Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Conecto na internet e olhos negros me fitam cheios de ternura. São quatro, dois pares.

Um é doce, é canção. Transborda em passado imperturbável, quieto, sereno. Duas bolas negras feito lua nova, cheias de dedicação, esperança e ternura.  Carregam um brilho que se projeta da alma para o mundo. Brilho de imensidão do mar e de encanto, de quem já chorou e já sorriu e já se perdeu de amor no olhar o filho. Olhar de mãe. Derrama toda a satisfação e tem ares de “olha só o que eu soube fazer com a minha vida”. Dever cumprido, trabalho bem feito traduzido em pessoinha pequena ainda. Pálpebras macias se derramam agasalhando as amêndoas negras, descansadas e sem limites. Puro aconchego e sossego. Os lábios finos e delicados, escondem o leve sorriso, contido em linhas sutis e escapulindo pelos cantos da boca afeita a beijinhos de amor com poderes curativos. Monaliza? Compreensão.

O outro é puro, tenro, juvenil. Olhar onde se lê o futuro, onde se perde no tempo. Um contorno preciso de sobrancelhas o emolduram. Os lábios são cheios e vermelhos, a pele é alva, perfeita, os cabelos se desenrolam macios em cachos dourados.

Os dois se aninham, as peles se tocam e eles cabem. Mãe e filho, um retrato. Quase dá para apalpar todo sentimento que evapora e vira nuvem de algodão. Quase dá pra ouvir o coração de mãe batucando que nem tamborim.

Se você não sabe do que estou falando, vale a pena conferir. Refiro-me à foto da Giovana Antonelli e seu filho. Maravilhosos, por sinal.

PARTICIPE: Deixar ir… Mas ainda dói
PARTICIPE: Como se livrar da baixa auto estima

Acredite se quiser, mas muita gente se achou no direito de criticar esse pedaço de poesia. Por que o enquadramento não está estético? Naaaaum. Por que o rosto dela está cortado e não dá pra ver os belos lábios completamente? Naaaaum. Por que a foto não tem filtro? Naaaaum. Por que então, meu Deus?

Sim, foi a falta de maquiagem…

Quem passa pela vida sem mudar, nunca nasceu. Eu e você, por exemplo, há muito tempo que não somos mais as mesmas. Desde ontem, pelo menos. Hoje, já somamos um pouco mais de conhecimento, de experiências, de sorrisos e de vida vivida, inteira por favor.

Por que algumas pessoas têm mais direito de envelhecer do que outras? A alternativa ao envelhecimento é a morte prematura, pasmem!

Homens envelhecem, ficam barrigudos, perdem cabelos e os que sobram embranquecem, passam a roncar à noite, criam rugas ao redor dos olhos, têm problemas de ereção, passam pela idade do lobo, perdem a bunda, ganham pelos nas orelhas. E as mulheres? Idem. Ué, por que o espanto? Você esqueceu de perceber que até as mulheres passam por isso? Sim, envelhecem e não serão meninas virgens e inexperientes, com cara de Barbie e corpo de fruta para sempre, graças a Deus.

Escreva aí no seu caderninho: mulheres envelhecem, pronto, acabou. Chega de drama, chega de espanto. Trazer os produtos do tempo tatuados no corpo não é defeito nem doença, ao contrário, não traze-los é que seria uma surpresa inesperada e antinatural.

Cada um tem o direito de vivenciar a velhice com o estilo que escolher e isso não é privilégio só de alguns. Deixem as mulheres exercerem sua liberdade. Deixem ficarem velhas como quiserem. Deixem gostarem de seu corpo, sua maturidade, sua beleza, sua experiência, sua sabedoria. Há espaço pra todo mundo.

Por trás de um corpo de mulher tem uma amiga, uma companheira, uma filha, uma mãe, uma irmã. Tem gente dentro. Tem sonhos dentro.

Então, por que o espanto com relação à foto de uma mãe com seu filhote?

1. Porque o tempo passa

O tempo passa e tem gente que ainda não sabe disso. Giovana e seu filho são o retrato do tempo que passou e do tempo que ainda vai passar. Os dois juntos se contrastam. Eu e meus filhos também. Você e seus pais, a mesma coisa.

2. O tempo passa e o corpo muda, é assim mesmo

Acontece nas melhores famílias e nas piores, não tem escapatória. E me diz cá uma coisa, qual é a importância disso? Que significância pode ter uma pintinha aqui, um fiozinho prateado ali, um amassadinho acolá?

3. O tempo que importa não é o do corpo, é do que vai dentro dele

E o tempo da alma se mede em atenção. O tempo da essência se conta em sorrisos desabrochados, lágrimas derramadas, mãos entrelaçadas, beijos trocados, abraços apertados, risadas esparramadas, amores despertados. E espantosamente, o tempo da alma se conta às avessas: quanto mais experiências permitidas, mais jovialidade acumulada. Não somos um papel em branco, vazio e liso. Somos um livro inteiro, com letras, pontos e figuras, páginas que têm textura, capa de couro que tem cheiro, uma raridade.

MAIS: SEU PRÓXIMO PASSO É SER FELIZ
MAIS: MAIS DE 30 ANOS, SOLTEIRA E SEM FILHOS SIM!

4. Dá pra tratar as rugas? Sim

Dá pra tapear com maquiagem? Sim. Dá pra esticar daqui e espichar dali? Ok. Preencher? Também.
Ah, meninas… mais importante do que aparentar perfeição é exalar beleza, transbordar naturalidade e exercer, satisfeita, o direito às nossas humanidades sem deixar que ninguém se esqueça dele.

5. Como já muito bem disse a maravilhosa Adélia Prado

Aprenda: bisturi algum vai dar conta do buraco de uma alma negligenciada anos a fio.

6. Bônus:

“Vou morrer velhinha de biquíni na praia. É uma sensação de liberdade tão boa. É o mínimo nesse Brasil tão careta.” Betty Faria

Receba no seu e-mail dicas/textos sobre Beleza e Vida

Imagem: Pinterest

@ load more