Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

A minha vida inteira eu escutei coisas do tipo “encontre alguém que te complete”. E por muito tempo eu realmente procurava por isso. Eu queria alguém que me completasse, mas eu não achava, eu não conseguia entender o que era me completar.

Eu queria alguém para “o que” afinal? Eu não sabia muito bem o que procurava, pois eu não sabia qual parte de mim precisa de um complemento, qual parte de mim precisava de uma metade. Mas sempre escutava casais falando: “Ele é minha metade da laranja, quando você vai achar o seu?”. Toda vez que surgiam esses assuntos eu achava que tinha algo de errado comigo, eu achava que era errado eu sentir que não me faltava nada para alguém me completar.

Então um dia, eu decidi parar de procurar… Parar de procurar alguém que me complete, pois não acho que tem nada faltando em mim, então eu não preciso de ninguém, porque sou completa. Eu decidi! Vocês já pararam para pensar nisso, em como nós mesmas somos completas? Sempre parei para pensar se alguém algum dia já havia chegado na mesma conclusão que eu.

Eu fazia maratona de serie sozinha e Chuck Bass era uma ótima companhia, eu chorava no ombro dos meus amigos se precisasse, ria sozinha vendo The Big Bang Theory e me sentia bem assim. Quando saía para a balada, eu me sentia bem em dançar, beber e rir com as amigas. Não sentia que precisava de alguém que me completasse em nada do que eu já fazia. Mas então sem procurar, me apareceu alguém… E aquele ser sem rosto, sem voz, chamado amor, apareceu e eu aprendi muito.

Aprendi, principalmente, que amor não é complemento, amor é transbordar, porque somos completas, estamos completas, não precisamos de alguém para nos levar para sair, precisamos de alguém que faça a saída melhor do que nunca foi antes. Amor não é precisar de alguém para assistir series com você, mas sim fazer do assistir serie o melhor programa da tarde, apenas por estar com aquela pessoa. Amor é um sentimento que parece que vai te fazer explodir. Às vezes, parece que nem falar “eu te amo” é suficiente para aquele sentimento, pelo simples fato que você não ficou completa. Aquela outra pessoa te transbordou, te encheu mais do que você nunca imaginou ser enchida.

Amor que completa é amor meia boca, daqueles que é bom estar, mas não me tira o ar, que tem um abraço bom, mas não me arrepia a alma. Amor que completa é muito pouco para uma vida. Amor que transborda faz a vida parecer pouca para a quantidade de amor que vocês têm. Amor que transborda deixa rastro nas ruas. Ta no toque na mão, no olhar, no sorriso… Porque amor que transborda enche até quem está envolta.

Você algum dia andando na rua parou para admirar um casal que não se agarravam ou ficavam grudados, mas que ele mexia levemente no cabelo dela, com um toque de carinho… Ela fazia caminhos leves pelo braço dele enquanto eles riam sobre uma bobeira do dia a dia, e ali, os observando, você sorriu. Esse sorriso quis dizer que o amor deles, te encheu de alguma forma, pois foi um amor que transbordou, transbordou tanto que te molhou.

Por isso, não fique procurando metade nenhuma, pois você é inteira… Ou melhor, não procure, apenas viva! Viva, porque você é completa o suficiente para se satisfazer consigo mesma, você é completa o suficiente para assistir sua serie ou ir pro bar com as amigas.

E um dia, sem você esperar, alguém vai te transbordar, mudar sua vida, te arrepiar num sorriso e te reconfortar com os olhos, e quando você sentir que aquele sentimento sai por seus poros, quando sentir que é um sentimento que não cabe mais em você… Ai sim, você vai sentir o que é amor. Não se contente com alguém que te completa, não se contente com um amor meio bosta (leia mais aqui). Transborde-se!

@ load more