Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Fim de ano é assim: todo mundo estressado. Por mais que você tenha tido um ótimo ano, é bastante provável que você fique um pouco esgotado à medida que ele chega ao fim. Começa a temporada de amigo secreto, de festas de confraternização, de casas e lojas enfeitadas. Tudo vai culminar nas duas datas mais tensas do ano: Natal e Ano Novo. Acredito que sejam tensas por vários motivos. Natal é assim: família reunida, parentes que você nunca nem viu vindo te desejar Feliz Natal e criticando a uva-passa no arroz. Já no Ano Novo algumas pessoas podem se sentir frustradas por não terem cumprido as promessas de Ano Novo anteriores, enquanto outras se sentem bastante animadas por aquilo que o próximo ano pode trazer. Mas, no frigir dos ovos, é uma época problemática. E pra ajudar a superá-la com um sorriso no rosto, aqui vão algumas dicas de como sobreviver às festas de fim de ano:

1. Sorria e acene

Sabe quando vem aqueles parentes que só foram te visitar quando você nasceu, e 25 anos depois se sentem íntimos o suficiente para perguntarem “e a faculdade?”, “e os(as) namoradinhos(as)?”, ou então para fazerem comentários do tipo “nossa, como você engordou!”. É como se alguém estivesse testando sua paciência, que não é infinita. Ao ouvir coisas do tipo, não queira discutir ou responder com mentirinhas. Apenas sorria e acene. Você não deve satisfação a ninguém.

2. Crie galinhas ao invés de expectativas

Não espere ganhar presentes. Não espere elogios. Não espere rever aquela tia que você tanto gosta. Não espere que lembrem que você não come carne. Quanto menos expectativas criamos, menores as chances de nos decepcionarmos. Isso não significa que você precise se tornar uma pessoa fria e distante pra não quebrar a cara, não é isso. O segredo está em não esperar as coisas para que você possa ficar feliz com o que vier.

3. Faça as coisas por você

Se você sabe que todo ano sua família coloca o Cd da Simone pra tocar, que tal se você preparar uma playlist diferente? Ou então, se você nunca foi fã de peru e outras carnes natalinas, é uma boa oportunidade pra preparar seu prato favorito e levar.

PARTICIPE: Me sinto sozinha
PARTICIPE: Como lidar com a cobrança familiar?

4. Aproveite quem te faz bem

Famílias são todas iguais, só mudam de endereço. Sempre tem o tio do pavê, a vó que fica comentando do seu primo que tem a mesma idade que você mas já está ganhando bastante dinheiro enquanto você resolveu estudar, etc. Por outro lado, sempre tem aquele primo ou prima que você gosta muito, ou aquela tia parceira. A vida é tão fluida e fora de controle que a gente nunca sabe quando teremos a chance de ver essas pessoas novamente. Passe a noite de Natal ou Ano Novo ao lado delas.

5. Não faça planos e nem trace metas

Sua vida não é uma empresa e você não controla p***** nenhuma. A gente tem a ilusão de que a controlamos. Mas muita gente passa essas festas frustrada porque não “conseguiu” atingir nenhum objetivo. Perder peso, começar um curso, voltar a estudar, viajar mais, parar de fumar, parar de beber, mudar de emprego. Faça um trato consigo mesma: pra cada pensamento de culpa, dê um gole de vinho ou cerveja. Brincadeira. Pense assim: “e daí?”. Todo dia que você acorda é um bom dia para mudar aquilo que você quer. Não precisa esperar o Ano Novo pra prometer mil coisas. Escolhas são feitas a todo momento, e não em um único dia do ano.

6. Tente se livrar da culpa e da pressão

Como eu já te lembrei, prepare-se para encarar perguntas e comentários nada amigáveis. Tente se convencer de que a pessoa não está perguntando por mal e, caso você não consiga apenas sorrir e acenar, responda de modo bem simples e sem perder a compostura: “vai bem, obrigado”. Se o ano terminou e você sente que a sua vida deu uma desandada – terminou um relacionamento, está desempregada, perdeu alguma pessoa querida, desfez amizades – pense que pior não pode ficar. Viver é isso aí. Perdas e ganhos a todo momento. Só nos resta andar pra frente e não deixar que o passado (e a culpa e a frustração) venham junto.

Dica final: seja verdadeira com seus sentimentos e assuma suas responsabilidades. Não fique culpando o Universo pelas coisas que deram errado. É possível, sim, aprender com os erros e evitar repeti-los. Eu acredito que nada acontece por acaso e tudo tem um lado bom, é só a gente enxergar ao invés de olhar. E desejo de verdade que você consiga encarar esse fim de ano com um sorriso no rosto apesar de tudo que possa ter acontecido na sua vida!

Receba no seu e-mail dicas/textos sobre Vida

MAIS: UM BRINDE À MULHER PODEROSA QUE VOCÊ É!
MAIS: APRECIE TODA A BELEZA DAS SUAS RUGAS

Imagem: pinterest.com/superelaoficial

@ load more