Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Olha, vou te contar que tenho passado por tantas coisas nos últimos tempos… E, se teve algo que eu aprendi com isso, foi que não importa o que aconteça, o que você ou os outros façam ou o quão machucada você estiver, a vida não vai parar por nada.

A vida vai continuar de qualquer jeito, com ou sem você. Pode servir de consolo e força para alguns, mas no geral é muito dolorido ouvir isso. Não adianta você se trancar em um quarto e nunca mais sair, ou viver numa bolha para sempre ou mesmo morrer. O mundo não depende de mim ou de você para continuar girando. Aliás, ele não gira ao nosso redor.

Enquanto eu escrevo esse texto e você o lê, existem zilhões de coisas boas e ruins acontecendo por aí. Pessoas morrem, nascem, trabalham, descansam, conhecem umas às outras, fazem, desfazem e refazem relacionamentos, beijam, bebem, dançam, transam, caminham com ou sem destino… Você acha mesmo que teu isolamento e fraqueza vai fazer alguma diferença?

Desistir do amor pelo último relacionamento que não deu certo não vai fazer com que os cartórios deixem de emitir certidões de casamento, ou levar à extinção dos vestidos brancos. Desistir da sua carreira porque foi demitida do seu último emprego, ou não conseguiu nenhum ainda, não vai parar o mercado de trabalho. Desistir das pessoas pela última decepção com alguém que você considerava um irmão não vai impedir os encontros de desencontros na vida do teu vizinho.

MAIS: O QUE REALMENTE IMPORTA
MAIS: AGORA SOU EU POR MIM

Na bolha, amigas, só cabe você dentro. Tudo que há fora dela continua a acontecer normalmente. E, por mais que o teu sofrimento também faça outras pessoas sofrerem, elas também não podem, e nem devem, desistir por você. Sinceramente? É muito mais fácil elas desistirem de você. Desculpa estar sendo dura nas palavras, mas estou aqui para te ajudar e te fazer acordar, às vezes precisamos de um banho de água bem fria para que isso aconteça.

No caminho, independentemente para onde ele esteja nos levando, existem pedras, buracos, trechos mais estreitos, outros mais largos, alguns com acostamento, outros cercados de precipícios, regiões chuvosas, outras mais secas e ensolaradas…. Não existe caminho pleno, seja no seu trajeto para o trabalho ou para o seu sonho.

Também pode parecer óbvio o que eu estou falando aqui, mas é engraçado como na prática a gente parece esquecer tudo que sabe de cor e salteado e brincar de mocinha mimada a cada vez que as coisas dão errado. Engraçado quando o teto cai sobre nossas cabeças a gente parece querer ficar soterrado nos destroços para sempre. Não acho errado ter seu tempo para chorar, pensar, ou até falar algumas besteiras na hora que o sentimento não cabe mais dentro de nós, afinal, somos seres humanos e até precisamos disso para não explodir. Mas ficar assim para sempre? Se entregar a dor? Acredito que todos somos capazes de nos superar se quisermos. Sim! Eu acredito de verdade. Não é balela de texto de autoajuda.

E estou te escrevendo isso, pois, por várias vezes, mesmo tendo apenas 26 anos de idade, pensei em desistir de tantas coisas que ainda luto hoje em dia. E sabe por que eu decidi continuar? Justamente por ver que o mundo não gira ao meu redor e não para se eu parar. Apenas o meu mundo para. Só eu sairia prejudicada na história. O boy arranjou outra, o (ex) amigo encontrou outras companhias, a vaga na empresa foi preenchida por outro, os textos possuem outros bons autores… A vida não é uma peça de um personagem só e, independente do que aconteça, o espetáculo sempre continua.

Acorda! Deixa de fazer drama, enxuga essas lágrimas, tira a bunda do sofá e vai à luta. Luta essa que só quem pode ganhar é você por você mesma.

Quero finalizar com um trecho de um texto que me acompanha há muitos anos e que sempre tem um tapa para dar na minha cara em dias de desânimo. Espero que ele nocauteie você também:  “(Um dia você) Aprende que não importa em quantos pedaços o seu coração foi partido; simplesmente o mundo não irá parar para que você possa consertá-lo. (…) E você aprende que, realmente, tudo pode suportar, que realmente é forte e que pode ir muito mais longe – mesmo após ter pensado não ser capaz.” Willian Shakespeare.

Receba no seu e-mail dicas/textos sobre Vida

RESPONDA: Você já teve depressão?
RESPONDA: To sem coragem :((

Imagem: pinterest.com/superelaoficial

@ load more