Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Esse texto é um recado e um abraço apertado pra todas aquelas que estão na faixa dos 25-30 anos e acham que existe um modelo de sucesso a ser atingido nessa idade. Não se culpe:

Por não ter o emprego dos sonhos;

Por não ter filhos;

Por não ter conhecido a Europa;

Por não estar casada(o);

Por não ter comprado o primeiro apê;

Por não ter um carro próprio;

Por não ter investimentos no banco;

Por não conseguir viajar mais;

Por não conseguir assistir mais seriados;

Por não falar 3 línguas;

Por não conseguir emagrecer/engordar;

Por não conseguir fazer tudo o que você precisa em 24 horas;

Por não conseguir acordar mais cedo;

Por não conseguir ler mais;

Por não conseguir cumprir as promessas do último Ano-Novo;

Por não conseguir controlar a ansiedade;

Por não conseguir se manter em um relacionamento sério;

Por não conseguir mudar de emprego;

Por não ter conseguido aquela vaga de estágio;

Por não ter conseguido juntar dinheiro;

Por não conseguir ficar sem comer doce/farinha/lactose durante uma semana/um mês;

Por não saber o que você quer da vida ainda;

Por depender de remédio para dormir;

Por não conseguir superar o medo de falar em público;

Por não conseguir dormir as 8 horas/noite;

Por querer ficar sozinha num sábado à noite;

Por não ter um milhão de amigos.

Muitas vezes a gente acha que tem alguma coisa de errado na nossa vida quando vemos alguns amigos e amigas viajando o mundo, casando, tendo filhos, sendo promovidos. Nós achamos que fracassamos, que, de certa forma, não lutamos o suficiente pra alcançar tudo isso. Caras e caros, acontece é que nenhuma vida é igual a outra. Nenhuma rotina é igual a sua. Nenhum corpo é igual ao seu. Nenhuma trajetória de vida foi igual a sua.

Não adianta ficar se comparando com ninguém. Isso só te faz mal, sabia? Facebook e Instagram são ótimos, mas há um lado obscuro neles. As pessoas parecem mais felizes, mais viajadas e mais bem-sucedidas do que realmente são. O conceito de sucesso de um não necessariamente é o mesmo que o seu. Eu sei que existe uma pressão para chegarmos aos 30 com tudo feito e com a vida encaminhada, como costuma dizer minha avó.

Portanto, libertem-se da culpa. Se as coisas não aconteceram como você planejava, bem, paciência, c’est la vie. A gente se reinventa a todo o momento, a gente descobre novas paixões, novos hábitos, novos gostos a cada dia. Nossa vida é afetada a todo o instante – e isso muda nosso humor, nossas emoções, nosso psicológico. Não estou dizendo pra você desistir e assistir a vida passar pela janela enquanto fica sentada num sofá, não é isso. Estou dizendo que tá tudo bem sentar no sofá quando você se sentir cansada, da mesma forma que tá tudo bem não ir à academia se você estiver morrendo de preguiça.

Não se cobre tanto. O mundo já cobra tanto da gente e é tão difícil se libertar de tanta coisa…. Só a gente sabe o que é melhor pra gente. Precisamos aprender a ouvir nosso corpo. A expressar nossos sentimentos. Eu sei que ultimamente está difícil sorrir. Estamos cercadas por um mundo com mil e um defeitos, mas não precisamos nos sentir inúteis ou fracassadas porque estamos com quase 30 e não temos bens materiais, namorados, filhos ou o que seja. Não acumule culpa. Acumule experiências. Boas, de preferência.

Imagem: Pinterest

@ load more