Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Tem uma coisa que eu ando reparando muito por ai e que tem me assustado: a quantidade de relacionamentos doentes. Relacionamentos eu incluo os amorosos e as amizades também, pois qualquer interação, aproximação, convivência entre pares é um relacionamento.

Parece que as coisas saíram dos trilhos, não sei se nos tornamos egoístas demais, mimados demais, acelerados ou ansiosos demais e isso afeta o nosso modo de relacionar, estamos sempre brigando, sendo impacientes, reclamando e desgastando nossos relacionamentos que deveriam ser saudáveis e nos trazer momentos de prazer, e o pior de tudo, é que aceitamos viver e conviver em relacionamentos doentes por…(isso é tema para outro texto)

O que mais me chamou a atenção é que falta uma coisa simples, mas muito difícil, DIÁLOGO. É mais fácil correr a maratona de Nova York, fazer uma prova de triátlon, passar no vestibular de medicina da USP ou até se tornar presidente dos EUA mas é muito difícil ter uma conversa com alguém.

Não to falando de conversa na mesa do bar, papo jogado fora. To falando de conversa séria, expor a situação, argumentos, sentimentos, abrir seu coração e sua cabeça para outra pessoa, é aquela sem armadura, sem jogar pedra, sem agressividade, simplesmente deixar o coração falar, a boca se encarrega de achar as melhores palavras para a conversa e o assunto.

PARTICIPE: Como posso ajudar alguém que sofre de depressão?
PARTICIPE: Faculdade de graduação à distância. Alguém aqui faz?

Não sei o que nos levou a ser assim, talvez porque não crescemos aprendendo a conversar. Desde crianças somos impulsionados a “não levar desaforo pra casa”, a querer tudo do nosso jeito, na nossa hora, e o outro e a conversa acabam sendo deixados de lado. Ou talvez porque a conversa sincera requer admitir e mostrar que temos inseguranças, sentimentos, ansiedades, e num mundo onde autoconfiança e segurança é tudo, se abrir assim é impensável. E ainda mais difícil é ouvir a resposta desse outro alguém, difícil ouvir um argumento diferente do seu, ter que ceder, refletir, conversar e chegar a um comum entendimento.

Mas a conversa é saudável porque você dá a chance do outro saber o que se passa com você e vice e versa, assim como resolver uma situação conflituosa. Você passa a conhecer mais, melhor e a fundo a pessoa com quem está se relacionando, e quanto mais vocês se conhecem, melhor a relação se torna, mais íntima ela fica. Na conversa a gente acerta os ponteiros da relação, escreve um texto juntos, e limpa a alma de qualquer resquício de sentimento conflituoso que tenha.

Se criássemos o hábito de conversas nos nossos relacionamentos, com certeza a vida teria menos relacionamentos doentes, que refletiriam em pessoas mais felizes e contentes, com maiores recursos para lidar com seus problemas e dificuldades, e mais coragem de saber que tudo pode ser resolvido e vivido de um jeito simples.

MAIS: SEU PRÓXIMO PASSO É SER FELIZ
MAIS: MAIS DE 30 ANOS, SOLTEIRA E SEM FILHOS SIM!

Coisas que nunca vão ser substituídas….

A post shared by Superela (@superelaoficial) on


O mundo gira demais, a tecnologia chega cada vez mais rápido, mas certas coisas nunca serão substituídas, um olhar sincero, um abraço apertado e uma conversa profunda.

Imagem: Pinterest

Receba no seu e-mail dicas/textos sobre Amor e Vida

@ load more