Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Meu pai é um dos homens menos machistas que conheço. Antes das redes sociais, das manifestações, das problematizações, meu pai já era um homem pró-feminismo. Eu não havia me dado conta disso até recentemente e desconfio que ele mesmo até hoje não esteja ciente. Não é que ele nunca tenha cometido erros (como homem e como pai), mas existem alguns erros que ele nunca cometeu.

Meu pai sempre quis ter meninas, “um time de vôlei feminino”. E quase atingiu a meta. Metade da equipe está completa. Meu pai sempre cumprimentou meus namorados com um beijo no rosto e um abraço. Na verdade ele cumprimenta todo mundo assim. Meu pai nunca tolheu minha liberdade de escolha, pelo contrário, me viu partir para cada vez mais longe, e ficou me observando ir com o peito cheio de orgulho.

PARTICIPE: O que vocês pensam sobre feminismo?
PARTICIPE: Dúvidas sobre o feminismo

Já vi meu pai chorar várias vezes, de saudade, de alegria, de pesar. Ele raramente me liga, mas ainda mais raramente termina uma ligação sem dizer que me ama. Nunca vi meu pai chamando alguma mulher de vagabunda ou de palavras afins. Nunca vi meu pai desrespeitar alguém ou discutir com alguém só pra mostrar virilidade. Meu pai trabalha muito, está sempre enrolado com os compromissos, e ainda assim todos os dias faz o almoço e leva minha irmãzinha à escola.

Uma vez, quando eu era adolescente, meu pai, ao me deixar em uma festa, disse que se eu sentisse frio, era para eu arrumar alguém pra me esquentar. E saiu rindo. Meu pai anda de mão dada comigo na rua e me abraça quando a gente senta no sofá para ver televisão. Sei que ele nos acha as filhas mais bonitas do mundo, mas quando alguém pergunta, ele fala de como somos determinadas e estudiosas, em vez de falar de beleza.

Meu pai nunca criticou a forma como me visto, ou as minhas tatuagens, ou a cor que pinto minhas unhas, ou o modo como falo. A gente costuma dividir um vinho ou uma(s) cerveja(s), a propósito, ele cozinha bem pra caramba! Meu pai sempre pergunta se eu não ando escrevendo, que faz tempo que não publico um texto, e vira e mexe me dá algum livro que ele comprou pela internet e acha que eu gostaria de ler.

MAIS: A REFLEXÃO DE UM HOMEM PRÓ-FEMINISMO
MAIS: 5 MITOS SOBRE O FEMINISMO

E acima de tudo, meu pai conversa comigo de igual para igual, meu pai ouve os meus pontos de vista e quer saber minha opinião sobre isso ou aquilo. Acho que meu pai nem percebe o quanto ele ser como é nos torna, à mim e às minhas irmãs, mulheres melhores. Eu gostaria que meu pai fosse o pai de muitas pessoas, mas eu gostaria ainda mais que os pais de muitas pessoas fossem como o meu pai.

@ load more