Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Cê tá lá, viajando (seja a trabalho, lazer, obrigação ou não sei mais o quê) e bate aquele tédio. A estrada tá cheia, o vôo atrasou, o caminho é longo mesmo e por aí vai. Uma das melhores soluções que conheço pra situações assim se chama ‘montar uma bolsinha de livros para ler em viagens‘. Funciona assim: na hora de fazer a mala, você escolhe de 2 a 3 livros, dependendo do seu ritmo de leitura, e tasca pra dentro com marcadorzinho e tudo. Aí, quando bater aqueeeeele marasmo, é só pegar um e ler.

O problema é: quais são os melhores livros para ler em viagens?

Acredite: essa categoria existe. Vou te contar um caso: uma vez fui com minha família para um sítio e inventei de levar CRIME E CASTIGO, do Dostoiévski, pra ler lá. O bichão tem de 500 a 600 páginas (dependendo da edição). Na época, eu queria testar novas leituras, sabe? Mais densas, bem conceituais. E aí deu ruim, é claro. O problema não estava com o livro, mas sim com a situação. Mano, eu tava de férias, descansando e fui inventar de ler um trem desse. É CLARO que eu desisti no primeiro capítulo e fiquei deitada na rede cochilando toda vez que o tédio batia.

Enfim, o que quero explicar com tudo isso é que essa categoria de livros para ler em viagens precisa estar de acordo com o momento. Se o passeio for a trabalho, aí tudo bem, um Dostoiévski não faria mal. Agora, se você vai prum hotel fazenda, pra casa dos avós ou qualquer outro lugar que tudo o que cê mais quer fazer é NÃO PENSAR, aí o esquema é outro. E hoje, é desse esquema que vou falar!

Vou colocar aqui procês uma listinha MUITO MASSA duns livrinhos que vão te prender do começo ao fim, e que tornarão suas viagens mais proveitosas ainda. E aqui, pode confiar em mim, viu? Bora lá:

1. A Garota no Trem – Paula Hawkins

livros para ler em viagens

Pensa num thriller bom. Pensou? Agora multiplique e você terá A Garota no Trem. O livro conta a história de Rachel, uma mulher que pega um trem todas as manhãs para ir de Ashbury a Londres. Durante esse trajeto, ela observa, diariamente, uma casinha pelo qual se torna obcecada. Nela, moram Jess e Jason, nomes os quais ela inventa enquanto tenta imaginar a vida perfeita que o casal leva.

Um dia, enquanto espera ansiosamente pelo trem passar pela morada desse casal misterioso, ela flagra uma cena chocantíssima (que não vou te contar qual é porque sou dessas) e se torna testemunha da seguinte situação: Jess, a moça a qual ela espia todos os dias, está desaparecida. E aí, Rachel só não se enfia na história como afeta a vida de todas as pessoas envolvidas e tudo vira uma confusão que só.

Uma coisa eu garanto: essa obra é digna de uma daquelas leituras que dão um arrepio na espinha a cada capítulo. É simplesmente IMPOSSÍVEL parar de lê-lo. Por isso mesmo, te recomendo o seguinte: se for levá-lo na bolsinha de livros, leve mais um porque esse você devora em um dia.

2. O Conto da Aia – Margaret Atwood

livros para ler em viagens

Escrito em 1985, O Conto da Aia é um romance distópico ambientado em um Estado totalitário em que as mulheres são vítimas extremas de um sistema opressor. Como já fizemos um puta textão sobre esse livro, vou deixar o link aqui para quem quiser saber mais sobre ele.

A leitura é super tranquila e te prende dum jeito que eu sequer sei explicar. Para se ter ideia, essa belezinha inspirou a série homônima The Handmaid’s Tale, produzida pelo serviço de streaming Hulu. Porém, antes de ir lá dar aquela maratonada, sugiro que leia a obra antes. Afinal, tudo fica mais profundo e os detalhes do enredo (mesmo os pequenos) são mais aproveitados.

3. Os Homens que Não Amavam as Mulheres (Millennium #1) – Stieg Larsson

livros para ler em viagens

Outro livo que não dá pra parar de ler. Stieg Larsson narra a história de Mikael Blomkvist, um jornalista que perdeu sua credibilidade ao ser sentenciado por difamar um poderoso financista. Por causa disso, ele recebe uma proposta quase irrecusável: o empresário Henrik Vanger pede sua ajuda para escrever a biografia de sua conturbada e obscura família. Porém, isso é só pano de fundo para uma coisa bem maior. A verdade é que Vanger deseja que Blomkvist use essa tarefa de pretexto para investigar o sumiço de Harriet, sua sobrinha que desapareceu há quase 40 anos durante uma festa da família. Como essa festa aconteceu na sede dos Vanger, em uma ilha isolada, suspeitos não faltam.

Durante a investigação, Mikael recebe a ajuda de Lisbeth Salander, uma hacker genial que dá à história um tom ainda mais excitante e inesquecível. Essa obra é apenas um dos MELHORES romances policiais que já li, sem falar que também é um dos mais vendidos em todos os países onde foi publicado. Além de seduzir qualquer leitor com seu mistério, ainda fornece uma reflexão sobre ética, sociedade e política. Vá por mim que não tem erro.

4. Persuasão – Jane Austen

livros para ler em viagens

Todo mundo associa Jane Austen a um dos seus melhores livros, Orgulho e Preconceito. Porém, pode acreditar: Persuasão é bem mais profundo e intrigante. O enredo tem como principal a jovem Anne Elliot, uma das personagens mais fortes da autora. Ela, depois de recusar uma proposta de casamento (coisa que na época em que o livro passa é uma atitude completamente inaceitável), decide que NINGUÉM vai conseguir convencê-la de fazer algo que não quer.

Com essa belezinha, dá pra entender que somente nós somos responsáveis por nossa felicidade, sabe? Dos livros para ler em viagens, esse é com certeza um dos mais emocionantes. Se você, que nem eu (e todo resto), tem momentos de dúvidas na vida, uns problemas de identidade báááásicos e aquela incerteza do que quer pro futuro, DEVORE este!

5. E Não Sobrou Nenhum – Agatha Christie

livros para ler em viagens

Eleito como o melhor romance policial de todos os tempos, o livro se passa na ilha do Soldado, onde dez pessoas sem nenhuma ligação são convidadas pelo Mr. Owen, um homem misterioso, para passar um tempo de descanso e lazer em sua casa.  Porém, já na primeira noite, um assassinato toma conta do ambiente e, é claro, todos se tornam suspeitos. Dos livros para ler em viagens, pode confiar, esse é um dos melhores.

Sem comunicação com o mundo exterior, essas “férias” se tornam um verdadeiro pesadelo. Ninguém sabe quem é, afinal, o Mr. Owen, e o clima de desconfiança só cresce enquanto, é claro, muitas outras coisas macabras vão acontecendo por lá. E o melhor: quem vai descobrir o motivo disso tudo é você!

E pronto!

Sua listinha de livros para ler em viagens está feita! Ó, são todas autoras mulheres (de menos o Stieg Larsson, é claro, mas o enredo traz Lisbeth, a maior personagem feminina que você respeita). Bora saudar essa galera, ein? Além disso, me conta aqui: já leu algum desses livros? Concorda com minha lista e tem mais obras a acrescentar? Conta pra gente aqui nos comentários e bora trocar vááááááááárias figurinhas!

Imagem: Reprodução – O Conto da Aia


E o que você responderia a essa pergunta feita por uma de nossas usuárias do Clube Superela?

@ load more