Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Depois que comecei a fazer coach para as mulheres, passei a ler e a pesquisar sobre o misterioso e meio complicado, confesso, universo feminino. E em tudo que leio vejo muitas pessoas falando apenas sobre aparência física, como nossos corpos devem ser, que tipo de roupas devemos usar, qual maquiagem devemos ter… tudo em prol da aparência e apenas dela.

Isso me preocupa um pouco porque parece que as pessoas estão cada vez mais se importando somente e exclusivamente com a aparência e esquecendo-se da excelência ou da essência própria. Será que é necessário mesmo nos enquadrar em um padrão de beleza, sem que nos enquadremos em nosso padrão de eficiência? Explico: você já parou para pensar em qual ou quais coisas você realmente é excelente? Coisas que faz e que gosta de verdade. Pode ser desde preparar uma bela comida ou até escrever um texto sobre coisas da vida. O que tenho visto por ai é que as pessoas querem cada vez mais serem reconhecidos pela sua aparência, pelas coisas que seu dinheiro pode comprar, pela roupa que veste e os bens que possuem. Com isso, ficam em um ciclo vicioso de consumismo desenfreado, achando que caso não possuam tal objeto, ficarão frustrados e infelizes. Isso é uma grande bobagem, pois quem tem essência não se liga apenas em aparência e nem se baseia nela para ter sucesso na vida.

PARTICIPE: Você acha a beleza importante na hora da conquista?
PARTICIPE: Tenho alguns problemas com a minha autoestima. O que fazer para melhorar?

A excelência vem de algo que todas nós temos, porém infelizmente poucas utilizam bem, que é a autoestima. A autoestima é o juízo que temos sobre nós mesmos, ou seja, são as impressões que temos sobre nós, muito diferente da vaidade que é o olhar dos outros sobre nós. Nessa ótica, o que é mais importante pra você, seu olhar sobre você mesmo ou o olhar dos outros?

Excelência ou aparência

O que achamos de nós mesmo é muito importante na formação da excelência, pois, quando somos sinceros, podemos modificar e melhorar aspectos em nós para que nosso senso crítico seja satisfeito. Agora quando só alimentamos o nosso lado vaidoso dando ouvidos apenas para que os outros pensam sobre nós, estamos construindo uma pessoa para o outro e não para nós. E é aí que vem as frustrações, as tristezas, o consumismo desenfreado, pois na tentativa de agradar a vaidade tentamos exaustivamente nos modificar, sem parar para analisar se aquilo que estamos fazendo está de nosso agrado.

MAIS: EU SOU AGRADÁVEL QUANDO SOU EU MESMA
MAIS: VENCI A INSEGURANÇA

Vem cá, você precisa mesmo agradar a todos e desagradar você? Será que talvez fosse mais inteligente nos colocarmos em primeiro lugar, para depois tentar agradar o outro?

Queira ser conhecida por sua excelência e não apenas por sua aparência, estar bem fisicamente e com a aparência em dia é importante, claro que sim, mas se nós não nos colocarmos em um  padrão de excelência interior, o exterior ficará pequeno e sem importância e acabará dominando nossa vida, nos fazendo pensar que o de fora é mais importante do que está dentro. Lembre-se que o que mostramos por fora é resultado do que está dentro de nós. Pense nisso!

Imagem: Pinterest

Receba no seu e-mail dicas/textos sobre Autoestima

@ load more