Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Hoje não vou falar sobre produtos de beleza, nem de maquiagem. Vou contar um fato sobre mim, sobre algo que está diretamente ligado com a minha autoestima, mas que as pessoas insistem em me rotular e tentar me persuadir em seguir os outros.

Minha autoestima está diretamente ligada ao meu cabelo. A cara pode estar toda estragada, o corpo com quilos a mais, o bolso sem nenhum tostão, mas se o meu cabelo estiver bem cuidado, tudo se dá um jeito. Agora experimenta me deixar sem meus cuidados essenciais capilares… É o fim do mundo! Durante muitos anos, a moda e as tendências eram de mulheres com cabelos alisados, chapados. E eu, assim que pude mudar minhas madeixas, deixei elas lisas! Era um sonho, nunca gostei dos meus cachos. Nunca tive paciência para cuidar deles. Até aí tudo certo.

PARTICIPE: Dúvidas sobre beleza?
PARTICIPE: Quero mudar meu cabelo!

Eu estava linda, me sentindo muito bem com espelho, até que todas as mulheres começaram a assumir seus crespos e seus cachos, e  eu achei o máximo, lindo, revolucionário… Mas não pra mim. Continuava me amando de cabelo liso, usando corte chanel então, nem se fala! Até que as pessoas começaram a achar que você DEVE parar com as químicas, porque você DEVE assumir seu cabelo natural. Peraí, eu não devo NADA! Ninguém deve fazer nada que não queira, que não se sinta bem.

Eu parei de usar química por um ano e dois meses. Quando fiquei grávida da Sarah e enquanto ela mamou. E posso te dizer, foram longos 14 meses, eu odiava me arrumar pra sair, a make mais linda do universo não me animava, roupa nenhuma ficava boa. Enfim, um martírio. Me olhava no espelho e não me reconhecia não me gostava daquele jeito. Dali pra frente decidi que nada e nem ninguém tinha o direito de interferir nas minhas escolhas.

Alisei de novo, cortei o meu chanel e me encontro hoje muito mais feliz e com autoestima elevada. Isso serviu pra me mostrar e hoje, como que trabalho com beleza, não deixo de transmitir às mulheres a minha volta que nosso bem estar e nossa autoestima não podem ficar nas mãos de ninguém. Nós decidimos e ponto! Essa experiência serve como alerta para que não devemos aceitar tudo que nos impõem. As roupas que devemos usar, as marcas, os conceitos. Não aceite tudo sem questionar, sem se questionar sobre como se sente em relação a isso. Se você quiser assumir seus cachos, acho emponderador, mas não critique a mulher que gosta mais de si mesma de cabelo liso.

MAIS: ALICIA KEYS DECIDE VIVER SEM MAQUIAGEM – E VIRA UMA INSPIRAÇÃO PARA TODAS NÓS
MAIS: 5 MANEIRAS DE CUIDAR SUPER BEM DO SEU MEGAHAIR

Cabe a gente se defender e defender nossas opiniões e gostos. Use o que faz feliz: batom vermelho, sombra colorida, saia longa, saia curta, listras horizontais, listras verticais, cabelo curto, cabelo longo, roupa da moda, roupa fora de moda… Esqueça as regras (quem as inventou?) e use o que você tem vontade. E lembre-se, autoestima é tudo!

@ load more