Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Olá meninas, hoje vou dar continuidade a minha trilogia sobre o amor que adoece (antes, durante e depois). Já conversamos sobre o ‘amor que adoece antes de começar’ e você pode ler ele aqui. Aqui vamos falar sobre o amor que adoece durante a relação. O ‘depois’ será publicado na sequência, não perca!

Se você está num relacionamento magoado, com o coração árido, a vida desprovida de entusiasmo e se olha no espelho e não se vê mais bonita; está ou não na hora de repensar sua vida?

Só para lembrar: para mudar de vida tem que querer, muito, com vontade! Mas não é aquele desejo fraquiiiinho que a moça diz que tem, mas não faz absolutamente nada para sair do lugar. Isso não vale! Para abandonar seu “posto” e sair de um território “viciado” é preciso movimento e uma disposição valente.

Só a vontade verdadeira nos dá uma capacidade sobre-humana, capaz de enfrentar a dor por coragem e imposição. Mas sabe o que acontece? Mulher emperra. Empaca mesmo, por medo, hábito e intimidação.

As pessoas que não têm coragem, assustam nossos ouvidos com o perigo da solidão, o pavor do desconhecido e com as crenças aprendidas de que mulher não consegue ser competente, confiante e dona de sua identidade física e emocional.

amor que adoece - 1

Daí mais por confusão do que por fraqueza, ela não sabe mais distinguir quem é ela e quem é o outro, tem dúvida se ainda habita seu corpo, sua própria vida ou o contexto.

Tem um namorado, marido, companheiro ou “encosto”, com quem divide o varal onde pendura as calcinhas e as cuecas, ou nem tem varal, divide só a cama, mas há muito não partilha mais suas angústias, seus prazeres ou seus descontentamentos.

Cada um come com seu prato no colo e as velas? Só se tiver um apagão e faltado a luz. Como não se sente mais desejada, se afasta de sua própria intimidade. Ponto G? Aquele do orGasmo? Da delícia, do gozo partilhado, do prazer? Nem se lembra que ele existe. Passa a creditar que ele sumiu, o gato comeu, ou nem comeu, congelou e que é melhor deixar como está, porque se mexer ou se falar do assunto as coisas podem piorar.

Corta o cabelo, retoca seu louro platinado, compra uma lingerie linda azul cristal, recebe o rapaz toda lânguida descalça na ponta dos pés, de colar de pérolas, com taça de vinho rosé e o moço entra em casa correndo, quase derruba a moça, dá um beijo seco na testa, pega o controle remoto e começa a passar por todos os canais para ver aonde está passando The Ultimate Fighter Peso-Mosca. Abre a camisa suada, joga os sapatos pelos ares e se esborracha no sofá, vidrado na tela da TV e diz: “pega lá uma cerveja e três saquinhos de amendoim”; porque ele não pode nem ir à geladeira para não perder a apresentação dos desafiantes.

Ah, mas tem o namorado ou marido, que te leva para jantar, mas atravessa a rua correndo na sua frente, te deixa para traz e você fica lá de cabelo esvoaçante no seu salto agulha, agarrada à bolsa, rezando para o sinal fechar, com medo de ser assaltada, enquanto ele sem sequer olhar lá para o outro lado, continua mandando mensagens rindo para a tela do celular.

E quando tem marca de batom vermelho na gola da camisa, ele jura que foi a caneta Bic que estourou na mão e ele manchou sem querer e você jura que “acredita” pois essa é só mais uma das 12 desculpas que ele já inventou para os flagras que você pega todas às quintas-feiras de futebol?

amor que adoece - 2

Em compensação você está arrumando com o maior carinho o potinho de azeitona com pimenta na bancada da cozinha para levar à mesa, ele passa por trás, levanta sua blusa, olha e ao invés de te agarrar como antigamente e te beijar o pescoço, aperta seus dois pneuzinhos da cintura, dá uma risadinha irônica, sacode a cabeça e vai para a sala. Você larga a azeitona, sai correndo pra frente do espelho, se olha de frente, de lado, de costas e se vê horrorosa.

Mas você não está feia não minha querida. Sabe o que você está? Míope em altíssimo grau, transparente para o mundo, insossa, desmotivada.

Tá ruim assim ou tá bom para você?

Agora vamos fazer uma análise:

  • A sua enxaqueca é por causa do chefe insuportável que te pede relatórios o dia inteiro?
  • Os pneuzinhos que você ganhou é por causa do chocolate de todo dia e da dieta que nunca funciona?
  • Sua rinite não melhora e os florais e bolinhas de homeopatia não tiram sua ansiedade?

Para tudo e pensa aí!

  • Será que seu chefe é insuportável mesmo?
  • Você é descontrolada como seu chocolate realmente te denuncia?
  • Sua imunidade é tão baixa que nada faz efeito?

Ou…

Você vai refletir sobre esse amor que adoece?

O amor que adoece “durante” é aquele em que a gente vai se apartando da própria essência. É quando o descuido permanente, a ausência, a falta de elegância e o constrangimento, de tão constantes, passam a representar sua autoimagem até você se sentir um ser invertebrado.

Pior que não estar feliz, é se acostumar com isso. E reprimir os sentimentos é um belíssimo mecanismo de defesa.

“Não podemos mudar aquilo que negamos”, já disse Nathaniel Branden.

Gosto muito dessa frase. Só conseguimos mudar ou tomar providências, quando admitimos e assumimos que não estamos felizes.

De novo: tá ruim assim ou tá bom para você?

amor que adoece - 3

Meninas, a vida é muito rápida para você ficar aí parada não se sentindo incluída na própria vida, nem pertencente ao mundo que pode ser seu. A vida é muita rápida para escolher não ser feliz.

Você está esperando exatamente O QUÊ? Milagre? Novena? Acabar a vela de 7 dias? Passar seu inferno astral?

Nada contra as ajudas extras, mas…

  • Quem pode mudar sua vida a não ser você?
  • Quando é que seu amor próprio passou a ter pouca importância?
  • Quando se olha no espelho, quem você vê?
  • O que uma pessoa que quer retomar as rédeas da própria vida tem que começar a fazer para mudar de rumo?
  • Você quer?

Se sim, você pode até pedir ajuda, eu estou aqui, mas só você pode fazer alguma coisa e tem que querer muito, porque não dá para te hipnotizar e fazer com que você acorde no corpo de outra, mas te garanto que se você admitir que é forte, pode assumir a responsabilidade de tomar posse de sua vida.

Pode até ser para continuar com quem você está, mas revendo o respeito, a delicadeza e por consequência o desejo! Também pode ser para sair correndo, porque você já deu tudo de si e nesse caso nada mais vale a pena (a não ser recuperar sua vontade e voltar a se reconhecer no espelho.

Afinal, você quer ser LAGARTA ou BORBOLETA?

A lagarta depois de sair do ovo, fica semanas se alimentando. Em seguida se pendura em uma folha (onde fica sem comer) solta a pele, ganha uma nova camada chamada crisálida. Dependendo da espécie, fica o inverno inteiro esperando até ganhar um novo coração e as asas. Quando está pronta, rompe a crisálida, desamassa as asas e voa!

E você, vai ser o que? Ovo? Lagarta pendurada na folha? Crisálida ou vai desamassar as asas e sair voando pelos ares, correndo riscos, mas anunciando e retomando a vida?

A escolha é sua!

amor que adoece - 4

Imagem: Pinterest

@ load more