Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Mais uma vez a história se repete. O velho ciclo vicioso: quando você finalmente começa a demonstrar interesse, passa a receber desprezo. Onde vira tortura o que um dia foi desejo.

Mensagens ignoradas, finais de semana que passam batido, sem nenhum convite. Uma curtida no Facebook já te deixa feliz e soa como atenção, quando, na verdade, é só uma forma apática de manutenção, porque ele sabe que gente como a gente tende a se acreditar que vai dar certo, por esperança e por vontade de viver algo que sempre nos é tirado prematuramente.

É aí que você insiste, persiste e torce para que dessa vez seja diferente. Reza pra que haja uma desculpa convincente ou nem tanto assim, mas que justifique a ausência de quem já foi presente, já que é mais fácil acreditar que o outro “não teve tempo” do que aceitar que desistiu. De repente, o que ainda te deixa contente, pra ele perdeu a graça. Afinal, quem ele pensa que é, pra te achar desinteressante? Pra permitir que você vá embora, dizendo que não era a hora certa ou não dizendo nada, o que é ainda pior?

Quem ele pensa que é, pra te deixar falando sozinha, enfrentando a saudade que machuca e tendo que lidar com a culpa de não saber o que foi que você fez de tão errado? Não é possível que ele não se enxergue, a ponto de não perceber que ter recebido qualquer coisa de alguém como você foi como ter ganhado na loteria.

Ele tirou a sorte grande, a gente sabe. Não há quem não tente te convencer de que você é demais pra ele, enquanto você prefere não dar ouvidos a isso, porque sabe muito bem que amor não nasce ou morre com base em argumentos.

Mas o incomodo da rejeição e os tantos conselhos carinhosos, só te fazem questionar cada vez mais quem ele pensa que é, quando, na verdade, você só terá a resposta se fizer a pergunta certa. Afinal, quem você faz ele acreditar que seja?

O que ele pensa dele mesmo, quando vê você correndo atrás e dando sempre mais do que ele jamais sonhou em te oferecer? Tentando salvar da morte um relacionamento que nunca teve vida? Insistindo em encontros que há tempos só ocorrem quando são cômodos, convenientes?

PARTICIPE: Não quero ser mais uma na vida dele…
PARTICIPE: Como ter certeza do que ele sente?

Imagina o que um cara como ele sente ao receber qualquer mensagem sua? Ele poderia imprimir e colocar na parede, como um diploma de mestrado concluído com nota máxima na Alemanha.

Logo você, que nunca teve como pretensão passar a vida alimentando egos alheios, ainda não se deu conta de que anda tratando o dele a pão-de-ló. E, como minha avó já dizia, não é com isso que a gente deve alimentar burro.

Burro por te ver linda por dentro e por fora e não verdadeiramente te enxergar. Não te tratar como merece e não dar valor a quem só queria um amor pra chamar de seu. Burro por achar que tá com a bola toda, quando na verdade, é um bola murcha que só da bola fora.

Então pare de insistir em quem não pensou duas vezes em desistir de você e nem te deixou saber o porquê. Não importa se vocês viveram juntos cenas de cinema. Romances, mesmo que curtos, nunca deixarão de ser romances e deixar que ele vá embora agora não significa que o que passou será apagado. Também não se apegue ao que ele fazia ou deixava de fazer. Legal que ele te dava boa noite todos os dias, mas o William Bonner também dá e não cobra como preço pedaços da sua autoestima e doses de inquietude por isso.

Falar é sempre mais fácil, eu sei. Na prática, a gente acaba enfiando os pés pelas mãos. Mas, se for pra enfiar algo, que seja a afirmação de que você tem valor, dentro da sua cabeça, para que você não se esqueça nunca de que homem é igual carnaval, por melhor que seja, o próximo vai ser sempre mais legal. E se ele deixou passar pela avenida a pessoa mais incrível que já viu na vida, deixe com que perceba que quem quer viver de folia, acaba solitário e tão indesejado como quarta de cinzas.

Não se preocupe com o tempo que acha que perdeu, na verdade, ele foi útil pra torná-la progressivamente mais incrível e mais dura na queda também. No final, temos até que agradecer a alguém que nos proporciona ver quem realmente somos e qual tipo de pessoas merecemos ter ao nosso lado.

A saudade vai bater de vez em quando e a vontade também, mas a gente acaba se acostumando. Até que um dia tudo isso passa e você, finalmente, se dá conta de que já não importa quem ele pensa que é, porque agora é você quem já não liga, não quer e nem se lembra mais dele compulsivamente. Desculpa, dele quem mesmo?

Receba no seu e-mail dicas/textos sobre Amor

MAIS: 3 DICAS IMPERDÍVEIS DE COMO ESCOLHER A BOLSA IDEAL
MAIS: ONDE NÃO PUDERES AMAR, NÃO TE DEMORES

Imagem: pinterest.com/superelaoficial

@ load more