Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Ontem, o Instagram da tmrw (revista inglesa) publicou uma foto da entrevista que fez com Anitta. A cantora, para variar, deu aquela lacrada básica ao assumir as celulites e reprovar o photoshop em cima delas. Olha só:

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

“I want to show people that it might be hard, but it’s not impossible, and that no one should ever restrict themselves to what other people say they can and can’t do.” @anitta fronts volume #28 of tmrw, order your copy through the link in our bio. #anitta #tmrwmag #soulsista ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Credits, Photographer: @_tom_ellis + @denzel069 at @peanutfactorystudio ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Stylist: @nayaabtania⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Author: @catarinaramalho⠀ Styling Assistant: @paolocasseb ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ .⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ .⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ .⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ .⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ .⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ .⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ .⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ .⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ #anitta #newmusic #musicmagazine #veneno #medicina #latin #funkmusic #soulmusic #newrelease #brazil #brazilliansinger #tmrw #tropicana

Uma publicação compartilhada por tmrw (@tmrwmag) em

Traduzindo, ela afirma:

“Eu quero mostrar para as pessoas que pode ser difícil, mas não impossível. E que ninguém deve ditar o que as pessoas podem dizer ou fazer.”

E não é a primeira vez que Anitta faz isso

Lembra do clipe de Vai, Malandra? Pois é. Lá, ela recusou qualquer tipo de retoque em sua “busanfa” e colocou os furinhos todos para jogo. E isso não fez dela nenhum pouco sexy, nem maravilhosa.

A verdade é que, claro, MUITAS coisas podem se tornar motivo de insegurança para nós. Tem gente que não gosta do próprio pé, tem insegurança com relação a alguma marquinha de nascença, detesta as estrias e por aí vai. Porém, a gente precisa lembrar que todos esses fatores foram estipulados pela indústria da beleza e da moda, sabe? E não por pessoas “normais”, do cotidiano. Sinceramente? Não tenho nada contra pessoas que realmente aderem ao botox, ou aos tratamentos para estrias, celulites e afins, e alisam o cabelo porque querem se sentir bonitas.

O problema é que penso que atitudes como essa deveriam vir de dentro, sem pressões externas. Um exemplo: quando eu era adolescente, alisava o cabelo porque todo mundo me mandava fazer isso. Era uma coisa que eu sequer via sentido porque, nem mesmo liso, eu o achava bonito. Descobri, mais tarde, que eu estava cuidando dele com os produtos errados e, com o tempo, meus cachos foram tomando uma forma super bonita. Porém, minha franja sempre me incomodou. Eu gosto dela lisa, e reconheci, depois de um tempo, que era um gosto pessoal, e não pressão dos outros.

Tentei assumi-las cacheadas, recebi vários elogios mas, quando me olhava no espelho, ficava com nervoso das pequenas voltinhas que ela dava no couro cabeludo. Hoje, inclusive, eu nem acho as franjas cacheadas de outras pessoas feias. Muuuito pelo contrário. Acho todas lindas. Mas em mim não. E tá tudo bem, sabe? É só secar e lá vou eu, sentir-me linda novamente.

A cantora mesma, em seu seriado Vai Anitta, conta que sua relação com as celulites nem sempre foi a mesma. Demorou um tempo para que ela tivesse a plena coragem de assumi-las e confessa que, ainda assim, tem dias que é complicado passar por esse processo sem REALMENTE se importar com nada.

Ocorre que as celulites, para ela, foram um complexo pesado e, como todas nós sabemos, é bem difícil se desapegar deles. É aquele puta diabinho da insegurança que, ao contrário do anjinho, manda a gente esconder aquelas marcas porque “tá ridículo isso daí”, “ninguém precisa ver isso” e por aí vai.

Precisamos respeitar as diferenças e reconhecê-las

O que eu penso disso tudo: Anitta têm cada vez mais dado um show de exemplo para mulheres com problemas de autoestima. Ela mostra as celulites, possui dançarinas de todos os tipos e formas, canta sobre empoderamento e rebola muito a raba enquanto faz isso, sem o menor pudor. Porém, ela mesma sempre presou por um corpo fit, malha sempre que pode e por aí vai. Ou seja: ela reconhece que o mundo precisa se acostumar e aceitar pessoas diferentes da indústria da beleza, mas se sente melhor do jeito que está.

E não tem nada de errado com isso, né? A verdade é que as pessoas precisam se sentir bem com elas mesmas sem pressões externas. E essa é uma lição que a cantora passou para milhões de mulheres do Brasil em segundos.

Parabéns mais uma vez, Anitta.

Imagem: reprodução


O que você responderia a essa pergunta logo abaixo, feita por uma de nossas usuárias do Clube Superela?

@ load more