Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

“Poucas coisas ainda me fazem feliz e você é uma delas.”

A trama de Louisa Clark e William Traynor veio conquistando o coração das pessoas pelo mundo inteiro porque não se baseia em mais uma história de romance previsível. A história é totalmente diferente do que estamos acostumados a ver e acaba surpreendendo os telespectadores a todo instante. Também incentiva os leitores a pensarem e refletirem sobre o que fariam se estivessem passando pela situação.

Apesar de muitas críticas negativas pelo desfecho final, o filme acaba conquistando por conta do enredo que traz consigo muitas situações que nos deparamos durante o nosso dia a dia que conseguimos trazer como lições para as nossas vidas e que valem a pena serem conferidas de pertinho. Independente se você já assistiu ou não o filme, vale a pena conferir algumas lições que podemos absorver:

1. NÃO SE DEIXE SER SUBESTIMADA

Após perder seu emprego em uma cafeteria local, Louisa embarca em uma busca por um novo trabalho para ajudar sua família dentro de casa. Apesar do seu esforço, Louisa acaba sendo subestimada pela sua própria família que acredita que ela não encontrará nenhum emprego, pelo atendente da empresa que divulga as vagas e pela Camilla Traynor – mãe de William Traynor – que a subestima na entrevista de emprego. Com seu carisma e sua esperança toda, Lou consegue o emprego surpreendendo a todos.

2. TENHA COMPAIXÃO COM O PRÓXIMO

Desde o inicio, Lou chega confiante e animada, mesmo depois de ser destratada algumas vezes, de que conseguirá fazer Will ver que a vida pode ser bonita mesmo em uma cadeira de rodas. Quando Lou descobre o real motivo do seu trabalho, começa uma maratona contra o tempo para achar aventuras novas que façam Will não desistir da sua felicidade.

como eu era antes de vc 2

3. DÊ O SEU MELHOR SEMPRE

Mesmo tendo seu carisma como sua principal característica, Lou chega a pensar em desistir do seu trabalho por não se sentir capaz de ajudar Will, porém percebe que isso seria egoísmo de sua parte e resolve dar o seu melhor. Começa a tirar o jovem de dentro de casa, vira noites e noites pesquisando o que uma pessoa em uma cadeira de rodas pode fazer para se divertir, planeja uma viagem para que ele perceba que conseguirá ser feliz.

4. PENSAR NO OUTRO E NÃO EM NÓS MESMOS

Hoje em dia é muito difícil pensarmos no outro ao em vez de nós mesmo. E uma das coisas do filme que mais me fez refletir foi justamente isso. “Eu seria capaz de abdicar coisas que me fazem bem, para fazer outra pessoa bem?” E Lou nos ensina que nós não devemos nem pensar, nós precisamos fazer isso para conseguir ajudar a quem realmente precisa. A jovem abdica uma viagem com seu namorado para viajar com Will, dorme na casa do mesmo quando ele fica doente e os pais dele estão viajando.

5. PODEMOS SER FELIZ COM AS COISAS SIMPLES

Essa é uma lição que ambos dão um choque de realidade em nós mesmos em muitos momentos do filme, como quando Lou leva Will para o seu lugar preferido de infância, quando se surpreende ao saber que Will aceita ir à sua casa comemorar seu aniversário, quando eles resolvem ir à festa de casamento da ex de Will e acabam se divertindo mais do que qualquer um na festa, ou quando eles resolvem ir a um concerto de música clássica. Momentos que são tão simples e que eles acabam tornando especiais por conta própria.

6. NÃO SE MOLDE DE ACORDO COM OS PADRÕES DA SOCIEDADE

Ainda hoje seguimos o paradigma que a sociedade nos impõe. Muitas vezes abdicamos coisas que nos fazem felizes pelo fato de “o que vão pensar sobre mim?”. Isso vai desde um ganho de peso, até estilo de roupas. No filme conhecemos Clark, uma garota nada popular, que não possui muitos amigos e que tem um gosto excêntrico por roupas. Fica extremamente feliz quando ganha uma meia calça listrada amarela e preta. E temos Traynor, um jovem que se espera ser esnobe e que se sinta superior por ter dinheiro. Lou mostra o quanto consegue ter sua autoestima elevada sem os moldes da sociedade, e Will percebe que de nada valem esses moldes quando perde seus amigos após o acidente. A jovem consegue fazer Will mais satisfeito em 6 meses do que ele foi sua vida inteira.

como eu era antes de vc 3

7. NÃO JULGUE AS ATITUDES DO OUTRO

Outro erro comum que cometemos nos dias atuais. Sempre colocamos nosso dedo metido na vida de outra pessoa sem saber o que realmente a pessoa sente ou passa. Independente de todas as críticas negativas do filme por conta do seu final, podemos ver que de início Clark se assusta com a decisão de Traynor, mas por fim acaba se colocando no lugar dele e tentando entender o que ele está sentindo. De fato, não sabemos o sentimento do outro até estar no seu lugar, e, mesmo estando, nossos sentimentos e pensamentos acabam sempre sendo diferentes um dos outros, porque temos nossas limitações e nossos ideais.

8. O AMOR É LINDO DE TODAS AS MANEIRAS

Seja em uma cadeira de rodas, com uma doença genética grave, ou um romance comum, com um final feliz ou com um final triste: o amor é lindo. Clark e Traynor nos mostram que o amor pode ser simples, leve e maravilhoso, mas para isso, você precisa querer. Precisa passar por cima de cada obstáculo que a vida trouxer, se colocar no lugar do outro e o principal: sentir independente do que aconteça.

como eu era antes de vc

Imagem: Pinterest

@ load more