Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Uma coisa constante dentro de mim é a luta contra o machismo. Me tornei feminista bem nova, em 2011, desde quando feminismo não era algo muito comentado e havia uma grande escassez sobre o assunto. Apesar de todas essas teorias sobre como o machismo afeta mulheres, infelizmente, as pessoas mais afetadas pelo machismo são as crianças. Durante a infância ainda não temos uma personalidade formada, nem uma verdadeira ideia do que são as coisas. Aprendemos e construímos conceitos com base na linguagem (seja escrita, falada e gestos).

As crianças são massacradas com gostos, atos e situações que elas não desejam justamente por serem indefesas a essas situações. O machismo funciona tão bem na nossa sociedade porque ele é parte da matrix dela. Estamos dentro dele desde que nascemos e muitas vezes não sabemos como lidar com isso, não sabemos como combate-lo.Ele nos prende em nossos pilares de vida mais básicos, nossa criação, nossos conceitos e simplesmente não fomos apresentados a outra forma de sociedade e de atitude mediante a sociedade.

PARTICIPE: O que vocês pensam sobre feminismo?
PARTICIPE: Por que existe gente tão machista neste mundo?

Se desconstruir é uma luta árdua e nem sempre conseguimos sair delas, porém aí vem o papel do feminismo nessa sociedade. As pessoas recentemente tem tido uma ideia muito errada do que é feminismo em si. E eu não tô falando dos “haters”, tô falando das próprias feministas.

Estou cansada de ver posts na internet do tipo: “feminismo é de mulheres pra mulheres”, “Rihanna vive matando homens em seus clipes, por que será? Você já conheceu os homens? Se você conhece você entende.” E por aí vai. Existem coisas, minhas amigas, que nós precisamos deixar em pratos limpos e é isso que eu vou fazer agora.

Feminismo não é de mulheres pra mulheres, feminismo não é um grupo exclusivo pra mulheres, isso foi uma invenção da maravilhosa militância de internet. Antes do “boom” feminista ninguém nem discutia esse tipo de coisas e questões de gênero eram discutidas por trabalhos universitários. Pra começar o feminismo começou há mais de 150 anos atrás e foi feito “das mulheres para o mundo”.

Segundo Chimamanda Ngozi Adichie, escritora nigeriana, feminista é uma PESSOA que acredita na igualdade social, política e econômica dos sexos. Lá na Nigéria mandaram o recado, mas será que nós aqui no Brasil entendemos? Acho que não.

Por que o machismo é tão eficaz?

Temos uma sociedade inteirinha doente. Uma sociedade que se aproveita de uma época muito frágil das nossas vidas pra colocar ideias sexistas na nossa mente, isso mesmo, a infância. Quando somos crianças somos condicionados a determinados cortes de cabelo, cores, roupas, decorações, gostos sem que sequer são nossos.

Nossa personalidade ainda informada é chão fértil para ideias que nunca foram nossas. Acreditamos que meninos são fortes e que meninas são fracas. Um bom exemplo disso é a propaganda do absorvente Always, intitulada “Like a Girl”,  em que pedem a crianças e a mulheres adultas e adolescentes que façam coisas como “menininha”. As crianças “correm como menininha”, “pulam como menininha”, de um jeito normal, do jeito que ela fazem. Já adultas e adolescentes fazem os mesmos atos de maneira abobalhada e ridícula.

É aí que o machismo entra. Não é sobre mulheres ou homens em si. É sobre o papel do feminino e do masculino. Só que ele, desde a sua infância, de forma maligna faz com que você confunda o papel com o sexo em si. Ele faz você acreditar que “homens são assim” e “mulheres são assado”, quando na verdade só são ensinados a ser assim. Ninguém nasce mau, ninguém nasce cruel, ninguém nasce abusador ou violento. A sociedade cria um espaço interessante para que homens ajam assim “porque são homens” e toda vez que dentro do feminismo nós justificamos algo com essa mesma premissa nós estamos alimentando o mesmo sistema que tanto lutamos contra.

Por que o machismo é tão eficaz?

É por isso que eu acredito que muitas vezes quando damos cinco passos a frente acabamos dando três pra trás, porque ainda não nos livramos dessa matrix.Porque na verdade é isso, o machismo é uma matrix que está em todos nós, e pra tomar a pílula certa muitas vezes temos que voltar a nós mesmos ao invés do outro. Porque podem me dizer que estou “querendo biscoito de macho”, ou “querendo defender homem”, quando na verdade eu estou lutando insistentemente para um movimento feminista melhor tanto pra mim quanto pra outras mulheres.

Eu não penso em homem quando faço um texto desses, penso em uma sociedade inteira, num futuro melhor para a próxima geração. Existe um argumento que diz que existem muitas mulheres traumatizadas no feminismo, que entram pro movimento buscando ajuda. Olha, a pior coisa que podemos fazer com um movimento é transformá-lo num centro de ajuda psicológica. Quando alguém está traumatizado e tem dificuldades de lidar com algo por causa desse trauma o ideal é que a pessoa busque ajuda profissional ao invés de cair em grupos com pessoas despreparadas pra lidar com esse tipo de situação.

Trauma, depressão, ansiedade são coisas sérias que não podemos tentar ajudar de qualquer forma a qualquer custo, porque é extremamente perigoso. Quando dizemos que é normal alguém ter dificuldade de viver em sociedade ou conviver com um determinado tipo de gente porque “eles são assim mesmo”, nós estamos fazendo mal a uma pessoa, nós estamos travando uma vida inteira de alguém em prol de uma crença que é nossa e não delas.

MAIS: VOCÊ SABE MESMO O QUE É FEMINISMO?
MAIS: 5 MITOS SOBRE FEMINISMO

Se você conhece alguém que está sofrendo, tudo bem se compadecer, mas separe o que é seu do que é dela, o que é um movimento político do que é algo emocional, porque assim você vai estar ajudando ela e ao feminismo de uma forma mas eficaz. Entenda que existe toda uma sociedade por de trás de um homem agressor, não é só ele, ele não nasceu mau, ele se tornou doente e uma sociedade inteira aceitou ele dessa forma. Claro que isso não tira a culpa dele, mas tente não jogar toda a responsabilidade em cima de uma classe só.

Se não estamos lutando para que homens e mulheres vivam em harmonia, pra que mulheres se tornem fortes e capazes de enfrentar seus demônios, então estamos lutando pra quê?

Imagem: Pinterest

Receba no seu e-mail dicas/textos sobre Vida

@ load more