Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Antes de fazer trinta eu já tinha exatamente tudo planejado na minha mente. Acho que desde criança tinha planos de, antes dos trinta, estar casada e no mínimo com dois filhos, afinal, o relógio biológico não espera e uma mulher com mais de trinta, solteira vai ficar para titia. É isso que se escuta desde sempre.

Aprender a cozinhar, passar, costurar e ser a dona do lar, ter consciência de que se deve cuidar da casa, dos filhos e do marido e por diversas vezes, sorrir, mesmo quando não se deseja. É isso que sempre se escuta e por vezes vivencia, afinal, nenhuma mulher dessa família deve ficar para titia.

E quando os parentes se reuniam? As perguntas logo surgiam, como “cadê o namorado? Já passou da hora de apresentar alguém!”. Porém, quando finalmente apresentava, logo era questionada sobre a data do casamento. Toda essa pressão, esses bordões, padrões e imposições, fez com que eu me metesse em vários relacionamentos, pulando de um para outro, sem me dar o devido tempo, afinal eu já tinha passado dos vinte, logo os trinta chegaria, eu não ousaria ficar para titia, meu relógio biológico estava feito uma bomba, logo explodiria.

PARTICIPE: Tenho 30 anos e não sei o que quero da vida
PARTICIPE: Meus pais pegam pesado comigo, será?

Porém antes do meu relógio explodir eu resolvi refletir. Já passei por várias decepções, relacionamentos frustrados, empurrando alguns com a barriga, com a pilha de erros aumentando cada vez mais. Não queria viver em função do ano de nascimento que constava na minha identidade. Afinal, que mal tem em ser solteira aos trinta?

Antes dos trinta eu terminei o meu relacionamento, aquele que estava sendo empurrado e aguentei as piadinhas do tipo “vai ficar para titia”, “nossa quando tiver filho vão pensar que você é avó” e etc. Ignorei todo o tipo de comentário. Estava livre e queria saber, afinal, quem disse que eu quero casar, ter filhos ou ter um relacionamento?

Os trinta finalmente chegaram, eu trintei e foi belo, já estava livre de todo o tipo de rotulo, parei de procurar relacionamento, como quem procura comida no mercado quando se está com muita fome. Parei de ouvir o tic tac do meu relógio biológico e, na verdade, não sei se era ela que batia tanto na minha cabeça ou se eram as vozes das pessoas que diariamente me lembravam que ele estava ali. Ter trinta, quarenta ou cinquenta e ser solteira, não ter filhos ou um relacionamento não é feio, o feio é viver de aparências, de rótulos e de coisas que não se desejam.

Quando eu trintei, sabia exatamente que as perguntas chegariam. Eu parei de tentar explicar para as pessoas porque permaneço solteira, não tenho filhos e até mesmo porque não casei, sendo que eu era noiva e deveria ter aproveitado a oportunidade, como muitos dizem. Hoje quando chego em algum evento de família e a pergunta de cadê seu namorado surge, eu sorrio e mudo de assunto ou se persistirem, mudo de lugar. Não vou me deixar abalar e  permitir que ninguém ouse ativar o tic tac em meu ouvido novamente, isso não diz respeito a ninguém a não ser a minha pessoa.

MAIS: MAIS DE 30 ANOS, SOLTEIRA E SEM FILHOS SIM!
MAIS: 30 COISAS PARA FAZER ANTES DOS 30

Ter trinta me fez ser mais mulher e mais madura, não dá para ficar se jogando nos relacionamentos por conta de cobrança e nem ousar explicar o porquê se encontra nessa situação. A felicidade mora em mim, pois eu me aceitei e, de verdade, neste momento isso basta.

Imagem: Pinterest

Receba no seu e-mail dicas/textos sobre Vida

@ load more