Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Com o Feminismo e o movimento Plus Size crescendo e uma visibilidade que aumenta exponencialmente, o tema antigordofobia (luta contra o preconceito com pessoas gordas) vem ganhando espaço e sendo discutido na TV, nas revistas e em diversos grupos. E hoje eu gostaria que vocês, leitoras, conhecessem um pouco mais sobre quatro sites que acompanho com frequência e que são favoráveis a uma relação saudável com o corpo e a mente, independentemente dos padrões irreais de beleza perpetuados pela mídia:

1. NÃO SOU EXPOSIÇÃO (POR PAOLA ALTHEIA)

naosouexposicao

As pessoas vêm sendo bombardeadas por uma ideia insistente de que existem para serem observadas e avaliadas pela aparência física. Mulheres são ensinadas desde cedo a se preocuparem com isso. Aprendem que devem investir esforço, tempo e dinheiro para corrigir as suas “imperfeições”. E por trás dessa ideia, existem muitos interesses comerciais envolvidos (indústria dos cosméticos, dos tratamentos de beleza, moda fitness, etc).

É como se uma voz constantemente dissesse a elas que precisam modificar o corpo, transformando-o em uma figura fragmentada, composta por partes, que devem ser cuidadas e submetidas à avaliação masculina. Muitas mulheres estão deixando de viver com qualidade de vida para perseguir um ideal de beleza que não existe. Nosso valor não deve ser medido pela aparência. Não somos enfeites. Não somos exposição.

nse2

nse3

nse1

2. EI, MULHER, MELHORE! (POR LU MEDEIROS)

mm

Há alguns meses (depois de ter depressão acompanhada de um transtorno alimentar que quase a levou à morte), a Lu decidiu criar algo na internet que pudesse ajudar outras pessoas que também sofrem com problemas de aceitação do corpo.

Ela não tinha ideia do que faria, nem que nome colocar. Pediu ajuda para algumas pessoas e não obteve sucesso. Daí, conversando com uma sobrinha, lembrou uma expressão que muito lhe chamava a atenção, e que é comumente usada no Nordeste. Quando ela, no auge das suas aflições e pessimismo, reclamava de algo, sua sobrinha dizia: “Ei, mulher, melhore!”

Assim, nasceu o “Ei, mulher, melhore!”. Que tem como intuito, através de textos e vídeos, partilhar experiências sobre os transtornos psicológicos e problemas alimentares que hoje, devido à pressão pela busca do “corpo perfeito”, são muito frequentes na sociedade em que vivemos.

mm3

mm2

mm1

MAIS: ELA É TUDO, MAS NÃO É NADA QUE UM HOMEM QUER
MAIS: SUA MÃE ESTAVA CERTA: VOCÊ NÃO É TODO MUNDO

3. GORDAS EMPODERADAS (POR MINA MOSTELL)

O objetivo do site é empoderar mulheres que sofrem esse tipo de preconceito ridículo, para que elas se tornem fortes o suficiente para lutar por respeito e não tolerem mais esse tipo de atitude. Embora seja uma página basicamente voltada para mulheres gordas, a página apoia pessoas que sofrem preconceito de qualquer natureza (tipo físico, gênero, orientação sexual, etc). Desde que haja respeito pelo próximo, no Gordas Empoderadas todo mundo é mais que bem-vindo! \o/

ge4

ge3

ge2

ge1

4. GORDA E ZEN (POR TATIANA VIEIRA)

gorda e zen

Em maio desse ano, a cantora e compositora Tatiana entrou em um debate polêmico no Facebook, quando a blogueira de beleza e moda plus size Ju Romano saiu na revista Elle e foi alvo de muitas críticas. A Tati ficou revoltada com comentários grosseiros e depreciativos e resolveu fazer uma selfie, mostrando todas as partes do corpo que há tempos lutava para esconder.

A imagem viralizou e centenas de mulheres entraram em contato com ela, agradecidas e se sentindo inspiradas a se amarem mais. Então ela decidiu criar o Gorda e Zen.

Gorda, porque a palavra precisa ser ressignificada. Gorda não é defeito, não é xingamento. E Zen, porque ela está meditando há um ano todos os dias e isso transformou completamente a sua vida e principalmente a sua relação com o corpo.

https://www.youtube.com/watch?v=mW_aIDh0674

capaelle

tati
E você? Conhece outras páginas que abordem esse tema? Compartilhe comigo nos comentários! 😉

Receba no seu e-mail dicas/textos sobre Vida

PARTICIPE: Como ter auto estima e não me sentir culpada por querer ser bonita e me valorizar?
PARTICIPE: Homens tem medo de mulheres que tem atitude?

Imagem: pinterest.com/superelaoficial

@ load more