Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Comecei o dia hoje lendo o título de uma matéria que falava sobre a chegada de novos produtos anti-idade no mercado da beleza e me senti um pouco incomodada. Não com as novidades, mas com a palavra “anti-idade”.

Ok, podemos e devemos no cuidar, mas nunca irmos contra o tempo, até porque não tem como retroceder anos de experiências (ainda bem!). Parece óbvio, mas fui ao dicionário pesquisar o prefixo “anti” e, claro, o significado em nada assusta: oposição, ação contrária.

Me intriga ver pessoas tão jovens se preocupando cegamente em parecer ainda mais jovens como se o passar do tempo fosse um castigo. E digo se preocupando no sentido cirúrgico da coisa. Pra quê??

superela-autoestima-imagem-pessoal-Luciana-Caram-001

Desde os meus 20 e poucos anos cuido diariamente da minha pele do rosto. Senti necessidade naquela época quando percebi um ressecamento nas bochechas, e desde então, nunca mais parei. Ao contrário, estou cada dia mais cuidadosa comigo e não só com o rosto, com o corpo também. Virou hábito, já faz parte de mim. Sabe tomar café todo dia porque você precisa se alimentar? Pois é a mesma coisa.

Talvez esteja sendo um pouco radical, mas o mercado da beleza devia ser mais natural ao divulgar produtos que nos ajudam a cuidar da gente, mas não fazem mágica. É daí que vem essa loucura por querer se manter eternamente jovem. Isso não existe, gente! O que vemos de pessoas deformadas com as atuais cirurgias que prometem esse rejuvenescimento é um número incontável, e diga-se, bizarro.

Trabalhando com a consultoria de imagem pessoal percebi que a base de tudo é o autoconhecimento. De nada adianta estar linda (ou pseudo-linda) por fora, se por dentro está tudo remexido, bagunçado, machucado… Autoconhecimento dói, é difícil, mas quando vem a sensação de plenitude e aceitação, não tem preço.

superela-autoestima-imagem-pessoal-Luciana-Caram

Descobri com o passar dos anos que a consultoria de imagem também é uma forma de terapia incrível para quem ainda tem medo de encarar um momento a sós com o profissional da área de psicologia. Faço terapia há bastante tempo e foi através dela que superei traumas, aceitei meus defeitos, aprimorei minhas qualidades e tenho encontrado um equilíbrio em mim que sempre busquei, mas nunca achava.

Na consultoria de imagem aprendi a fazer o mesmo pelos meus clientes, que muitas vezes chegam receosos e cheios de negações com relação ao próprio corpo, à própria imagem. E posso falar? É muito gratificante ver o brilho nos olhos de cada um que passa e aprende comigo um pouco do que é ser único, sem medo. Acreditem, através das roupas é possível fazer mágica e é lindo quando se aprende a fazer isso! Quem quiser aprender será um prazer ensinar!

Então, não me venha com esse papo de “anti-idade”. Porque o tempo vai passar, a idade vai chegar e o que fica são as vivências e o aprendizado que a vida traz. E o amor próprio, ah, esse sim deveria ser valorizado na mídia e, principalmente, por cada um de nós.

Imagens: Revista Marie Claire; Lindizzima; Pinterest

@ load more