Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Passeio pelo Instagram das minhas amigas e me deparo com uma foto de uma amiga que passou por uma transformação corporal e comemora a nova fase. Ela deixa bem claro na legenda que se sente mais disposta, mais feliz e mais saudável. Nos comentários, a maioria dos homens que comentam respondem: “Magra! Maravilhosa!”. Reviro os olhos.

Se você não entende meu ponto, vamos lá: parece que antes a minha amiga não era bonita só porque ela não era magra. O uso dos adjetivos como equivalência só reforça algumas coisinhas implícitas no nosso discurso – me incluo, existe mea culpa por aqui. Quando uma pessoa emagrece, fazemos questão de ressaltar isso. De gritar aos quatro ventos como ela está bonita. De dizer que ela melhorou bastante. E tem gente que não percebe como isso fere algumas das muitas liberdades que deveríamos ter, principalmente as mulheres, que são os maiores alvos da indústria da beleza e de seus padrões estabelecidos.

PARTICIPE: Foda-se a ditadura da beleza
PARTICIPE: Como lidar melhor com o meu corpo?

Quando você comenta que alguém está linda porque está magra, você faz o seguinte: 1) Você reforça que estar magro é o ideal do padrão de beleza e que qualquer pessoa que não seja uma Gabriela Pugliesi não é bonita. Você pode ser “até legal” e dizer que a pessoa é bonita fora do padrão, mas que ela ficaria melhor se perdesse uns quilos. Reviro meus olhos para você. 2) Você fere a autoestima de uma pessoa por conta da aparência dela. Como se ela precisasse passar pela sua validação e pela validação social para se sentir bonita de acordo com a aparência dela.

magra não é elogio

Estar dentro dos padrões não deveria ser o quesito que define se alguém é bonito ou não. O ideal é que todas as belezas fossem reconhecidas e que houvesse liberdade para que cada um decidisse qual tipo de beleza prefere abraçar. Ninguém deveria se sentir mal com comentários que enaltecem o quanto alguém emagreceu ou desdenham sobre o quanto alguém engordou. Engordar e/ou emagrecer não deveriam ser fatores que interfiram na beleza de alguém, muito menos na visão social de desejo e felicidade que possam ter dessas pessoas.

MAIS: NEM SÓ DE DIETA VIVE O SEU CORPO
MAIS: EMPONDERAMENTO FEMININO E ACEITAÇÃO DO CORPO

E o que nós podemos fazer para melhorar isso? Num primeiro passo, é importante que nos condicionemos a enxergar as pessoas para além das aparências padrões delas. Enxergar que residem ali pessoas cujos sentimentos podem ser afetados por conta de um elogio ou por conta de uma ofensa sem sentido. Devemos entender que chamar alguém de magro(a) não deveria elogio, assim como chamar de gordo(a) não deveria ser uma ofensa. Porque, pasmem, não é! Qualquer pessoa tem o direito de ser belo sendo magro, gordo, alto, baixo ou da maneira que for. Beleza é uma conjunto de fatores que vai muito além do os padrões impostos pelas capas de revista cheias de photoshop, pelos tamanhos de calças que as modelos usam, pelo o que dizem para você que é necessário aparentar ser. Beleza vai além disso e de comentários irresponsáveis em redes sociais.

Imagem: Pinterest

Receba no seu e-mail dicas/textos sobre Corpo

@ load more