Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Primeira coisa: muita calma. Sei que é difícil não se deixar contaminar pelos corações, pelas propagandas e pelas promoções do Dia dos Namorados quando a gente está solteira. Nosso lado racional diz que tá tudo bem, que a data é puramente comercial, que não é preciso ter alguém pra ser feliz e tudo mais. Mas o lado irracional começa a te atormentar com pensamentos do tipo “vou virar a tia dos gatos”, ”vou morrer sozinha”, ”ninguém me ama”, ”vou mandar mensagem pro ex”. E eu falo porque também tô passando por isso, então conheço a angústia. Foi pensando nisso que criei essa lista para você enfrentar esse dia:

1. Planeje um jantar/almoço

Pegue emprestado esse rolê tradicional dos casais e adapte. No sábado à noite ou no domingo na hora do almoço, surpreenda seus amigos ou familiares com um cardápio feito por você. E não precisa gastar rios de dinheiro não! Uma boa macarronada e um vinho já são o suficiente.

2. Presenteie-se

A gente sabe que o comércio instituiu essa data pra aquecer o mercado nessa época do ano. Mas a gente sabe também que não tem mal nenhum em se presentear vez ou outra. Aproveite a data pra comprar aquele objeto (qualquer que seja ele) que você estava enrolando. Cultivar o amor próprio é tudo de bom e só traz benefícios.

PARTICIPE: O que fazer no dia dos namorado?
PARTICIPE: Terminamos, e agora?

3. Permita-se conhecer gente nova

Eu sei que a mão de mandar mensagem pro ex ou pra aquele crush mediano chega até a tremer, mas controle-se. A não ser que você realmente esteja a fim de dar uma segunda chance ao ex, ou se aquele crush parece ser realmente bacana ao vivo.

4. Evite os restaurantes

Se você já tem uma certa tendência pra ficar na bad com essa data, fuja dos restaurantes e outros lugares que você sabe que irão lotar de casais (aparentemente) apaixonados. Isso sem falar que muitos optam por fazer uma decoração ambiente bastante sugestiva, com velas e flores e música ao vivo. A não ser que você seja fã da zoeira, nada te impede de chamar um amigo ou amiga pra vocês fingirem ser namorados(as). Pode ser bem divertido enganar todo mundo e é um ótimo exercício teatral, fikdik.

5. Repita o mantra “estou fechada para balanço”

Não importa os motivos pelos quais esteja solteira. Coloque na sua cabeça que se é pra ter um amor meia boca é melhor nem ter. Não é justo com você e nem com o tempo do outro, que pode nutrir sentimentos mais sérios ainda que você não se sinta do mesmo jeito. E tá tudo bem em não querer ninguém por enquanto. Em não se sentir atraída por ninguém. Por ter ”esquecido como se apaixona”. A vida é assim mesmo.

6. Lembre-se que tudo é ilusão

Ter um amor e ser feliz pra sempre; namorar é sinônimo de felicidade; solteirice é sinônimo de fracasso; e muita outras baboseiras que nos acostumamos a ouvir. Sabe, eu sei que é difícil tampar os ouvidos e cantarolar um ”la la la la la la” quando ouvimos esse tipo de coisa. Somos seres humanos e tudo ao nosso redor pode nos afetar em graus diferentes. Mas tenha em mente que tem muito casal por aí que tá junto por comodidade, por medo de ficar sozinho depois, por pressão da família/sociedade e etc. Então não vá acreditando que todo mundo que vai comemorar o Dia dos Namorados tem um relacionamento perfeito e que tudo são rosas SÓ porque eles têm um ao outro. Dar presente e lembrar de ser romântico somente nessa data não vale nada.

MAIS: DIA DOS NAMORADOS SOZINHA? PODE SER BOM!
MAIS: COLOQUE O PROJETO MOZÃO EM PRÁTICA

Dica final: aproveite esse fim de semana pra fazer tudo o que você sempre teve vontade (sair pra beber sozinha, ir ao cinema sozinha, ficar sozinha vendo filme ou lendo, cozinhar) mas nunca deu certo porque você tinha que sair e cumprir esse cronograma do Dia dos Namorados (lê-se sair pra comer —> motel). Até porque vai estar tudo cheio, então essa galera vai pegar fila pra tudo! E você, minha cara, tem a chance de curtir sua melhor companhia: você mesma.

Imagem: Pinterest

@ load more