, mas, se analisar com frieza a recente postura dele, perceberá que a recíproca está longe de ser verdadeira, ou seja, ele não dá mais a mínima pra você.

Para tentar fazê-lo voltar aos seus braços, você foi de São Paulo a Manaus de joelhos, pichou – de cabo a rabo – a Muralha da China, convenceu o Zezé a ser a sua segunda voz em uma serenata, fez um pacto de sangue com a mãe dele, vendeu a alma ao demo, matou sete periguetes e… mesmo assim, ele nem sequer voltou a olhar em seus olhos, tratando-lhe como se você não passasse de um caroço de azeitona totalmente chupado, sem sabor e esquecido dentro de uma caixa redonda de papelão. Estou errado? Então, em nome do amor-próprio que ainda deve existir dentro do seu coraçãozinho tumultuado, pare de se humilhar. Pare de esmolar o carinho de alguém que, quando recebe uma nova mensagem sua, diz: “Que saco! Será que ela não é capaz de entender que não dá mais, que a fila andou?”.

Quando lhe vê, ao invés de frio na barriga e borboletas alvoroçadas no estômago, agora ele sente medo de ser sequestrado, o que me leva a crer que você já passou dos limites, e que precisa, com urgência, encontrar as forças que necessita para continuar sem ele. Moça, você precisa aceitar que não deu certo e que nada neste mundão fará com que o lance, entre você e ele, volte a ser como foi um dia.

RESPONDA: Por que tenho esse sentimento de culpa?
RESPONDA: Devo ir atrás dele ou largar mão?

Sei que estou sendo duro com você, bem mais do que as suas amigas que, ao invés da nítida verdade, têm dito frases genéricas de biscoito da sorte, como: “O tempo lhe trará uma resposta!”. Mas estou agindo assim porque sei que você precisa parar, de uma vez por todas, de tentar ressuscitar algo cujo coração já parou faz tempo. Entende? Sei que você, para voltar a enxergar as belezuras da vida, precisa parar de chamar ponto final de “vírgula” ou “reticências”. Acabou o romance com ele, meu bem, mas a sua vida, quando você aceitar o inevitável, pode recomeçar. E você, acredite se quiser, pode voltar a amar, muito mais do que já amou aquele que, neste instante, está em alguma balada em busca de outros corpos. Ou mandando um xaveco barato via WhatsApp.

Ele lhe largou há mais de quatro meses e você ainda não mudou o status de relacionamento do Facebook e continua com a aliança no dedo? Está maluca? Está na hora de atualizar o seu sistema operacional, de trocar o “Ele vai voltar pra mim, você verá!” que ninguém mais aguenta ouvir, por um belo vestido e por um fogoso batom vermelho. Ou por um roxo, sei lá, pois ouvi dizer que está na última moda!

Só não dá mais pra continuar com esse chiclete velho e sem gosto na boca, pois, enquanto não cuspi-lo, não será capaz de sentir o delicioso gosto do presente. E continuará com esse letreiro neon na testa, que a Malvinos, Cauãs e a outros galãs comuns diz: “Não se aproxime, estou presa à sombra de um fantasma, preocupada com alguém que comigo já não se preocupa mais. Ocupada com algo que, por já estar morto e enterrado, nem sentido mais faz.”.

Clique aqui e receba nossos emails incríveis. : )

MAIS: 5 MÚSICAS: DO PÉ NA BUNDA ATÉ A SUPERAÇÃO
MAIS: CHEGA AQUI, VAMOS CONVERSAR

Imagem: pinterest.com/superelaoficial

@ load more