Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

O sol é escaldante a essa hora da manhã. Apesar de estarmos tomando banho de rio, sair dele por 10 minutos já é o suficiente para desejarmos voltar pra água. Estamos eu, meu namorado e minha amiga. Aquele barulho da água nas pedras, a distância da Sede da fazenda e o calor me deixam com uma sensação boa de liberdade…

Que vontade de tomar banho nua nesse rio.

transar na

As pedras formam piscinas naturais e a força da água passando por elas é melhor que qualquer massagem. Em meio a conversas e risadas, sinto que todos estão com ideias gostosas na cabeça… O jeito que ele olha pra mim enquanto fuma esse baseado na beira do rio… esse jeito que a gente sabe que está provocando…

E eu com esse maiô cavado, fio dental, as tatuagens à mostra, sei que ele gosta, que dá tesão…

Me afasto um pouco pra atiçá-lo de longe, pra ele vir pra cá. Deito em uma parte do rio em que a correnteza é tranquila e começo a tomar sol dentro da água. Sei que enquanto minha amiga estiver aqui, vamos ficar na vontade, um provocando o outro. Coisa que eu adoro fazer!

Abaixo os ombros de forma que a água desça a alça do meu maiô acidentalmente, mas não ajeito. Ele viu… riu… sorrisinho de canto de boca. Olho pra ele com cara de safada, mordo de leve meu lábio desviando o olhar e me espreguiço na água…

Ele sacou.

E minha amiga também, porque está saindo com a desculpa de procurar o marido. De cima da pedra ele fica de pé e segura na bermuda pra me mostrar o tamanho que já está. Eu olho esse homem e lembro que desde que nos reencontramos, não há um dia sequer em que não transamos e não há uma vez em que eu não goze com a ajuda do pau mais gostoso que eu já conheci. Grande, grosso e rosado… aff, só de lembrar já me arrepio…

Vou até ele e dou um beijo daqueles que insinuam: quero agora.

Resolvemos subir o rio, porque de onde estamos qualquer pessoa da fazenda pode inventar de vir ao rio e nos pegar no flagra. Escalamos as pedras e a correnteza até onde sei que há uma represa. Mas no meio do caminho a vontade fala mais alto e a gente começa a se beijar, se acariciar dentro da água, meio escondidos por umas pedras mais altas.

Ele me põe em uma pedra lisa e puxa a parte de baixo do meu maiô para o lado… começa a me chupar… A língua dele percorre o contorno dos lábios com uma firme delicadeza, sem pressa… Vem até meu clitóris com a experiência de quem conhece onde a gente gosta.

Sentir esse homem me chupando, com toda essa natureza em volta, o calor do sol me dando tanta energia… isso é mágico. Sinto a necessidade de ficar nua e começo a descer o maiô. Ele vê isso e fica mais atiçado. Termina de me despir me beijando o corpo. Agora somos nós dois fazíamos parte do cenário. Integrados à toda essa natureza, harmonizados… feito dois pagãos em Beltane.

Eu já me sinto pulsar, com vontade de sentir ele dentro de mim. Mas não deixo de lhe dar o deleite de um boquete nesse cenário. Enquanto eu dou lambidas na extensão desse pau, de baixo pra cima, rodeando a cabeça com a língua, ele me olha com seus olhos azuis como se presenciasse um dos melhores momentos da vida. Coloco o pau na boca e vou descendo devagar, passando os lábios firmes por ele todo, duro como pedra. Escuto gemidos… chupo enquanto olho aquela cara gostosa que ele faz quando está nas nuvens.

Até que ele me agarra e me ajeita numa pedra lisa em que, mesmo sentada, a água ainda passa por nossos quadris.

transar na

E ele começa a entrar em mim devagar… um de frente pro outro, minhas pernas flexionadas em cima da pedra, ele em pé, dentro da água, admirando meu corpo, me olhando nos olhos pra sentir o que eu sinto. Que delícia esse vai e vem sem pressa… é preciso sentir tudo isso com calma, contemplação…

O sol brilha em nossos corpos molhados. A água fresca beija nossos corpos… minha buceta recebe carícias da água e estocadas desse homem. Minha percepção está a flor da pele. Ele me vira de costas, me apoio na pedra e ele volta a estocar me segurando pelo quadril.

Acaricia minha costas com pingos d’água que ele joga com delicadeza com uma das mãos.

A outra mão ele massageia meu clitóris enquanto diz que essa é a visão mais gostosa que ele já viu… Gozo com ele fazendo isso e, percebendo cada espasmo de prazer que está me fazendo sentir, ele mantém o ritmo que sabe que me dá um orgasmo que eu nunca vou esquecer…

transar na

Depois de certo de que eu gozei, ele recupera o ritmo que ele gosta, apertando minha bunda e metendo com força, arqueando as costas pra trás e gemendo alto como um bicho selvagem

Sei que essa cena vai me deixar molhada sempre que me lembrar.

Imagens: jean philippe piter

Área especial sobre Orgasmo Feminino

Sabia que a gente tem uma área especial sobre Orgasmo Feminino com muitas dicas, técnicas, fotos e vídeos?

Veja uma prévia do que espera por você

Você ainda poderá participar do nosso grupo fechado no Facebook e tirar dúvidas com uma Sex Coach, além de falar sobre o assunto com outras mulheres!
Vamos nessa? 😉

Acessar o especial Orgasmo Sozinha
@ load more