Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Ao longo da minha carreira em RH sempre vi pessoas cometendo os mesmos erros fatais ao elaborarem seus currículos. Quando me deparava com um ou mais desses erros, eu tinha vontade de pegar o telefone ou escrever um e-mail para ajudá-las a corrigir o(s) deslize(s) em seu currículo (CV) –  que, provavelmente, impediam elas de serem chamadas para entrevistas.

11-erros-fatais-que-voce-nao-pode-cometer-no-seu-curriculo

O volume de trabalho era muito e o tempo disponível para poder ajudar quem estava errando era pouco, ou melhor, nenhum. E, com isso, o sentimento de que precisava fazer algo era sempre presente. Bom, o tempo passou e agora posso me dedicar a ajudar quem está precisando para que não cometa mais esses erros. Por favor, prometa que você NUNCA MAIS vai fazer o que listo abaixo, ok? Se você vai enviar seu CV hoje ou ainda nesta semana, pare! Leia cada um desses 11 erros, verifique se não está cometendo algum deles e corrija seu documento imediatamente.

1. Objetivo

11-erros-fatais-que-voce-nao-pode-cometer-no-seu-curriculo

De longe, esse é o erro mais comum.

As pessoas imaginam que nessa parte é para colocar uma mensagem no melhor estilo “declaração de amor” para a empresa. Com isso, cansei de ler coisas do tipo: “desejo trabalhar nesta magnífica, conceituada e extraordinária empresa”, ou “pretendo fazer um trabalho maravilhoso para essa formidável companhia, com o objetivo de me tornar o profissional mais inigualável de todo universo”, ou “meu objetivo é crescer infinitamente dentro dessa extraordinária empresa e fazê-la crescer ainda mais”.

Ok, confesso que exagerei um pouco nos adjetivos, mas a ideia no fundo é sempre essa: bajular a empresa e dizer o quanto o trabalho do profissional é indispensável. Porém, o que espera-se que seja preenchido nessa parte é simplesmente qual o(s) cargo(s) ou área(s) que se deseja trabalhar (não mais que dois). E esses cargos ou áreas precisam estar relacionados entre si para não parecer que o profissional está perdido tentando trabalhar em qualquer vaga que aparecer.

2. Colocar o número dos documentos no CV:

11-erros-fatais-que-voce-nao-pode-cometer-no-seu-curriculo

A empresa só precisará saber do número dos seus documentos SE ela te contratar ou se for solicitado. Caso contrario, não há nenhuma necessidade de você colocar o número de todos os seus documentos no CV. Essa prática também não é segura – visto que seu currículo pode ser extraviado e quem encontrá-lo terá o número de todos os seus documentos para fazer o uso que quiser.

3. Endereço de e-mail nada formal ou nem um pouco profissional

11-erros-fatais-que-voce-nao-pode-cometer-no-seu-curriculo

Na minha opinião, este é um dos erros mais bizarros em currículos. Como alguém tem coragem de usar endereços de e-mails, como: “gatinhagostosa@…..” ou “lulubaladeira@….” Ou “lorinhafogosa@…..” ? Se eu já vi endereços como esses que citei em currículos?! Sim! E era disso para pior.

Use endereços de e-mail com seu nome ou com palavras neutras. Nada de usar apelidinhos estranhos e principalmente que passem uma imagem totalmente informal e nada profissional ao seu respeito.

4. Currículo muito longo:

erros fatais curriculo

Agora que você carregou seu currículo coloque todo seu histórico profissional.

 

 

Seu currículo é para ser um resumo dos fatos mais relevantes em sua história profissional, não um livro de toda sua vida. Para quem está no início da vida profissional, ou seja, não tem muito anos de experiência, ou não tem experiência em diferentes cargos e/ou empresas, uma página é mais que o suficiente. Para profissionais mais experientes, 2 páginas são suficientes.

5. Período de experiência não está claro

11-erros-fatais-que-voce-nao-pode-cometer-no-seu-curriculo

A pessoa resolve colocar o tempo total que trabalhou na empresa. Por exemplo:

Empresa X

Período: 1 ano e 8 meses

Empresa Y

Período: 7 meses

Dessa forma, não se consegue entender se ela está ou não trabalhando e qual experiência é mais recente ou antiga.A maneira correta de colocar essa informação no currículo é a seguinte:  Mês/ano de início – Mês/ano de saída ou atual (se ainda estiver trabalhando).

6. Ordem das experiências profissionais

11-erros-fatais-que-voce-nao-pode-cometer-no-seu-curriculo

Provavelmente sua experiência profissional mais importante seja a atual, mesmo que não for, é ela que deve vir em primeiro lugar. As experiências profissionais devem estar organizadas em ordem decrescente, ou seja, da mais recente para a mais antiga.

7 . Erros de Português e/ou revisão

11-erros-fatais-que-voce-nao-pode-cometer-no-seu-curriculo

Todos nós estamos sujeitos a ter duvidas dúvidas de ortografia ou gramática. Isso é relativamente normal. Enquanto escrevo este texto já usei o Google para tirar algumas delas.

Está com dúvida se a palavra que você escreveu está certa ou se aquela expressão está fazendo sentido? Pesquise no dicionário ou use a internet para achar a resposta. O que não dá é para você mandar um currículo com diversos erros gramaticais, de ortografia ou de revisão.

Sim, é preciso revisar o seu currículo depois de pronto, pois você pode ter cometido algum erro de digitação, ter esquecido alguma palavra ou duplicado uma parte da frase. Nestes casos, o corretor automático acaba não identificando. Você também pode pedir para algum amigo ou familiar ler o que escrever para ver se tem mais algum erro.

8. Foto

11-erros-fatais-que-voce-nao-pode-cometer-no-seu-curriculo

Não é necessário colocar foto no CV, somente quando é solicitado. E, nestes casos, a foto deve ser 3×4, de boa qualidade e que demonstre certa formalidade. Por favor, nada de usar aquela sua foto divertida do perfil do Facebook e nem use aquela que você escolheu para paquerar os gatinhos do Tinder. E nem coloque foto de corpo inteiro. Sim, eu já vi um currículo com foto de corpo inteiro com pose e tudo.

9. Colocar suas qualidades ou habilidade (não técnicas)

11-erros-fatais-que-voce-nao-pode-cometer-no-seu-curriculo

Você não precisa informar no CV que você é honesta (até porque o esperado é que você seja mesmo), trabalhadora (também é esperado que você seja, né?), inteligente (!?), sabe trabalhar em equipe, tem capacidade de liderança e etc. Todas as características comportamentais e qualidades que forem interessantes para a empresa saber serão verificadas durante a entrevista. Quando esse tipo de informação é colocada no CV, a impressão é de que se está querendo “encher linguiça” e por isso os recrutadores nem levam em consideração essa auto-descrição das qualidades do candidato.

10. Formatação extremamente extravagante

11-erros-fatais-que-voce-nao-pode-cometer-no-seu-curriculo

Somente se você for da área de design e souber exatamente o que está fazendo que seu CV criativo será bem visto. Caso contrário, a sua tentativa de fazer um currículo inesquecível ou que se destaque parecerá trabalho de escola infantil. Na internet existem vários modelos básicos e bonitos. É só pesquisar, escolher o que você gosta mais e preencher. Não é preciso criar nada muito diferente.

11. Excesso de cursos que não têm nenhuma relação com a vaga

11-erros-fatais-que-voce-nao-pode-cometer-no-seu-curriculo

Não há necessidade alguma de você listar toooodos os cursos que realizou ao longo de sua vida. Só coloque aqueles que são relevantes para a vaga em questão. Já vi gente colocando cursos preparatórios para processos seletivos. Qual o sentido de você informar ao entrevistador que você se preparou para fazer uma entrevista com mais desenvoltura? Tem gente que coloca o curso de ioga, meditação ou qualquer outro de desenvolvimento pessoal. Esses cursos podem até ser importantes para você, mas se não forem diretamente relacionados à vaga que você está concorrendo, retire do seu CV ou irá parecer que você está querendo se exibir ou, novamente, “encher linguiça”.

Espero que essas dicas tenham te ajudado a nunca mais cometer esses erros tão comuns e ao mesmo tempo tão fatais para sua permanência em um processo seletivo. Boa sorte! 😉

Imagem: Pinterest

@ load more