Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

No controle: o guia definitivo para conseguir gozar por cima

Acredite: não é toda mulher que consegue dominar a arte de gozar por cima. Muitas de nós nos cansamos, não conseguimos achar a posição ideal, o trem não encaixa direito e por aí vai. E olha que não sou eu falando. Uma pergunta super famosa, feita no nosso Clube Superela, comprova isso. Saca só:

gozar por cima

Pois bem. Das respostas, a maioria sugeria à moça uma série de exercícios para as pernas, e algumas contaram ter, ou ter tido, o mesmo problema. Êta posiçãozinha complicada, ein? Gente, e se eu não quiser fazer agachamento? Mano, esse trem dói pra caramba! Apesar de achar uma boa ideia, quero dar a minha contribuição também. E assim.. como eu sou dessas que se não for pra fazer direito nem abre o PC, aqui vai o:

Guia definitivo para gozar por cima e curtir muito essa posição.

Em primeiro lugar, gostaria de lembrá-las o porquê dessa posição ser tão queridinha entre as moças. Afinal, além de estar no controle da situação, é ela quem permite maior aproximação com o nosso ponto G e, ainda de quebra, abre alas para que nosso clitóris também possa ser estimulado. Ou seja: com ela temos a possibilidade incrível de gozar por duas vias diferentes. Muito amorzinho, né não?

Então ó: sem desanimar. Bora aprender a dominar essa posição aí!

Primeiro passo: entenda que não existe problema nenhum nisso

Não é porque você se sente desconfortável indo por cima que é mais incapaz ou mais inexperiente, tá? Cada corpo é um e o marmanjo que não entender isso merece um belo dum pé na bunda. A gente tá falando do seu prazer aqui também, então bora saber como faz pra gozar por cima porque VOCÊ quer, e não porque outras pessoas cobram isso de você.

Segundo passo: encontre o seu ângulo

Ao invés de ficar quicando sem limites na hora que o piru encaixar, tente encontrar a melhor angulação para você. Não precisa ter pressa e, acredite, qualquer movimento de pélvis é interessantíssimo pro boy.

Então, ao invés de focar no sobe e desce, tente antes inclinar seu corpo para frente, para trás e até mesmo para os lados até encontrar o encaixe ideal que te dê prazer e te mantenha confortável.

Terceiro passo: para não se cansar

O movimento de sobe e desce não precisa ser o principal nessa posição. Para você conseguir gozar por cima, é preciso estar bem estimulada e confortável, né? Sendo assim, quando se cansar dos bumbumtamtam da vida, comece a rebolar e fazer movimentos para frente e para trás. Além de sentir a penetração, você também conseguira estimular o clitóris durante esses movimentos, o que pode ser uma mão na roda!

Quarto passo: varie no ritmo

Miga, não precisa ficar pipocando em cima do boy na mesma velocidade e intensidade não. Dê uma variada no ritmo e até mesmo nos movimentos. Isso atiça o moço ainda mais, pode TE atiçar também, e você ainda vai ter um tempinho aí pra tomar um fôlego e começar com as cavalgadas de novo. O segredo é respeitar seus limites e entender que o que tem que ser fodido aqui é a sua pepeca, e não seu pulmão.

Quinto passo: varie a posição para não cansar as pernas

Não existem limites quando se trata de posições sexuais, né? Ainda mais por cima. Então assim, quer se manter no controle e ainda por cima ter um orgasmo massa com isso? Troque de posição! Você pode apoiar as pernas na cama, sentar em cima do parceiro, mudar da cama pra cadeira e por aí vai.

E aí, como eu sou UMA FOFA, te trago aqui e agora algumas variações dessa posição que podem te ajudar a superar esse probleminha aí e dominar a arte de gozar por cima. Saca só:

1. Dominadora clássica
gozar por cima

Ilustração: Renato Munhoz (Ig)

Ao invés de dobrar os joelhos pra baixo, coloque-os para cima e aproveite seus braços para se apoiar no boy e não concentrar todo o seu peso neles.

2. Estímulo de todos os lados
gozar por cima

Ilustração: via Cosmopolitan

Nessa, você pode se sentar de costas pro boy, fazer um movimento sanfoninha (tipo Anitta), ou então só quicar com o bumbum mesmo, sem ficar pulando em cima do cara. E aí, de bônus, quem curte um sexo anal ainda pode receber um carinho no furico e, para aquelas que querem o pacote completo de prazer e fazem QUESTÃO de gozar por cima, ainda podem se masturbar enquanto tudo isso acontece.

3. Encaixadinha
gozar por cima

Ilustração: Renato Munhoz (Ig)

Essa daí é a queridinha das preguiçosas (tipo euzinha mesma) que querem gozar por cima. Nela, você só precisa sentar no colo do boy com as pernas esticadas e rebolar da forma e intensidade que quiser. De quebra você ainda pode se masturbar, ou ele pode te masturbar também.

4. Semisentadinha

 

gozar por cima

Ilustração: via Cosmopolitan

Essa daí vai poupar metade do seu trabalho porque como o boy tá inclinado, e você tá em cima dele, se apoiando, em parte, nas pernas DELE, basta rebolar e dar umas quicadinhas de vez em quando. Só é bom ver se vai ser confortável pra ele também, né?

Resumindo?

Agora não existem mais obstáculos para você gozar por cima! Tente colocar todos esses passos em prática e depois me conta se rolou!

E girls, é pra gozar MUITO, ein? Se joguem!

Imagem: Phazed

Nada mais frustrante do que terminar uma transa e perceber que apenas uma das partes chegou ao clímax e gozou, não é mesmo? Entretanto, enquanto para os homens é bem simples gozar, para as mulheres essa explosão nem sempre é tão fácil de ser alcançada. Motivo que faz com que muitos homens se questionem sobre como fazer a mulher gozar.

E é bem bom que eles fiquem preocupados com isso. Afinal, para ser justo e prazeroso, é importante que todos saiam plenamente satisfeitos da cama. Então que tal mudar a realidade que aponta que cerca de 35% das mulheres não gozam durante o sexo com o parceiro?

Para mudar os números e garantir uma relação mais gostosa, apimentada e duradoura é importante conferir dicas sobre como fazer a mulher gozar. E é justamente sobre isso que trata este artigo. Quer descobrir como levar uma mulher às alturas? Continue lendo e descubra!

Ah, sabia que a gente tem uma área especial que ensina as mulheres a terem orgasmos? Com muitas dicas, técnicas, fotos e vídeos? Você ainda pode participar do nosso grupo secreto no Facebook e tirar dúvidas com uma especialista no assunto. Saiba mais aqui: “Especial Como Gozar Sozinha”

Passos e dicas sobre como fazer a mulher gozar

Nós temos incríveis ferramentas erógenas em nosso corpo e essas são completamente capazes de proporcionar orgasmos múltiplos quando bem estimuladas. Quer saber como fazer a mulher gozar? Atente-se aos detalhes!

Veja a seguir outros passos:

1. Como fazer a mulher gozar caprichando nas preliminares!

Existe uma verdade quase absoluta quando o assunto é orgasmo feminino: Só a penetração não é suficiente para provocar aquele clímax todo. Sendo assim, procure sempre pensar com carinho no que será feito como preliminar. Afinal, é ali que o nosso corpo se apimenta e prepara para um maravilhoso orgasmo, não é mesmo?

Por preliminar entenda beijos intensos, carícias aqui e ali, mãos que descem e sobem pelo corpo e que ao mesmo tempo apertam ou o amaciam a pele. Não pense que preliminar é ir direto a zona erógena, dar umas apertadas e pronto. Isso não chega nem perto!

A medida certa das preliminares é a excitação. Quando a mulher estiver suficientemente excitada é chegada a hora de começar a pensar em ir em frente. Sempre dosando bem o que está acontecendo entre o casal, é claro.

2. Não tenha pressa

Outra dica de ouro nesse contexto é nunca ter pressa, afinal a pressa é a inimiga número 1 da perfeição. Para que a mulher atinja o orgasmo é preciso ser perfeito, um maestro nos toques!

Lembre-se: Mulheres são, sobretudo, emoção, não agem pelo impulso ou pelo prazer visual como a maior parte dos homens. Pelo contrário, muitas vezes o que mais as piram é ouvir certas palavras e frases ao pé do ouvido enquanto a boca percorre a nuca, por exemplo.

Explore cada minúsculo pedaço do corpo da mulher para ir trabalhando nessa vontade e desejo que serão a base para um orgasmo de se tirar o fôlego. O gozo é uma consequência, o resultado para todo este preparo e para cada cuidado minucioso.

3. Leve alguns produtos eróticos para a cama

Ainda nas preliminares é interessante acrescentar alguns brinquedos e produtos eróticos a cama. Eles são uma chave secreta para que o casal, de modo geral, goze bastante durante o tempo que passarão juntos.

Como existe uma gigantesca gama de produtos eróticos para escolher vale a pena citar alguns como os mais usados ou mais indicados para o orgasmo feminino. São eles os vibradores e os sugadores de clitóris, é claro.

Aliás, você sabia que o clitóris é a zona erógena da mulher que mais garante e leva ao orgasmo? O orgasmo clitoriano é bastante comum, porém ainda pouco falado ou conhecido.

4. Que tal um bom sexo oral?

Apesar de integrar a preliminar, o sexo oral é um tipo de sexo que desperta os sentidos, as vontades e que mexe, inclusive, com o imaginário de ambos os sexos enquanto está rolando.

É bastante comum que durante essa prática, a mulher acabe gozando. O que é muito bom para o parceiro, afinal, significa que finalmente descobriu a resposta a questão como fazer uma mulher gozar, não é mesmo?

Entretanto, nem sempre a mulher chega ao clímax durante esse toque intenso e interno. Mais do que enfiar a língua lá, é preciso caprichar muito para provocar indescritíveis sensações.

5. Garanta um orgasmo antes da penetração

Em resumo, para o homem que não quer deixar sua parceira literalmente na mão a dica é sempre garantir uma gozada antes de partir para a penetração. Já que na penetração as chances de que ele consiga atingir o clímax são maiores.

Para não ser tão categórico, muitas mulheres também gozam durante as idas e vindas dos corpos. Entretanto, nem sempre o que faz o orgasmo ser atingido é a velocidade ou a profundidade dessa penetração, por isso é preciso ir dosando.

Mais rápido ou mais devagar? Mais profundo ou mais “cabecinha”? Quais as preferências?

6. Pense na melhor posição para a penetração

Se o sexo partiu para a penetração é hora de descobrir a melhor posição para que a mulher possa atingir o orgasmo. E, nessa hora, a dica é deixá-la simplesmente assumir o total controle.

Que tal usar de posições como cowgirl ou outra em que ela fique por cima e no total controle?

Assim, conforme as reações de seu próprio corpo, a mulher poderá ir controlando os movimentos até ser possível atingir o clímax. Sem parar antes da hora ou sem diminuir bem quando o corpo esquenta e pede mais. Quem sabe o casal não chega junto ao orgasmo, certo?

7. Sempre que possível estimule o clitóris durante a transa

Mais uma vez vale frisar que o clitóris é um dos principais responsáveis pela mulher gozar. Por isso, não é aconselhável deixá-lo de fora da brincadeira. Entre a transa, uma ou outra posição, garanta que o clitóris seja bem tratado e bem estimulado.

Aproveite para usar algum mini bullet enquanto a penetração ou o sexo oral está acontecendo. Com certeza essa combinação garantirá um orgasmo ainda mais profundo e prazeroso.

Gostou dos passos e dicas que foram dados sobre como fazer a mulher gozar? Então conheça nossa página e tenha dicas sobre como melhorar sua vida sexual e sair da rotina, tudo em um lugar só!

Quer entender mais sobre o orgasmo e descobrir como fazer a mulher gozar?

Temos duas sugestões de vídeos imperdíveis:

1. TED: 10 coisas que você não sabia sobre o orgasmo

A escritora Mary Roach vai fundo em uma área pouco explorada na pesquisa científica e faz 10 afirmações sobre o clímax sexual, indo do bizarro ao hilário.

2. Netflix: Explicando – O orgasmo feminino (episódio 16)

Neste episódio de apenas 19 minutos, o orgasmo é abordado de forma didática e prática.

explicando o orgasmo feminino

O orgasmo feminino é mais difícil quando envolve um homem. Descubra as razões pelas quais isso acontece e como as mulheres estão adotando soluções práticas.

Imagem: Jezebel.com

De vez em quando nos encontramos em situações em que devemos evitar a penetração sexual. Seja porque tomamos a pílula errada, ou por não estarmos prontas para perder a virgindade, estes não são motivos para que a intimidade do casal se torne menor. Fazer um homem gozar sem transar, de fato, é até tranquilo. Mas e como fazer uma mulher gozar de formas mais divertidas e interessantes? Enfim, a dúvida que não quer calar é:

Como fazer uma mulher gozar sem penetração?

como fazer uma mulher gozar

1 – Brincadeira a dois – Aqui e ali

como fazer uma mulher gozar

Como fazer uma mulher gozar bem gostoso? Bem, use ela mesma! Vou explicar.

Se tem uma coisa quase que comprovada sobre a masturbação é que: nada é tão bom quanto nós mesmas. Afinal, sabemos exatamente onde ir, quando ir e como ir, né? Mas olha, isso não impede em nada que o casal possa aproveitar essa maravilha que é se masturbar juntos. Deite de bruços, com as pernas mais juntinhas, e o parceiro vem em cima, se masturbando entre suas nádegas. Para que ele alcance um prazer tão bacana quanto você, vale a pena usar e abusar do lubrificante.

Aí, você pode aproveitar os movimentos dele para sentir prazer ao friccionar o clitóris na cama, ou você mesma pode ir lá com os dedinhos e fazer aquele trabalho de mestre!

2 – Use e abuse da técnica sexual Karezza

como fazer uma mulher gozar

E se eu te contasse que gozar não é a principal parte do sexo? Bem, é isso que a técnica sexual Karezza prega. Com ela, vocês podem aprender a como fazer uma mulher gozar apenas com bastante carinho e intimidade.

Na Karezza, o mais importante é a sintonia do casal. Porque, convenhamos, de vez em quando entramos em uma rotina que nos faz transar menos, ter menos vontade de brincar e isso é completamente normal. Então essa técnica serve para reacender no casal aquela chama que rolava no começo do relacionamento. É a hora de retomar a sintonia dos dois, e celebrar o amor que existe entre vocês.

Então, o que a técnica permite: abraças, beijar, masturbar e até fazer sexo oral. Na verdade, a única coisa que não pode é, de fato, a penetração. A Karezza pode até ser confundida com o sexo tântrico, mas a diferença é que no tântrico a penetração é permitida. O intuito aqui é voltar ao início do relacionamento e prolongar ao máximo o tempo de conexão e prazer com o(a) parceira.

3 – A posição de marcha-ré

como fazer uma mulher gozar

Essa é uma das melhores técnicas de como fazer uma mulher gozar sem penetração. O que acontece: a parceira fica de quatro, recebendo estímulo oral de sua(seu) amante no ânus, ou no clitóris. Enquanto isso, a outra pessoa pode se masturbar da maneira como preferir.

4 – Foque em outras zonas erógenas que não os ‘dito cujos’

como fazer uma mulher gozar

A técnica milenar de como fazer uma mulher gozar sem penetração vai muito além do que a pepeca, o clitóris e o pênis. Valorize as outras partes do corpo, como orelhas, mamilos e até mesmo o períneo (a região que fica entre o ânus e a perseguida). Explore todo o corpo de sua parceira, puxe os cabelos, beije o pescoço, a barriga, as pernas e até mesmo os pés. Está na hora de curtir.

E é só isso tudo, pessoal

como fazer uma mulher gozar

Se tem uma coisa que a gente precisa parar de fazer é valorizar tanto assim a penetração. É claro que ela é extremamente gostosa mas, existem tantas outras formas de um casal conseguir gozar sem ela que, de vez em quando, ela pode até ficar em segundo plano.

E aí? Gostou dessas dicas de como fazer uma mulher gozar sem penetração? AH! Falando nisso, tá na hora de vocês falarem um pouquinho:

Por que você quer apimentar mais ainda sua relação?

Imagem principal: Pinterest

Imagens: Cosmopolitan

Às vezes o cara vai querer só te comer. E não se sinta nem um pouco culpada se muitas vezes você só quiser ser comida.  Às vezes o cara pode ser uma pessoa maravilhosa, um homem lindo, inteligente, mas isso não quer dizer que você é obrigada a gostar dele, a querer algo com ele. Às vezes nós só precisamos de uma boa trepada e mais nada.

O grande problema é que a vida toda nós crescemos acreditando que homem só pensa em sexo e isso é normal, mas que mulher só pensar em sexo é algo a ser condenado por todos. Pensamos que mulher não pode gostar de sexo porque isso é errado. E acreditem em mim quando eu digo que gostar de sexo não tem nada de errado. Querer chupar e ser chupada não tem nada de errado. Pensar em sexo, pensar muito em sexo, não tem nada de errado.

Sabe aquele papo de “mulher tem que se dar ao respeito”? O que caralho significa “se dar ao respeito”? Reprimir nossas vontades? Se sentir culpada por sentir desejo? Escolher não tocar o nosso corpo? Fugir do prazer que o sexo pode trazer?

Deixa eu te falar uma coisa, você é a única dona do seu corpo. Não sua família, não seu namorado, não seu ficante, não seus amigos, não o cara que você acha incrível, perfeito e maravilhoso. SÓ VOCÊ. E o que você decidir fazer com ele não é problema de mais ninguém.

Então não liga para coisas do tipo “você tem que chegar virgem ao casamento”, “você tem que se dar valor”,  “você não pode ficar dando pra todo mundo”.  São opiniões dos outros. Se você quer perder a virgindade quando você casar, ótimo! Mas isso é ótimo só se é algo que você quer. Se você quer dar pra um cara diferente a cada semana, ótimo. É seu corpo, são suas regras e você faz o que você quiser com ele.

Agora, essa parte de “se dar valor” me parece uma frase de pessoas que querem controlar sua vida sexual. Sinceramente, não acredito que, por você transar, você não se valorize. Eu juro que para mim não faz o menor sentido essas frases: “você não pode usar essa roupa curta, você tem que se dar ao valor!” “Você não pode ir pra cama com um cara que você acabou de conhecer, você tem que se dar ao valor.”

Você pode muito bem se valorizar, saber o quanto você vale, e mesmo assim resolver que hoje você só quer dar e ponto. Para mim isso é se dar ao respeito. E sabe por quê? Porque você está respeitando as suas vontades, os seus desejos. Isso sim é se dar ao valor.

Você valoriza o seu corpo, você quer gozar, quer ser chupada, quer ser comida de quatro, de costas, por cima, de todos os jeitos. Você se valoriza e, por isso, você respeita o seu corpo.

Não estou falando para você ir lá e transar com qualquer cara sem se importar se ele namora ou se é casado. Porque aí não tem a ver só com o respeito a você, como também a outras pessoas, mas outro dia vamos falar sobre isso.

Não dá ouvidos para aquelas pessoas que tentam te convencer a fazer algo que você não quer. Se você não quer transar na primeira noite, ou você não quer transar depois de 4 anos de namoro, está tudo bem. Porque a decisão é sua.

E se você só quer transar, quer transar hoje, amanhã, todos os dias, se você quer sentir prazer, sozinha ou acompanhada, está tudo bem também.

Escuta seu corpo, escuta suas vontades. A única que pode decidir o que fazer com o seu corpo ou não é você.

Imagem: Pinterest

Tirem as crianças da sala porque esse texto é pesadérrimo.

.
.
.
.

.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

Olha, você realmente tá a fim de ler algo pesado!

Que tal começarmos pela parte que:

Nossa geração, define que a mulher tem também outro papel muito claro na sociedade: a de provar que é super liberada sexualmente, adepta do sexo casual, de relacionamento aberto, de clubes de swing, ménage à trois e sexo no banheiro da balada. Não tem nada de errado em gostar de sexo casual e nenhuma das coisas citadas aqui – e ser sexualmente livre é algo lindo. O problema é que é, também, bastante raro.

Cerca de 50% das mulheres brasileiras sofrem de algum tipo de disfunção sexual, o que traz grande preocupação para os profissionais da saúde, pois, trata-se de um número muito alto de incidência.

O fato é que aprendemos no meio social a criar obstáculos a resposta fisiológica, que é involuntariamente eliciada pela apresentação de um estímulo erótico. Por quê? Porque mulher não pode gostar de sexo, né, vó?

É sujo, mal visto, só vai atrair olhares maldosos!

As mulheres sofreram com a interdição da sexualidade, com uma noção de sexo como pecado. Atualmente, a mulher no exercício da sua sexualidade, sofre por dois motivos: se de um lado há um grande incentivo, que traz consigo a ideia angustiante de prazer sexual como obrigação; por outro, ainda há toda uma conjuntura histórica muito presente da repressão, onde o passado deixou marcas impressas na vivência da sexualidade, que não podem ser apagadas de uma hora para outra.

TÁ MAIS PESADO PRA VOCÊ, COLEGA? TÁ TE EXCITANDO?

E se eu te contar que tem um grupo de mulheres que são sexualmente bem resolvidas mas que andam querendo voltar pro esquema “dama na mesa, puta na cama” por causa das atitudes machistas e imbecis de alguns caras? Cê tá achando o que colega? Que só porque ela gosta de sexo, cê pode chegar todo oferecido, mandando nude de pau, forçando alguma coisa na balada?

Quem te deu o direito de vir com comentário escroto pra cima dela? Já parou pra pensar na sua imbecilidade, mano? Que isso faz com que a gente se sinta um lixo! Só porque a moça gosta de fuder que cê só vai querê-la por isso?

E as qualidades dela? E os sentimentos dela? Foda-se né?! Nunca passou pela sua cabeça que o psicológico dessa mulher pode ficar afetado por muito tempo, só por causa de uma atitude dessa? E que ela possa querer voltar a repressão só pra se sentir respeitada?

Porque vocês acham que puta não merece respeito, né? A gente sai do “armário da moralidade” pra se sentir livre, pra ser aquilo que realmente passa na nossa cabeça, pra se expressar melhor, pra não se sentir tão inferior o tempo todo. Pra mostrar que também temos desejos e que eles não são motivos de nos tratar como vagabundas, ou como pessoas que não merecem consideração.

SACA AQUI, EU GOSTO DE FUDER POR MIM E NÃO POR VOCÊ.

EU NÃO SOU “SAFADINHA” PRA TE AGRADAR NÃO.

ABAIXA ESSA SUA BOLA AI, QUE TÁ MUITO FEIO!

PARTICIPE: Tem algo que posso fazer para surpreender meu namorado na hora H?
PARTICIPE: Infecção urinária pós-sexo

Poxa, é difícil entender… Se é recatada, é santa demais! Se é liberta sexualmente, é puta demais!

VOCÊS SÃO BIZARROS DEMAIS.

No início do texto, começo falando que a liberdade sexual é algo raro (por dois motivos). Primeiro: porque se a moda era provar que servia pra casar, agora é provar o contrário… Mas não vou entrar nesse quesito aqui. Segundo: parece que cada vez mais que as mulheres assumem que gostam de sexo, com mais desrespeito vocês as tratam!

Mulher nenhuma é uma qualquer pra chegar agindo como ogro das cavernas. Seres humanos são dotados de sentimentalismo e sim, machuca muito, alguém estar de papo comigo só porque você é liberal, vai dar no primeiro encontro, e depois agir como se não se importasse. Não é bem assim não, falou?

“O cara do papinho maneiro, só é maneiro porque sabe que vai te comer primeiro…” Só parem! Vou ali voltar para as asinhas do patriarcado pra ver se vocês param de me olhar com esses olhos de lobo, beleza? Assim será que funciona?

Quantas cantadas, assédios eu e milhares de poetisas vamos ter que aguentar só porque postou um +18? Quantos olhares maldosos e segundas intenções a gente vai ter que suportar? A igualdade que a gente tanto quer, também tá pautada no respeito que a gente merece.

O dia que eu morrer e for pro açougue, vocês poderão me olhar como um pedaço de carne. Até lá, tem uma carga emotiva, sentimental, que vem junto com o pedaço de carne. Não tem como ter um sem ter o outro… Pelo menos pra mim, pelo menos pra milhares. Meu corpo não é descartável!

MAIS: [18+] O TIPO CERTO DE PESSOA ERRADA
MAIS: SEXO TÂNTRICO: TRANSFORME O PRAZER EM UMA EXPERIÊNCIA DIVINA

Não ficou excitado? Brochou? Que pena!

Talvez sinta um fragmento do que a mulher passa diariamente.

Imagem: Pinterest

Receba no seu e-mail dicas/textos sobre Sexo ♥

Vamos falar de coisa boa? Vamos falar sobre livros… (Ebaaa). E tem coisa melhor do que ler? Tem! Transar, comer, dormir, viajar, eu já disse transar? Você já parou pra pensar que através de um bom livro você consegue transcender a imaginação? Há um mundo de possibilidades a algumas páginas de distância. Lugares, culturas, gastronomia, ritmos, prazer, você pode até gozar lendo um livro!! Isso mesmo, não estou de brincadeira não moça, tanto é que falo o que já vivi. Confesso que já me contorci toda ao ler um bom livro erótico, onde continha explicitamente a relação sexual e pude – com essa imaginação que Deus me deu – recriar a cena mentalmente tintim por tintim e aí já viu né, não deu outra, gozei!

E hoje estoy aqui pra falar um tiquinho sobre literatura erótica que a cada dia vem crescendo mais e mais, abarrotando as editoras do mundo todo e despindo a imaginação de mulheres como eu e você, ávidas por coisas novas e apaixonadas por conhecer cada vez mais!!

Pra começo de conversa os livros eróticos sempre existiram, permeando as prateleiras das livrarias e consumidores, mas acredito que o grande escândalo – no bom e mau sentido – ocorreu devido ao lançamento do livro mais badalado Cinquenta Tons de Cinza, da autora E. L. James. A autora conseguiu quebrar diversas barreiras, trazendo a tona o erotismo, sensualidade, sexo e a prática do BDSM (sigla para Bondage, Disciplina, Dominação, Submissão, Sadismo e Masoquismo), foi quase um ultraje para a sociedade “recatada” que não pode falar sobre sexo. Arrisco em dizer que o livro despertou a curiosidade mais prazerosa adormecida em cada mulher, abrindo a mente de uma geração que gosta, fala, faz e lê sobre sexo.

Sabemos que o grande público deste gênero literário é a ala feminina, mas por que nozes somos a maioria? Simplesmente porque cada vez mais mulheres se conscientizam do seu real poder feminino, liberdade de expressão, direitos e livre arbítrio. Somos livres para ter acesso a todo e qualquer conteúdo erótico, incluindo livros.

Se por um lado os livros eróticos contribuíram para nossa liberdade sexual, por outro causou – e ainda causa – muito tumulto, pois ainda existe muita gente preconceituosa e machista em volta e quando digo isso, incluo homens e mulheres, que classificam as leitoras que curtem livros eróticos como “mal amadas”, “mal comidas”, “sem vida sexual” entre outras barbaridades. Primeiro, não fale de uma coisa que você não conhece e nunca se permitiu conhecer. Segundo, se você já leu algo do gênero e mesmo assim não curtiu tenha no mínimo respeito com os autores e leitores do gênero. Além do mais este tipo de comportamento é no mínimo ofensivo, portanto guarde a hipocrisia e puritanismo para si.

PARTICIPE: Qual sua maior dúvida sobre sexo?
PARTICIPE: Receio em fazer oral

Conheço muita gente que não curte o gênero, na realidade você que está lendo este post pode não gostar e tudo bem, até porque existem outros gêneros literários e nem tudo vai agradar a todos, pois não é porque todo mundo gosta que devo gostar ou porque ninguém gosta que também não devo gostar, o importante é encontrar o gênero literário que mais lhe agrada, leia e seja feliz!! Mas, se permitir, deixo uma dica, coloque o preconceito de lado e experimente uma nova leitura, se achar a linguagem muito pesada, pesquise livros com uma pegada mais leve – que tem aos montes – depois se gostar, vá subindo o nível.

Uma coisa é certa, depois que a indústria literária descobriu este potencial, é quase que unânime: os personagens possuem o mesmo estereótipo – principalmente os homens. Todos que possuem alguma prática relacionada ao sexo trazem consigo algum trauma – perturbador e triste – por algo que aconteceu em seu passado. Nesta parte acredito que os autores já na área e os que desejam ingressar possam sair um pouquinho desta linha de pensamento, pois não é porque a pessoa curte sexo grupal ou BDSM que ela passou por algum trauma, os praticantes das modalidades podem até curtir os livros, mas podem se sentir ofendidos por tal associação, só acho!

Meninas, não sei se vocês já perceberam mas muitos homens podem ficar apreensivos ao descobrirem que sua namorada ou esposa gostam de livros a la 50 tons, pensando que isso pode ser um indício de crise no relacionamento ou até mesmo um possível término, pura besteira né, mal sabem eles que esses livros podem ajudar a incrementar a relação. Por outro lado, há homens que não sabem o que rola em um livro de contexto erótico, para ilustrar de uma forma hilária, dá uma olhadinha no vídeo abaixo:

http://www.youtube.com/watch?v=aoxUR9wudzg?version=3&rel=1&fs=1&showsearch=0&showinfo=1&iv_load_policy=1&wmode=transparent

No vídeo os homens leem um trecho picante de um dos livros da linda Sylvia Day, e ficam extremamente boquiabertos e desconcertados com o que veem. Confesso que a linguagem erótica para principiantes assusta – quase desmaiei – mas aos poucos é possível se habituar e se aventurar entre as páginas. Muitos homens ficam pasmos e outros leem, só não admitem. E pra você que tem um boy magia que fica com a pulga atrás da orelha quando vê sua coleção erótica, ou até mesmo você que nunca leu, mas está quase lá pra comprar um livro, vou listar alguns motivos – dentre os muitos – para mergulhar neste universo de possibilidades eróticas:

1 – Ler é maravilhoso, toda e qualquer leitura agrega valor, se o conteúdo não lhe agradar no mínimo irá melhorar sua interpretação textual e vocabulário.

2 – Estimula a libido e dá asas a imaginação no quesito fantasias sexuais.

3 – O repertório dos livros pode te ajudar a ousar nas sacanagens durante o sexo, ou seja, se você não sabe o que dizer em um momento mais picante, uma ótima dica é dar uma lida nas cenas de sexo dos livros, tenho certeza que você ficará inspirada.

4 – Ajuda a expandir os horizontes, aprender coisas que não fazem parte do seu cotidiano, te enviando para um mundo de possibilidade como as casas de swing e sexo grupal. Quem sabe você não se anima e dá uma conferida?!

5 – Ajuda a apimentar a relação com novas posições e lugares inusitados para explorar.

6 – Você aprende que pode e deve falar sobre sexo com seu parceiro e propor novas coisas ou aceitar novas ideias.

7 – Os livros podem te ajudar a gozar sozinha, fazendo com que aquela cena desperte o desejo de se tocar e se auto estimular.

MAIS: MOÇA, TÁ NA HORA DE SE TOCAR!
MAIS: O CLITÓRIS É UM UNIVERSO A SER DESCOBERTO

E pra fechar com chave de ouro, não posso terminar sem antes falar da autora espanhola Megan Maxwell, que ganhou meu coração – e de muitas fãs – com seus livros eróticos.  A autora resolveu explorar outro lado dos livros eróticos, como por exemplo o sexo grupal, abordando os casais adeptos e locais que pode-se encontrar esta prática.

Em uma entrevista feita pela Uol, que pode ser conferida aqui, a autora fala um pouquinho sobre o seu trabalho e solta um comentário bastante pertinente sobre as personagens femininas de seus livros “Por muitos anos, as mulheres se deixaram dominar. Não gosto quando eu leio um livro erótico e a mulher está abaixo do homem. Eu prefiro que a mulher esteja igual ao homem e, se possível, acima dele”.

Um dos livros da Megan é uma super trilogia chamada “Peça-me o que quiser”, que aborda os temas de sexo, casas de swing, amor, romance e erotismo. Basicamente o livro conta a história da Judith Flores (secretária na empresa Müller) e Eric Zimmerman (recém chegado ao comando da empresa). Assim que Eric bota os olhos em Judith, a atração e o tesão transbordam em ambos. Eric adepto ao sexo grupal, apresenta a ela esse universo de prazeres, regado de orgias. Apesar de ser um mundo totalmente diferente ao qual não está acostumada, Judith sabe muito bem o que quer, cheia de caráter, ela quebra tabus provando que conhece seu corpo e juntos percorrem uma busca incessante por prazer. E os detalhes você precisa ler pra conferir né!!

literatura-erotica-2

Lindona, aprenda a gozar através da imensidão de palavras, você pode se surpreender!!

Receba no seu e-mail dicas/textos sobre Sexo ♥

MAIS: [+18] HOJE SÓ QUERO SACANAGEM SINCERA
MAIS: [+18] INVEJA FELINA

Imagem: pinterest.com/superelaoficial

Por mais triste que seja, ainda existem muitas mulheres que não gozam. Casadas ou solteiras, muitas de nós não sabemos como gozar sozinha e não desfrutamos de nossa potência sexual por falta de conhecimento, medo e vergonha! Muitas não sabem até mesmo o que é gozar! Não abdique do seu direito natural ao prazer e não abra mão de saber como gozar sozinha! Se autoanalise, se toque, se masturbe! Já escutou falar que só se aprende fazendo? Pois então amiga, mãos à obra! Deixo aqui pra você algumas dicas básicas para começar a se arriscar nas inúmeras possibilidades de autoconhecimento que a masturbação proporciona. Lembre-se que não temos muitos mágicos nesse mundo que saibam como uma mulher goza, adivinhando o que você gosta antes mesmo de você saber. 😉

12 dicas para você aprender como gozar sozinha

1. Deixe os tabus de lado

Nada de vergonha! Não deixe que um momento tão natural e prazeroso seja dominado por culpas infundadas! O corpo é seu e aprender como gozar sozinha é um esforço individual de cada um. Não se restrinja ao se desvendar!

2. Antes de qualquer coisa, conheça sua vagina

Às vezes a gente reclama que alguns homens não sabem onde é o ponto G, ou até mesmo o clitóris, mas e você? Sabe? Se você nunca deu uma espiadela lá embaixo, faça-o já! Encontre um lugar onde não será perturbada, tire a roupa, abra bem as pernas e, com a ajuda de um espelho, localize seu clitóris, levante a capinha protetora, toque os lábios vaginais, tente se olhar lá dentro… Enfim, se descubra como uma criança o faria e perceba que saber como gozar sozinha será mais interessante do que você imagina!

3. Imagine

Nessa etapa entra a velha aliada da mulher que sabe como gozar sozinha: a imaginação! Viu alguma cena durante o dia que te excitou? Tem alguma fantasia que você nunca contou pra ninguém? Aquele carinha que você está louca pra dar uns amassos não sai da sua cabeça? Deixe seus pensamentos correrem soltos! A imaginação te dará a excitação que você precisa pra atingir o orgasmo se masturbando.

4. Respire

Lembre-se de respirar normalmente para auxiliar o fluxo sanguíneo. Isso favorece a excitação e é um dos segredos sobre como gozar sozinha, e mais.

5. Brinque

Depois de conhecer sua própria anatomia é hora de conhecer um pouco mais seu corpo pelas reações dele a diferentes toques. Comece então da maneira mais básica, sem culpa e sem medo. Você tem chuveirinho no banheiro? Uma torneirinha bem posicionada? Então brinque com eles! Posicione o fluxo da água em direção ao clitóris e aproveite as sensações. Brinque com as intensidades e reconheça o prazer percorrendo seu corpo. Ah! E nessa fase, não se preocupe em já atingir o orgasmo, você está ensinando seu corpo o que é gozar. Só aproveite o fato de estar se tocando.

6. Acesse um material completo sobre como gozar sozinha!

Como eu sei que essa tarefa aqui é dura, além desse post, eu fiz também uma área especial sobre Orgasmo Feminino, com ainda mais dicas, técnicas, fotos e vídeos, porque em um texto só não cabia tudo hehe.  Acesse agora para não perder tempo e sair aprendendo! Você ainda poderá participar do nosso grupo fechado no Facebook e tirar dúvidas com especialistas sobre como gozar sozinha e falar sobre o assunto com outras mulheres! 😉

Prévia do conteúdo do nosso guia:

7. Uma ajudinha extra

O vibrador feminino costuma ser muito útil para quem está aprendendo como gozar sozinha. Eles estimulam o prazer, fazendo com que a mulher se excite e alcance o orgasmo. Os vibradores bullets são uma ótima opção!

8. Lubrificação

No começo é importante observar o que te faz lubrificar naturalmente, mas o lubrificante é um dos bons amigos da masturbação. Se você tiver dificuldades, não hesite em recorrer a um lubrificante pra lhe ajudar a chegar lá. O importante é começar!

9. Cabeça + corpo = orgasmo!

Quanto mais sincronizado seu corpo e sua mente estiverem, melhor “resultado” você terá! Imaginou seu gato tocando seus seios? Toque-os VOCÊ imaginando que é ELE fazendo do jeitinho que você gosta.

10. Você x você!

Só você pode saber onde você sente mais prazer e é na masturbação que você encontrará seus vários pontos de excitação. Seu prazer só depende de você. Conhecendo as formas do seu corpo e com a sua mente embriagada pelo sexo comece esse processo de autodescobrimento já!

11. Por fim: se entregue ao ritual 😉

Vá pro seu cantinho de paz, relaxe e sem pressa comece a montar as cenas que te excitam na cabeça enquanto você delicadamente passa a ponta dos dedos pela sua barriga, a parte interna da coxa, o bico dos seios, a virilha, etc. E já que é só você e você, vale imaginar tudo!

Com a sua imaginação à solta, passe o lubrificante nas duas mãos, feche os olhos, abra as pernas numa posição confortável e com muita calma, comece a lambuzar sua vagina com ele, use a palma das mãos e os dedos para espalhar bem. Sinta-se livre alternando as mãos, imaginando que essas mãos são do seu objeto de desejo ou que ele está só te observando sentado no quarto ou pela fechadura da porta. Tuuudo com muita calma!

Tire uma mão da vagina e leve aos seios, aperte os bicos até onde você encontrar prazer e com a outra mão massageie lentamente a vulva. Explore os lábios externos. Acaricie também o períneo e o bumbum. Com as pontas do indicador e do polegar, sinta seu clitóris por cima do capuz, acariciando ou pressionando suavemente, movendo a pele abaixo em pequenos círculos.

Levante o capuz com uma mão e com a outra experimente tocar o clitóris de forma direta. Se a coisa ficar muito intensa, volte para o capuz que é menos sensível. Movimentos circulares e pulsantes com as pontas dos dedos em diversas velocidades podem causar sensações muito boas. Varie o ritmo, mas sem pressa. Enquanto você estimula seu clitóris, introduza um ou mais dedos na vagina, simulando a penetração ou leve os dedos à parte superior da vagina e logo ali na entrada você encontrara um ponto mais áspero, o seu ponto G. Brinque com ele e veja o que ele tem para lhe dizer.

Quando a excitação crescer a ponto de chegar ao auge, continue mantendo um ritmo firme e rápido, arqueando as costas a cada pressão do pulso, entrando no clímax. Quando o orgasmo vier, aproveite! Logo, logo, você vai se especializar em como gozar mais e mais! 😉

12. Se consulte com uma profissional

Olha, às vezes a gente tenta, tenta, e nada… as vezes são até questões emocionais que fazem a gente travar, como ter tido uma educação reprimida ou sofrido alguma espécie de abuso. Aqui no site existem psicólogas, sexólogas, sex coaches… com quem você pode marcar uma consulta online ou pessoalmente. Elas realmente conseguem ajudar.

Se ainda não conseguiu descobrir como gozar sozinha lembre-se que nossa área especial sobre Orgasmo Feminino está aí para ajudá-la com ainda mais dicas, técnicas, fotos e vídeos!

Programa do GNT, muito bom!

Mais informações sobre

orgasmo feminino! (super didático rsrs).

Imagem: Pinterest

Fim do dia, retorno para casa, e os pensamentos, normalmente são os mesmos: “O que fazer para o jantar?”, “Tenho roupa para lavar?”, “Ainda há trabalho para finalizar!”, e assim a mente fica pelo infinito trânsito, cabeça envolvida entre luzes e buzinas, mas uma luz tão brilhante e iluminadora muda o destino dos pensamentos.

O celular se ascende com o lindo brilho da notificação daquela mensagem que mudaria o rumo dos meus pensamentos.

“Oi, meu amor, como foi o teu dia?”

Um contexto simples, mas que o trouxe aos meus pensamentos. O que responder? Trivialidades de um dia cheio de altos e baixos, ou provocá-lo para que o dia terminasse num contexto muito mais alto do que os que estavam no meu pensamento inicialmente?

Decidi não responder nada, criar um suspense e durante o caminho parado, ia tendo ideias do que fazer para agradar o meu homem.

Lembranças daquele que mexe com o meu corpo vinham como um turbilhão de sensações, e sem perceber no meio do engarrafamento estava completamente excitada, cheia de vontades e desejos.

Estava de vestido, o dia tinha sido bem quente, ar condicionado ligado e as memórias se aflorando numa velocidade contrária ao trânsito. Senti a sensibilidade dos seios e a vontade louca de me contorcer de prazer, um calor incontrolável tomou me por completo.

Naturalmente, iniciei o toque, ainda por cima da calcinha, mas já sabia que estava totalmente molhada e a vontade de gozar ali, pensando nele me enlouqueceu. Estar de vestido ajudou muito, só puxei a calcinha para o lado e delicie-me com o meu tesão e os pensamentos que levavam a ele, gozei tão, tão, tão gostoso que as buzinas viraram verdadeiros concertos.

Contudo, ainda tinha uma resposta a dar para aquela mensagem, afinal precisava retribuir aquele instante vivido tão intensamente, assim que o corpo voltou a normalidade e a racionalidade decidi responder.

“Oi, meu amor, o dia foi bom, te espero com a tua comida preferida prontinha!”

Ah, a santa ambiguidade, que às vezes, na correria do dia a dia, poderia passar despercebida.

Meu carro ainda exalava meu cheiro e as vontades de compartilhá-lo só aumentavam, os carros que estavam atrapalhando sentiram tbm, se foram e eu só os desejava que todos estivessem na mesma sintonia.

Cheguei, rapidamente, coloquei o vinho na geladeira, preparei uma massa e deixei tudo pronto, inclusive o ambiente com as velas aromatizantes, com a intenção de tudo ser excitante.

Fui tomar um delicioso e tranquilo banho, corpo bem macio e cheiroso como todos os dias, nada de anormal, escolha da camiseta e calcinha, nada de anormal, pronta e sentada no sofá assistindo aos vídeos de músicas, repertórios bem próprios dos nossos gostos, nada de anormal.

Minutos depois, a inspiração do meu desejo chegou, me deu um beijo quente, cheio de texturas, e como tudo estava dentro do normal, ele disse que ia tomar um banho para que depois comêssemos.

Eu já estava com uma taça de vinho, ofereci um pouquinho, e ele veio cheio de sede, olhei, mordi os lábios, e sem “querer” deixei cair um pouquinho entre os meus seios, prontamente, o lembrei de que o desperdício era algo proibido com o líquido sagrado.

Ele olhou-me com aquele ar de que tinha entendido, chupou meus seios com mto desejo, não permitindo que nenhuma gota se desperdiçasse e antes de ir para o banho, passou a deliciosa e grande mão pela minha buceta, só para conferir como tinha me deixado.

O banho dele transcorria, até que eu decididamente entendi que devia estar ali tbm. Entrei, parei, encostei na porta e o admirava, propositalmente, ele começou a lavar, a tocar o meu delicioso pau, mordi meus lábios novamente, tirei peça por peça, para que fosse admirando a ação tbm, ao ocupar o mesmo espaço dele, já tomei posse do que me pertence, segurei aquele pau duro e gostoso.

Não queria mais demora, queria gozar e fazer gozar, objetivos dos nossos corpos naquele instante, agachei-me com mto objetivo e chupei, beijei, lambi, olhei, acariciei cada pedaço daquele pau tão desejado, chupei muito, gosto demais, mas eis que senti um puxão forte, fui colocada contra a parede.

Sem nenhum pudor o meu homem enfiou o pau dele em mim e me fodeu bem gostoso, me segurou pelos cabelos e disse que eu era dele, continuou fodendo forte até que eu gozasse, e ele nem sabia que de novo.

Falou baixinho no meu ouvido que queria sentir o meu sabor, deixar o cheiro da minha buceta, do meu gozo nele, me levou para o quarto, separou minhas pernas para que pudesse se encaixar entre elas, e começou a me chupar. Eu já gemia, a cada nova lambida gemia de novo, era muito tesão, totalmente entregue aquela língua, aqueles movimentos, gozei outra vez.

O tesão dele só aumentava conforme eu gozava, me virou, me apoiou na beirada da cama, e me comeu bem gostoso, sentia cada centímetro daquele pau, daquele homem tão desejado, pedia alto que me comesse mais. Eis que ele me pede para ficar de quatro, me ajeito, empino a bunda, ofereço com toda a clareza que ele merece, pois é o responsável pelo meu desejo e me dar todo este prazer, pensamentos que me fazem empinar ainda mais.

Neste instante, dois seres humanos com os instintos animais totalmente aflorados se entregam. O som dos dois corpos em constantes atritos e movimentos invadem o quarto, o som de foda que tanto gostamos, nossos gemidos altos e baixos, os pedidos se tornam ordens, falo cada vez mais o quanto ele me enlouquece, o quanto desejo aquele pau me comendo, comendo com vontade

De repente, sinto os tapas que elevam ainda mais o nível daquela trepada sensacional, e o meu homem não iria mais esperar, queria naquele instante me encher da porra dele, me encher de muito prazer, e para aumentar ainda mais a aromatização peço que me foda, que me foda porque iria gozar junto com ele. Como nunca fomos egoístas nos entregamos a nossa comida preferida, nos comemos intensamente e gozamos, gozamos muito.

Imagem: Unsplash

Um homem que quer ver a mulher gozar, entendeu tudo.

Tem homem que deveria ser patrimônio da humanidade. E não me olhe atravessado, a paixão por aqui passa longe e eu sou contra a monogamia.

Vou contar um negócio pra você… 

O cara que faz questão que a mulher goze antes dele, é um cara que não deveria ser de uma só. 

Primeiro porque ele é raro. 

Segundo porque seria de suma importância que toda mulher pegasse esse cara pelo menos uma vez na vida. De preferência logo no começo da vida sexual.

Quando eu digo que ele é raro, você, cara amiga que me lê, sabe bem do que eu tô falando né?

Quer coisa mais sem graça, brochante e arrependida que uma transa sem gozo?

“Ahhh mas tem toda uma parte gostosa. Não precisa gozar pra ser bom…”

Guarde essa desculpa pro boy que não te faz gozar, aqui é papo reto. 

Se chegar lá não fosse tão importante, a gente não batia siririca.

Deixe de onda, que aquele arrepio subindo a espinha e a sensação de quase morte, seguida de formigamento e um supremo relaxamento, você nunca vai conseguir com a força da mente. 

É gozando minha filha.

Voltemos ao cara foda. 

O cara foda é o cara que chega pra te comer querendo te desmantelar. 

Não dá pra reconhecer de cara, mas tem umas pistas…

No papo, ele quer saber mais de você do que falar dele, te observa, te come com os olhos.

Se ele não te come com os olhos, esquece. Sério.

Tipo assim… (Iam Michele Morrone)

Com o beijo dele você sente um formigamento lá embaixo e uma vontade impetuosa de empurrar seu quadril pra frente, seguida de uma leve abertura de pernas pra sentir um pouco melhor… Já sentiu aí?

Ele não vai deixar de roçar bem de leve a barba dele no seu pescoço enquanto solta um arzinho quente no seu cangote… E aí mermã, você vai sentir o arrepio na espinha.

Se lamber sua orelha ou meter a língua no seu ouvido, cai fora. Sabe nada e tá vendo muito pornô.

Ui! Esquentou aqui. E aí??

Você vai dar pra ele no primeiro dia mesmo e eu te aconselho: dê!

Se sentir vontade de fazer, faça! 

A oportunidade de um sexo bom não pode ser desperdiçada com joguinhos infantis.

Quando chegarem no amasso, ele vai querer te tocar, ele vai querer sentir se você tá molhada e vai dar um sorrisinho de canto de boca quando perceber que você está…

Ai! Delícia!

Homem foda não tem nojinho de mulher, ele não vai te pedir pra ir pra ducha, então esteja preparada pra deixar qualquer vergonha de lado.

Um homem que percebe que uma mulher com tesão é bom, mas uma mulher satisfeita é ainda melhor, já entendeu tudo!

Ele quer te fazer gozar primeiro, vai te chupar gostoso sabendo exatamente onde está o clitóris, sem aquela meteção de língua e dedo desenfreada.

Miga, nessa hora, só aproveita. Abra a porra dessas pernas sem medo e sem vergonha e deixa o cara trabalhar… ele tá curtindo e você vai perceber.

Agora uma consideração pessoal, ele vai querer meter em você assim que você gozar, e eu sei que nessa hora a vontade que a gente tem é de empurrar, mas te dou um conselho, aguenta os primeiros momentos de repulsa e deixa ele meter gostoso. Você vai ver a delícia que é a penetração seguida do gozo. No comecinho pode incomodar, mas logo passa…

Ele sabe disso, não vai sair metendo com tudo não. Ele vai mexer devagar, estocando pouco a pouco e fazendo você rebolar pra encaixar e acostumar…

Esse cara, ele sabe exatamente o movimento que você gosta. Ele sabe que estocada dura e pesada só funciona em “cinema”. E enquanto te come ele geme sim, ele suspira e mostra que tá gostando… 

Ele vai te morder as costas devagar, pegar na sua cintura com firmeza, passar a língua de jeito nos mamilos… ele sabe… relaxe e goze… de novo.

O efeito dele na sua vida vai ser devastador, preciso avisar. Seu parâmetro de foda vai lá pra cima. É duro.

Mas te falar um negócio, quando estiver com um meia boca, fecha os olhos e lembra do cara foda. Só de imaginar você pode ganhar um impulso pra aguentar o vai e vem desconexo do outro coleguinha.

Sem contar que, quando estiver sozinha, como tá sendo comigo nessa pandemia, tua imaginação vai ter bastante material pra sua siririca! 😉

Eu já peguei esse cara. 

Espero que você também.

Entenda como as polêmicas do BBB21 podem acabar no Poder Judiciário.

É difícil encontrar alguém que, mesmo sem estar acompanhando o BBB21, não saiba o que vem acontecendo na “casa mais vigiada do Brasil”.

Os participantes, Karol Conka, Projota, Nego Di e Lumena são considerados os vilões do momento, ganhando, suas falas, mais repercussão do que a novela das nove.

Jornalistas, digitais influencers, comentaristas e fofoqueiros de plantão já apontaram dezenas de supostos crimes praticados pelos atuais participantes.

Os telespectadores, a cada dia que surge um diálogo novo na casa, clamam pela expulsão dos integrantes mais “cancelados” e “canceladores” da história do Big Brother Brasil.

Mas, afinal, será que realmente esses participantes vem praticando reiterados crimes? A Globo está, de fato, negligenciando os direitos e princípios constitucionalmente assegurados? Lucas Koka Penteado poderá exigir reparação pelos danos sofridos?

Essa discussão pode se tornar sem fim.  E, devido os ânimos acirrados, já que tudo está acontecendo em tempo real, é importante esclarecer que não se trata o Direito de uma ciência exata.

Nós, Operadores do Direito, costumamos ouvir durante a graduação que, no Direito, a resposta certa sempre será “DEPENDE”. Portanto, as explanações abaixo se referem a apenas um entendimento profissional, podendo haver respeitáveis posições divergentes.

Então, vamos lá…

As polêmicas do BBB21 podem acabar no Poder Judiciário?

Trata-se o Big Brother Brasil do maior reality da televisão brasileira, com vinte e um anos de existência. Portanto, não se pode ingenuamente afirmar que a Rede Globo sairá severamente prejudicada em uma eventual demanda judicial, promovida por algum participante que tenha se sentido vitimizado.

As cláusulas do contrato firmado entre a emissora e os participantes do BBB são desconhecidas, porém ficou notório, ao longo das edições do programa que, ao ingressar no reality, as pessoas concordam em temporariamente renunciar alguns direitos da personalidade, tal como a imagem e a intimidade.

É certo dizer que, como regra, os direitos da personalidade, isto é, os quais visam defender os valores da pessoa, são irrenunciáveis, salvo exceções, como o próprio exemplo do reality, onde os participantes concordam em ter suas imagens e vidas privada expostas.

Outros direitos da personalidade, tal como a integridade física, no caso do Big Brother Brasil, são rigorosamente preservados, isto porque, na hipótese de vias de fato, o agressor é imediatamente desclassificado.

Com efeito, por lógica, se o participante que agride fisicamente o outro é severamente punido, do mesmo modo haveria de ser aquele que afeta a honra e a integridade psíquica dos demais integrantes.

As falas preconceituosas dos participantes que, atingem a dignidade e o decoro dos demais, atacando-lhes verbal e moralmente podem caracterizar o crime de Injúria, previsto no art. 140 do Código Penal.

Com efeito, em uma das exibições ao vivo do programa, Karol Conká atacou Lukas Koka Pentenado, afirmando “É um abusador, merda”. Nessa fala, percebe-se claramente o tipo penal do crime de Difamação, que consiste em imputar fato ofensivo à reputação da vítima.

Ora, a rapper sabia que estava em transmissão ao vivo e, portanto, não se pode negar que imputou um fato desabonador da honra de Lukas à milhares de terceiras pessoas.

Não se pode ignorar também as falas de Lumena ao chamar a atriz Carla Diaz de “sem melanina”, “desbotada” e “olho de boneca assassina“, o que, em tese, poderia configurar o crime de injúria racial, previsto no § 3º do art. 140 do Código Penal que, consiste em ofender a dignidade e o decoro de outra pessoa, com base nos elementos referentes a raça, cor, etnia, religião, origem ou a condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência.

Não fosse suficiente, o recente diálogo entre os participantes Projota, Nego Di, Karol Conka e Lumena, com as seguintes falas “eu xangôzei”,cheguei a xangôzar no quarto, vei. Ave, Maria”, “você falando é muito engraçado ‘eu chamei Xangô, véi'”, podem caracterizar o ilícito penal previsto no art. 208 do Código que, considera crime, escarnecer (zombar) alguém publicamente, por motivo de crença ou função religiosa; impedir ou perturbar cerimônia ou prática de culto religioso; vilipendiar (tratar com desdém) publicamente ato ou objeto de culto religioso.

Xangô, para os umbandistas e candomblecistas é uma divindade da justiça, dos raios e do trovão, portanto, ao que tudo indica, os participantes ridicularizaram a religião de matriz africana, cometendo possivelmente um crime contra o sentimento religioso.

Contudo, torna-se extremamente dificíl, do ponto de vista jurídico, apontar se de fato tais participantes podem ser punidos criminalmente por seus atos, isto porque, todos os crimes mencionados acima não aceitam a modalidade culposa, quer dizer, quando não há a intenção.

No caso do Big Brother Brasil, com os ânimos exaltados e no ímpeto do jogo, os participantes poderão alegar que não tiveram a intenção de injuriar, difamar ou zombar do outro, portanto, não estaria, em tese, configurado o dolo (vontade livre e consicente) exigido para a punição criminal.

Por outo lado, no âmbito da esfera cível (pedido de indenização por danos morais) as demandas judiciais eventualmente promovidas por Lucas Konka Penteado em face dos demais participantes que lhe violentaram psicologicamente, causando-lhe dor, sofrimento e até mesmo a sua desistência do jogo, possuem grandes probabilidades de êxito, isto caso não haja uma vedação expressa no contrato pactuado com a Rede Globo, no sentido de que os participantes não podem demandar judicialmente uns contra os outros, em virtude de fatos ocorridos durante o programa, a fim, claro, de não respingar negativamente na emissora.

No mesmo sentido, o corpo jurídico da Rede Globo também deve ter se resguardado quanto à futuros pedidos indenizatórias por parte dos participantes do reality show, sendo possível eventuais clásulas de renúncias à reclamações judiciais ou até mesmo  valores previamente definidos, nas hipóteses de ocorrência de alguma violação de direitos, tudo a fim de evitar disputa judicial ou grandes prejuízos de ordem moral e financeira.

Caros leitores, seja como for, a discussão que veio à tona com os atos extremamente ofensivos dos participantes do programa é de extrema relevância, não somente no âmbito jurídico, pois o que se vê são pessoas, ditas ativistas, defendendo agressores; são cidadãos que dizem defender o pluralismo, rechaçando o desvalor do preconceito, isto é, são temas de relevante debate e que, caso sejam levadas ao Poder Judiciário poderão ter um desfecho nada favorável, com condenações criminais e indenizações milionárias.

Resta a dúvida, será que tudo isso vale a pena por um milhão e meio de reais e alguns meses de fama?!

Imagem: Reprodução / Twitter

Você deve estar se perguntando: O que é preciso para receber um sexo oral perfeito?

Primeiro, precisamos assumir as rédeas do nosso prazer e, por que não, compartilhar um tutorial com seu parceiro ou parceira? Afinal, a sexualidade é plural e nesta “Sexa-feira” a celebridade da vez é a nossa senhora Vagina (isso mesmo, com V maiúsculo!).

Então, se você tem vergonha de falar sobre o tema é só compartilhar com o(a) love o tutorial prático de sexo oral feminino que vou te mostrar agora, para aquecer os tambores do próximo encontro!

Não podemos deixar que a desinformação nos sabote do prazer orgástico legítimo capaz de nos empoderar e melhorar a autoestima da nossa sexualidade.

Veja como ativar o clitóris, órgão exclusivamente gerado para o prazer. Uma iguaria pouco explorada, cheia de tabu, que provoca nojinho em alguns e êxtase naqueles que amam dar prazer. Então, vem comigo!

Tutorial do sexo oral feminino

A primeira dica vem das nossas neuras: o cheiro (mesmo sendo algo natural da transpiração vaginal). Se você se preocupa com isso, fique tranquila! Pois existem desodorizadores baratinhos, de diversos sabores nas sex shops (paguei R$ 18 na minha última aquisição e será o suficiente para os próximos momentos íntimos).

Seguindo…

Temos os grandes lábios e os pequenos lábios, certo? Com a língua mole e bem lubrificada, com ajuda da sua própria saliva, você lambe de baixo para cima 3 vezes, bem lentamente.

Nos pequenos lábios, sugiro que a língua passeie no caminho lateral de ambos os lados, mas aqui vai uma dica bem esperta sobre esse ponto: o lado esquerdo do clitóris é mais sensível gerando muito mais prazer. Mas isso não quer dizer que você não tenha que explorar tudinho, afinal, este é o grande barato, feche os olhos e passeie sem pressa. Ali, menos é mais!

Bom, e agora vem o supra sumo onde a mulherada pira: depois de toda lambuzada pela sua saliva ela já estará lubrificada organicamente. Para estimular ainda mais, você vai soprando de baixo para cima três vezes e, no final da terceira chupa o clitóris, levantando muito sutilmente o capuz da área clitoriana, projetando a estimulação e protagonizando o ápice da sucção, direcionada em pelo menos 10 chupadas com leves mordidinhas e projetando a pérola feminina.

Neste momento a energia orgástica te levará a um nível de expansão, autoconhecimento, endorfina, oxitocina, dopamina e ativará seu perfume natural, te tornando mais afrodisíaca aos que te observam e você nem sabe por quê. Isso é bioquímica! Estudos recentes na área da sexualidade humana atestam que uma vida sexual ativa traz inúmeros benefícios.

Essa descarga orgástica promove alívios de dores, soluções criativas para dilemas e problemas, curas emocionais, como depressão, autoestima, felicidade, euforia e bem-estar. Ou seja, um coquetel hormonal sem contra-indicações e totalmente acessível aos seres humanos.

Uma vida sexual ativa de maneira orgástica (ou seja, não basta transar sem gozar) se espalha para todas as áreas da nossa vida, inclusive, profissional, social e familiar.

Então, danadinhas de plantão, desejo para teus próximos dias “muitas realidades eróticas”, sem descuidar da troca energética que você irá compartilhar, ou seja: escolha reciprocidade com pessoas que possuam similaridades com seus valores e propósito de vida. Se for apenas por um momento, que faça valer a pena, mas com muito cautela, pois intimidade com desconhecidos requer cuidados redobrados com nossa saúde física, emocional e espiritual.

Espero que vocês gostem! Vejam tudo que está escrito acima em um vídeo no meu canal do YouTube divertidíssimo logo abaixo:

E não se esqueça: Sexo é vital. E permita-se a chupadinha no andar de baixo.

Um beijo no grelo e até a próxima!

Ah, também estou no Facebook e Instagram.

Imagem: Unsplash

Nada de ir pra mais uma festa e passar a noite toda louca pra beijar ele, enquanto ele está com todas. Hoje será diferente! Vou pegar o primeiro que aparecer e arrastar pra casa.

Nem sei mais quantas vezes eu repeti isso pra mim mesma e para os meus amigos, que revirando os olhos e bem debochados diziam: “Uhum, sei! Nada de ficar com ele.”

Já meio bêbada chego a festa, procuro disfarçadamente por ele e logo me repreendo. Hoje não! Vou direto para o bar, quem sabe o álcool me ajuda a tirá-lo da cabeça.

Claro que não daria certo! Lá estava ele, no canto oposto ao meu, com uma blusa preta e calça jeans, puta que pariu! Ele está lindo! E não perde tempo mesmo, hein?!  Já estava lá, conversando ao pé do ouvido com uma menina… Aposto que ela não faz ideia da sorte que tem de tá ali, nos braços dele.

Mas hoje será diferente!

Finge que não reparou nos dois, procura outra pessoa! Vai dar certo!

Confesso que o Filipe não se parece nada com o tipo de homem que me atrai, mas mexe comigo como ninguém! É daquele tipo que sabe exatamente o que tem que falar pra te conquistar, tem um cheiro que embriaga a alma, uma voz que excita em qualquer tom e a capacidade te de desnudar com apenas um olhar… não pensa nisso! Bora dançar, melhor coisa que faz!

E lá estava eu, como sempre, dançando como se o mundo fosse acabar! Sinto uma mão na minha cintura e me viro. Tudo para, até meu coração fez o vexame de palpitar.

Lá estava ele, sorrindo, com a boca a centímetros da minha, seu hálito impregnava minha mente. Foda-se o fato dele ignorar cada mensagem minha, foda-se ele não valer nada, foda-se!

Hoje será diferente!

Hoje eu irei preparada, ciente que é só sexo casual! Hoje ele vai saber como é ficar perdidamente enlouquecido querendo outro alguém…

Ele afasta uma mexa do meu cabelo repousando uma de suas mãos em minha nuca, olhando fixamente nos meus olhos, sorri e se aproxima pra falar no meu ouvido:

“‘Cê’ não faz ideia do quanto eu te quero!”

Não sei o que aconteceu, quando recobrei os sentidos estava beijando ele e que beijo. Lento, com algumas mordidas na boca, puxada delicada de cabelo e com muita pegada!

A mão dele que estava em minha cintura desce para minha bunda e sinto ele me puxando pra mais perto, dava pra sentir seu pau duro!

Eu me afasto um pouco, te olho com cara bem safada, sorrio e com a voz mais sedutora falo que hoje não, hoje tenho outros planos. Ele se afasta, sorri, dá pra ver um fogo em seus olhos, desejo!

Sei que está ponderando se vai embora ou aceita o desafio de me conquistar, de me colocar novamente em suas mãos.  Fala algo com meus amigos e sai me puxando para o canto mais escuro e remoto da festa. Sei que estou caindo em sua “emboscada”, mas eu vou sem colocar empecilhos.

Sou jogada na parede e recebo novamente uma amostra daquele beijo, sinto suas mãos percorrendo meu corpo. O tesão toma meu corpo e entre seus lábios solto um gemido, ele responde beijando minha bochecha e meu pescoço. Com uma das mãos puxando meu cabelo e a outra subindo lentamente pela parte interna da minha coxa, ele volta a sussurrar no meu ouvido:

Na hora que quiser voltar pros seus planos me fala, eu paro!

Enfim sua mão chega ao seu destino e ele sente o quanto o desejo. Hummm, ou não! Ele começa a me masturbar.

Sei que eu vou gozar em pouco tempo, a mistura de suas ações e o medo de alguém nos ver é a combinação perfeita pra me levar a loucura. Após um orgasmo avassalador eu me desfaleci em suas mãos, e em seu abraço.

Mas ainda não estou satisfeita, quero mais dele. Quero beijar e chupar cada parte do seu corpo, quero senti-lo dentro de mim!

Vamos embora daqui, ainda tem muita coisa que eu quero fazer contigo…

Entramos no carro e a pegação recomeça. Decidimos ir pra minha casa, ele liga o carro. Nos beijamos mais uma vez e eu conheço a abrir sua calça, percebo que ele não está entendendo o que eu estou fazendo. Olho nos seus olhos, mordo o lábio inferior da boca e abro um sorriso.

Que tal fazer o caminho ser mais divertido?

Libero seu pau e fico novamente impressionada com a beleza, tem o tamanho perfeito, cheio de veias. Não resisto e passo a língua delicadamente por toda a extensão. Sinto o carro se locomovendo, fica um pouco difícil manter o equilíbrio, mas o tesão é maior.

Começo a chupá-lo, ele geme e me estimula a continuar, me engasgo na tentativa de colocar tudo na boca. É grande demais. Não paro, fico batendo uma punheta enquanto chupo só a cabeça do seu pau. O carro para, a gente chegou na minha casa.

Vamos nos beijando até o meu apartamento, já tiro sua blusa no corredor mesmo. Entramos, coloco uma música bem sensual e o levo pro meu quarto. Ele tira meu fôlego apenas com o beijo, puxa meu cabelo e aperta minha bunda. Jogo ele na cama e começo a tirar minha roupa numa tentativa de fazer um strip-tease.

Fico de calcinha e sutiã, e danço provocando, ele tenta me beijar, mas ainda não tá na hora… viro de costa e tiro o sutiã, olho com cara de safada pra ele, continuo a dança e delicadamente desço minha calcinha pelas pernas… Antes mesmo de terminar ele vem me beijar, e me empurra contra a parede. 

Você não presta! Quero sentir você gozar pra mim de novo, quero te deixar tão louca quanto eu estou.

Ele beija meu pescoço, aperta meu peito, beija e morde minhas costas e continua a descer. Beija minha bunda e dá um tapa, me inclino e ele me chupa, não preciso falar nada, ele sabe muito bem o que faz.

Acho que não vou aguentar mais, vou gozar.

Ele coloca um dedo dentro e continua a me chupar. Hum, aham, eu vou gozar. Ele coloca outro dedo dentro e em segundos eu sinto toda aquela onda de contrações e prazer se percorrer pelo meu corpo.

Perco todas as minha forças, ele sabe que me deixa bamba e aproveita pra continuar a me beijar. Me joga na cama, como é possível eu querer a cada momento mais dele?

Sinto o seu pau passando em minha buceta totalmente molhada, ele me beija, pergunta se pode continuar. Como se eu tivesse capacidade de negar algo a ele… puxa meus braços pra cima, olha nos meus olhos e me penetra bem devagar, ouço ele gemer.

Aumenta a intensidade da penetração e eu enlouqueço. Me enforca. Vou gozar! Me coloca de quatro e mantém o ritmo alucinante. Puxa o meu cabelo e bate na minha bunda. Sinto ele gozar.

Nós deitamos, conheço a gente, sei que esse foi só o primeiro momento. Percorre meu lábio inferior com seu polegar, abre um sorriso e fala que é encantado com meu sorriso. Nos beijamos, não sei explicar, mas a cada beijo mais vontade a gente tem de transar!

Hoje será diferente

Ele me deita de barriga pra baixo e se coloca sobre mim, beija cada parte do meu corpo, e volta a me fuder. Adoro quando ele me domina assim, mas agora é minha vez.

Beijo sua boca, agora eu estou por cima e sento no ritmo da música, rebolo e volto a quicar. Fico de costas pra ele, quero que ele veja seu pau entrando. Quero levar vários tapas pra estimular as sentadas.

Continuamos assim, ele anuncia que vai gozar e eu vou chupa-lo mais uma vez, passo a língua por sua cabeça e deixo bem babado pra bater uma punheta, e em segundos ele goza no meu rosto.

Sabe, as vezes acho que todos deveriam transar com ele pelo menos uma vez na vida!

Olá superpoderosas, atendendo a pedidos com sugestões de posições sexuais, escrevo outro texto sobre posições na cama para vocês colocarem em prática e variar na hora de fazer amor!

Sabemos que a rotina é uma das campeãs em detonar relacionamentos e acabamos procurando variar com acessórios géis e outras mil gostosuras de Sex Shop. Mas, e na cama? Você continua no tradicional papai e mamãe?

É, não adianta só se abastecer de produtinhos e continuar a mesma performance sempre, então que tal sair da zona de conforto e transar em posições sexuais diferentes?

Escolhi algumas posições na cama gostosas e nada complicadas para você e seu parceiro incendiarem o quarteirão. Espero que amem!

Ah, sabia que a gente tem uma área especial que ensina as mulheres a terem orgasmos? Com muitas dicas, técnicas, fotos e vídeos? Você ainda pode participar do nosso grupo secreto no Facebook e tirar dúvidas com uma especialista no assunto. Saiba mais aqui: “Especial Como Gozar Sozinha”

Posições na cama para incendiar o quarto

Oral por cima

No sexo oral a posição sexual mais praticada é a que a mulher ou homem estão confortavelmente deitados enquanto o parceiro se esforça mais abaixo. Chega de preguiça mulheres lindas! Vamos levar o sexo ao parceiro? Isso mesmo, deixe-o saborear e degustar o néctar dos deuses, rebole, esfregue, gema e sinta o prazer dessa posição dominadora.

oral nela

69 do bem

Essa posição sexual é gostosa, confortável, e te deixa com mãos sobrando para acariciar o bumbum e pernas do parceiro durante o oral caprichado que você sabe fazer. E se você capricha deve receber o carinho em dobro, exija isso dele!

69 do bem

Oral de cima

Essa posição é bem interessante, o parceiro tem uma visão privilegiada da sua boca degustando cada pedacinho dele e ainda pode apreciar você se tocando, tem como resistir?

oral nele

Tá dominado

Meninas, que tal tomar o controle da situação e partir para o ataque? Essas posições sexuais te deixam na posição de poder, onde você controla o ritmo do amor, pode ser uma balada romântica ou um samba enredo dos bons, você decide, e ele se delicia.

posicoes-na-cama-dominado-1

posicoes-na-cama-dominado-2

Meu querido PONTO G

Sabe aquela cavalgada clássica que eles adoram? Que tal mudar o frenético sobe e desce por um movimento para frente e para trás? Dê um trato no ponto G com esses movimentos e descubra o prazer da penetração, se ele estiver usando um anel peniano o seu prazer será mais intenso.

posicoes para ponto G - 1

Balance o quadril para frente e para trás

posicoes para ponto G - 2

Balance o quadril para frente e para trás e masturbe-se

Eu quero tudo

Se você deseja que o pênis do parceiro percorra o seu canal do amor em toda a extensão, mas a ferramenta dele deixa um gostinho de quero mais, aproveite essas três posições sexuais fodásticas que escolhi, garanto que não vai sobrar nadinha fora de você.

posicoes quero tudo-1

posicoes quero tudo-2

posicoes quero tudo-3

E aí, o que está achando dessas sugestões de posições na cama?

Deitado é bom e de pé também

Que tal sair um pouco da cama e ir para o chão? Mesmo que não mude de ambiente, dá para variar certo? Escolhi duas posições sexuais possíveis e gostosas para sair da mesmice e detonar a rotina.

posicao deitado e em pe

Faça um movimento de mola, para cima e para baixo

Posições na cama têm que ter olhos nos olhos

Muitos casais adoram se olhar durante a relação sexual e a posição papai e mamãe clássica é uma das preferidas, mas como a intenção aqui é inovar, escolhi uma posição gostosa e romântica para quem adora ver a expressão de tesão no rosto do parceiro.

posicoes-na-cama-olhos-nos-olhos

Meu clitóris, meu tudo

Você adora se masturbar enquanto o seu parceiro te penetra? Essa posição é bem bacana, te deixa livre para um combinado masturbação e penetração dos Deuses. Com certeza uma das melhores posições na cama.

posicoes-na-cama-clitoris

Passe o controle

Que mulher não gosta de um homem de atitude, que pega com força, encosta na parede e te ama loucamente? Escolhi duas posições sexuais que com certeza vão te deixar feliz, mostre esse texto para o parceiro e programe sua noite de pegada forte, mas com muito amor.

posicoes-na-cama-controle

posicoes-na-cama-controle-2

Rola um sexo anal?

Se você é iniciante no sexo anal, essa posição será tranquila. Você pode usar as mãos para se masturbar, usar aquele vibrador que você adora no clitóris (enquanto seu parceiro te penetra com carinho).

posicoes-na-cama-anal

posicoes-na-cama-anal-2

Posições na cama: a preferida das Boas de Cama

E para terminar esse texto com chave de ouro, perguntei para as Mulheres Boas de Cama dos nossos grupos do WhatsApp, qual a posição sexual que elas mais sentem prazer no rala e rola e a campeã disparado é a de quatro no ato. Será que é a sua preferida também?

posicoes-na-cama-dequatro

E aí, gostou das sugestões de posições na cama? Comente no Facebook! E veja mais sugestões de posições sexuais aqui!

Você também quer ser uma boa de cama? Nos chame no WhatsApp (11) 98982-8298 e participe dos nossos Grupos Hot ou Suave com muita informação sobre sexo, filmes e contos eróticos. Ou se preferir faça o curso presencial aqui na loja no Morumbi.

Ah e se nem assim você se animou, forme um grupo de amigas e me chame para ministrar o curso onde você preferir. No Curso MBC, eu falo sobre autoconhecimento, orgasmos, aperfeiçoamento de técnicas de oral, sexo anal e movimentos top de Massagem Lingam (massagem no Pênis). E aproveite para dar uma espiadinha na Loja das Boas de Cama.

Beijos e até o próximo post!

Ilustrações: Delas IG
Imagem principal: Abigail Gingerale Photography

Nunca mais viu o escritório com os mesmos olhos depois daquele dia.

Agora tinha um motivo para se arrumar e ir ao trabalho. O que uma mudança no visual não faz! Via olhos percorrerem seu corpo, que mesmo em roupas totalmente corporativas, ainda atraia olhares curiosos para saber como era o seu corpo nu.

Ela sentia esses olhos em cima dela, a despindo. 

E ele era um deles, e não disfarçava. Sua mesa era logo atrás da dela, e ela sabia que ao se levantar a atenção dele era toda dela. Ela sabia, e abusava. Era verão, dias quentes, que mesmo com ar condicionado gelado, aqueles dias pediam vestidos, tecidos leves e esvoaçantes. E ela usava.

Alguns desses vestidos não dava para usar com calcinha, ou soutien, então ia sem. Nesses dias tinha ainda mais sede, o que a fazia se levantar mais vezes para pegar água, e ser despida todas essas vezes pelo olhar sacana dele. 

Desde que se encontraram na copa há duas semanas atrás, e ele com aquele olhar disse que ela estava linda com o novo corte de cabelo, a tensão sexual entre eles aumentou.

Essa tensão estava adormecida, mas sempre existiu.

Ela enterrou por muito tempo, mas a tensão voltou, mais forte, mais intensa, um minuto de conversa e aquela sensação ressuscitou. Aquele minuto em que se olharam, se viram, estavam próximos e sentiram o calor emanando do corpo um do outro.

Aquela copa apertada, sem janelas, apenas a porta que dava para o restante do escritório, a imaginação foi longe, tanto a dela quanto a dele, pois pôde constatar um volume crescendo por baixo de sua calça social muito bem alinhada. Sentiu sua calcinha umedecer.

Agradeceu o elogio, pegou sua garrafa de água e saiu, mas não sem antes dar um jeito de roçar de leve sua bunda no pau dele para conferir se aquele volume era mesmo ele tão excitado quanto ela. Era. Sorriu. Saiu. Ele não voltou para a mesa dele, aliás aquele dia não se viram mais, ele vivia em reuniões.

Mas a partir dali havia decidido. Daria para aquele cara. Só precisava arrumar uma forma, haviam muitos impedimentos, mas nenhum maior que seu desejo.

Os dias passando, eles se comiam com os olhos. Ela o provocava, ele correspondia sempre com uma piscada, um sorriso no canto da boca, uma ajeitada no pau olhando pro decote dela.

No meio de uma tarde ela recebe um e mail dele: “Te comeria agora”, que ela respondeu “Então vem”. Enviou e olhou para trás para ver a reação dele.

Ele sorriu, um sorriso largo, ajeitou os óculos, passou a mão nos cabelos, um misto de excitação e impaciência, como se quisesse mesmo se levantar e comê-la na frente de todo mundo.

Pronto. Foi oficializado, mais, foi documentado. Aconteceria. 

Ele saiu para uma reunião. Já era quase fim do expediente quando ela recebe outro e mail: “Não vá embora antes de mim, eu vou te comer hoje” ela só respondeu “Ok”.

A coragem toda dela estava passando, agora que era real ela estava paralisada, queria pegar a bolsa e sair, mas já estava nessa história até o pescoço.

Avisou o coordenador que teria que ficar até mais tarde para adiantar alguma coisas e ele consentiu, não sem antes sorrir e dar uma olhadela para a mesa vazia atrás dela, como quem sacou o ocorrido. Ela corou, quase voltou atrás. Mas foda-se, a sua curiosidade e vontade já a dominavam por completo.

Por volta das 19h ouve a voz dele se aproximando. Seu coração dispara, ouve ele bater, se levanta e vai ao banheiro. Se olha no espelho. Gosta do que vê. Respira. Abre a porta, se dirige até sua mesa e o vê em pé apoiado nela.Ela se aproxima, olhos nos olhos. Tensão e tesão se misturam.

Ela chega a um palmo de distância, sente seu perfume. “Que cheiro delicioso”, pensa. Não era só perfume, o ar estava carregado de perfume, hormônio, tensão e desejo.

Ao abrir a boca para dizer qualquer coisa e quebrar aquele silêncio ele a agarra, com vontade, uma mão na cintura, outra na nuca, que a seguram forte, sente a língua dele invadir sua boca num beijo ardente, quente, molhado, sua mão logo desliza para sua bunda e a segura com força enquanto a outra mão se enrosca nos seus cabelos curtos e os puxa para trás. O que faz com que ela solte um gemido baixinho e incline a cabeça, deixando livre seu pescoço para a boca dele desbravar e chegue com facilidade ao seu colo, que estava a mostra, devido ao vestido de alças finas que estava vestindo aquele dia. 

Como a intenção era provocá-lo, estava sem sutiã e aproveitara a ida ao banheiro para tirar a calcinha.

Por isso, no momento em que uma das mãos dele que estava na sua bunda, tateou e não encontrou essa pequena barreira ele parou, a olhou e disse: “Eu juro que não ia fazer isso aqui, mas você está me obrigando“.

Mudou de posição, a colocando sentada na sua própria mesa de trabalho, levantou seu vestido, e a beijou nas coxas e foi subindo, ela já estava excitada, molhada, e sentia sua vagina pulsar de vontade.

Ao sentir a sua língua, estremeceu, ele começou a chupá-la devagar, ele sabia exatamente o que estava fazendo, colocando a pressão exata em cada ponto de sua vulva, e chupando com maestria e paciência de um monge, o que foi uma combinação perfeita. E quando ele começou a sugar seu clítoris com mais intensidade ela gozou rapidamente, o que não fez ele sair dessa posição até se certificar que ela estava novamente pronta para mais.

Se colocou em pé, abriu suas calças e introduziu seu pau nela como se a sua vida dependesse disso, com uma vontade que há muito tempo ela não via em nenhum outro cara com quem tivesse transado.

O seu pau estava muito duro, era possível ver as veias saltando e a cabeça inchada. Ela sentiu ele no fundo de sua buceta e gemeu de prazer, ele aumentou o ritmo das estocadas e deslizava para dentro dela com vontade, ritmado, enquanto sugava os seus peitos.

Ela já não se contia mais e gemia alto.

Seus gemidos ecoavam pelo andar vazio, e além desse som só de ouvia o barulho da pélvis dele batendo forte na sua bunda. Após algumas estocadas fortes ele parava e chupava sua buceta, e voltava a penetrá-la. O que a deixava ainda mais excitada, e a fez gozar novamente. Se contorcia de prazer, seu corpo tremia, e decidiu que o faria gozar, desceu da mesa se colocou de joelhos e o engoliu inteiro, numa mamada intensa, sem perder o ritmo da foda. Ele gemia e empurrava sua cabeça contra o seu pau, ela sentia ele no fundo de sua garganta e sugava com vontade. Ele gozou na sua boca, mas era tanta porra que também caiu nos seus peitos.

Estavam saciados. Mas mesmo assim continuaram se beijando por mais alguns minutos. Como ele beijava bem. Transava bem. Que pau maravilhoso.

No dia seguinte de manhã, se cumprimentaram, ela se sentou para trabalhar e logo recebeu um e mail: “Se prepare, hoje tem mais”, o que ela só pode responder com um sorriso largo ao olhar para trás e vê-lo ajeitando os óculos.

Imagem: Unsplash

– O volume da música tá muito alto. Vamos lá fora?

– O quê? – Não entendi o que você disse.

– Eu disse pra gente ir lá fora. Tá muito alto essa música! – Praticamente berrando ao meu ouvido.

Saímos da festa. Era uma festa na casa de uns amigos em comum. Era uma sexta-feira e a cidade não oferecia outro tipo de entretenimento. Então o que restava eram esses encontros em casas de amigos ou rachar a conta no boteco da esquina.

Continuamos nosso papo dividindo um cigarro e terminando a cerveja. Você disse que cursava fisioterapia e trampava numa empresa de alimentos pra pagar a faculdade. Eu, recém-formado em gastronomia e ainda perdido se era isso o que queria pra minha vida.

Não tinha certeza como fomos parar ali na calçada conversando, só me lembro que nos esbarramos dentro da casa e depois estávamos ali. Eu, encostado no muro com uma das pernas dobradas e o pé direito encostado na parede e você encostada com o ombro esquerdo no portão e o copo na mão. Os dois levemente alterados pelo álcool barato que percorria nossas veias.

A noite parecia até cena de filme.

Primavera, a temperatura agradável, cheiro de grama cortada no ar se misturando ao seu perfume. Sons de insetos, vozes de pessoas conversando e uma lua linda pra caralho iluminando as ruas.

Conversamos sobre assuntos aleatórios. Até um papo de filosofia rolou, coisas que a bebida faz. Depois começamos a falar de aventuras na adolescência, saídas noturnas, namoros complicados e a rotina da vida.

Num dado momento da conversa, nós dois lá fora, a festa rolando a solta, não lembro de quem foi a iniciativa e rolou um beijo. Um daqueles beijos que começa calmo e tão logo eu te pressionava contra o muro. Sugando sua língua pra dentro de minha boca e sem tempo pra respirar. Um daqueles beijos intensos pra fazer jus àquela noite.

Seu corpo se encaixou no meu. Seus quase 1,60 m de altura era perfeito pra mim. Usava uma calça jeans, uma blusa branca e uma camisa de flanela amarrada na cintura. Eu estava vestido de maneira bem discreta também.

A medida que o beijo começou a ficar mais intenso, os movimentos também ficaram. Eu apertava seu peito e sua cintura e mordia seu pescoço, esfregando meu corpo ao seu. O cigarro certamente já estava apagado descartado no chão. Os copos rolaram para a rua.

Enquanto te beijava, segurava sua cabeça com a mão enroscada em seus cabelos por trás da cabeça. A outra mão por trás da cintura te deixava com o corpo mais colado ao meu. Ali o tesão já tomava conta, fazendo meu pau ficar duro roçando no seu corpo.

– Vamos pro carro.

Eu estava de carro naquela noite e fomos direto para o banco de trás. Ajustei o máximo que pode os bancos da frente para ganharmos alguns centímetros de espaço. Me sentei no banco e você veio por cima.

Ainda estávamos vestidos, o que não impediu você de se esfregar em cima do meu pau. Sua cabeça passava poucos centímetros abaixo do teto enquanto se movimentava como se estive cavalgando em mim.

Enquanto nos beijávamos, coloquei minha mão embaixo da sua blusa até encontrar seus peitos, sentindo que eles estavam com os bicos duros. Aos poucos tirei sua blusa e seu sutiã. Se esfregando em cima de mim abri o zíper da sua calça e apesar do pouco espaço no carro terminamos de nos despir.

Voltamos para a posição que estávamos. Você se ajeitou em cima do meu pau e se encaixou até entrar tudo. Sua buceta estava escorrendo. Senti um tesão do caralho.

Os vidros do carro estavam quase que completamente embaçados. Você começou a cavalgar com vontade. Sentia a facilidade de sua buceta subir e descer. O carro movimentava junto. E que se foda quem passava na rua e visse. As vezes o tesão é a única coisa que importa.

Apesar de todo o malabarismo rapidamente você começou a sentar com força. Eu ouvia o barulho da sua bunda batendo minhas pernas e seus gemidos. Isso que é uma mulher gostosa do caralho.

Enquanto você fodia meu pau, engolindo ele com a buceta encharcada, eu abocanhava seu peito quando estavam perto de mim. Chupando eles e mordendo. Eu via nos seus olhos que estava gostoso. E o no sorriso de canto da boca me fazia imaginar o quanto de safadeza faríamos ali dentro do carro.

Se virando de costas me mandou ficar sentado. Se ajeitou e começou a cavalgar novamente, enquanto se apoiava com as mãos nos bancos da frente. Peguei seu cabelo com uma das mãos, passavam da cintura no comprimento e enrolei ele na mão te domando.

Quando você subia eu te puxava pra baixo pelos cabelos, fazendo sentar com força e meu pau te estocar cada vez mais fundo. Com a outra mão arranhei suas costas, de cima a baixo. Ficava olhando sua bunda naquele movimento todo, se esfregando em mim.

Eu não queria gozar naquele momento ainda. Pedi pra trocar de posição. Você se deitou e fui por cima. Agora eu quem foderia. Já suados, os vidros embaçados, nada melhor que manter o ritmo. Metidas fortes. Te tirando gemidos.

Aproveitando que estava deitada, rocei minha barba em seu pescoço. Aquilo te tirou gemidos mais fortes e arrepios. Com a boca colada em meu ouvido, ouvi seus pedidos para não parar, quase que uma suplica. Me movimentava como podia. Deixando que sua buceta engolisse meu pau, todo melado.

Me dizia para meter mais forte, queria sair dali com as pernas bambas. Aumentei o ritmo, o carro balançava. o coração queria arrebentar o peito de tão forte que batia. Você gemeu, quase que num grito. Gozou. Continuei te fodendo, mas com um ritmo mais lento, precisava respirar um pouco. Te olhei, estava com um sorriso, sorriso de quem gozou gostoso. E pediu mais.

Olhei pra fora e não havia ninguém nas ruas, a não ser o barulho vindo da festa. Passavam das 2 horas. Resolvi arriscar. Abri a porta e pedi que ficasse de quatro a beira do banco, fiquei do lado de fora posicionado atrás de você. Pra começar um tapa. Ardido. Sua bunda ficou vermelha e logo veio um gemido.

Comecei a passar meu pau na sua buceta, te instigando. Colocava só a cabeça e tirava outra vez. Alternando com tapas. E você pediu mais. Quando senti que estava molhada outra vez, coloquei com tudo. Te fodi ali no carro, parado na rua, numa madrugada. O tesão de fazer aquilo era surreal. O medo de ser pego, a adrenalina. Quanto mais metia e mais tapas levava na bunda, mais você gemia. E mais me deixava louco. Queria te foder até amanhecer.

Te puxei pelo cabelo e fiz se sentar de frete pra mim. Eu, ainda de pé do lado de fora. Você entendeu o que queria. Me segurou pela cintura, olhou pra cima e me encarou por um tempo. Com uma mão começou a me masturbar, me olhando fixamente.

O sorriso de safada me dominou.

Cuspiu na cabeça e então o engoliu todo. Sentia a cabeça dele no fundo de sua garganta. PUTA QUE PARIU. Nunca havia sido chupado daquela maneira. sentia sua boca percorrer por ele todo. A língua quente fazia ele latejar mais e mais. Com a mão brincava com as bolas, massageando. Tirou o pau da boca e colocou uma delas pra dentro, chupava e me olhava.

Voltou a chupar meu pau com destreza, aumentando o ritmo. Fodendo ele com a boca, sua cabeça movimentando rápido pra frente e pra trás. Comecei a sentir que iria gozar, segurei sua cabeça pra não sair e não parar. Comecei a me movimentar também. Sentindo ele ir até o fundo. Parei. E gozei. Mas você não. Continuou me chupando e engolia tudo. Deixou ele limpo, até a última gota.

Mandei se deitar no banco. Avancei por cima de seu corpo. Te beijei a boca. Rocei meu rosto em seu pescoço. Mordi. desci e mordi seus seios. Chupei. Desci até a barriga dando mordidas, você se contorcia em meio a arrepios.

A porta do carro continuava aberta. Que se foda.

Me sentei na extremidade do banco e levantei suas pernas, colocando elas em cima de meus ombros. Beijei suas pernas, acariciei suas coxas. Roçava minha barba nelas. Comecei acariciar sua buceta com os dedos, movimentos circulares. Ainda beijava suas pernas, dava mordidas. Sua buceta pulsava e escorria.

Passei dois dedos e chupei pra sentir seu gosto, antes que caísse de boca nela. Tirei suas pernas de meus ombros e pedi que segurasse elas bem abertas. Me ajeitei entre elas. Com a boca percorri sua coxa esquerda até chegar a virilha. Dei um beijo. Fiz exatamente o mesmo na direita. Senti o cheiro dela. Cheiro de sexo, de buceta, de mulher. Passei a língua pelos lábios, lentamente. Disse o quanto é gostosa. Enfiei minha língua nela.

O quanto consegui para sentir seu gosto. Então comecei a te chupar. Chupei como se estivesse beijando sua boca. Me deliciando com ela. Minha língua quente indo e vindo. Lambendo. Minha boca te sugando. Sua buceta era da minha boca agora. As pernas pra cima deixou ela bem amostra pra mim. Dei o meu melhor pra você me dar sua melhor gozada.

Me embebi de você. E ouvi o gemido quem acabara de receber a melhor chupada. Pelo menos até aquele momento foi a melhor, já que até o amanhecer, teria outras melhores.

Imagem: Freepik