Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Ei, senta aqui do meu lado. Acalma esse coração. Sei que essa ansiedade não te deixa em paz e que o medo anda sendo o seu companheiro mais fiel (leia mais aqui). E, olha, eu sei exatamente como você se sente… Eu também sou do tipo que se assusta com o novo. Já passei muitas noites em claro por causa de uma prova, de um primeiro dia de trabalho ou de um encontro no dia seguinte.

Por mais que eu não queira, muitas vezes eu sinto medo dos desafios da vida e fico me perguntando se serei capaz de lidar com eles. Por mais que eu tente viver cada dia sem me preocupar com o futuro (porque nunca teremos controle sobre o que está por vir), a minha insegurança volta e meia bate na minha porta e entra mesmo quando eu não quero abrir. Aliás, eu nunca quero, mas ela é como uma visita mal educada que não se importa e até faz questão de incomodar.

Mas sabe, não foram as pílulas e talvez nem mesmo os anos de terapia que me fizeram acordar desse pesadelo que eu mesma criava. Também não sei te dizer se foram os conselhos amigos ou as experiências da vida que me mostraram que não adianta a gente se preocupar, porque não somos capazes de controlar nem mesmo o que sentimos, que me dirá o que acontece ou ainda acontecerá ao nosso redor.

aprendi com a minha ansiedade

Pensando bem, talvez eu é que tenha me cansado de sofrer por antecipação. Talvez eu tenha me permitido ser o que sou, fazendo o meu melhor. Se não der certo, posso até sofrer, mas estarei com a consciência tranquila de que fiz o que pude e de que não me deixei vencer pelo medo. Porque pior que toda essa ansiedade que acaba com a nossa leveza, é o arrependimento de ter perdido oportunidades por ter se deixado levar por ela. Aí as dúvidas somem e a sensação de fracasso toma conta… Às vezes, levam-se anos para a gente se perdoar. Às vezes, a gente nem consegue ter o nosso próprio perdão e nem uma segunda chance.

Por isso, se eu puder te dar um conselho (se eu não puder, me ignore, eu não quero ser como aquela visita inconveniente), é este: não pensa muito não. Tem coisas que chegam na nossa cabeça só para bagunçar a vida, para atrapalhar o nosso processo de aprendizagem e, principalmente, o processo de viver.

A gente não sabe o dia de amanhã, não sabe até quando ainda teremos a oportunidade de viver… Então pra quê se preocupar tanto assim? Pra quê se torturar com o que nem aconteceu? Se te deu vontade de tentar, tenta.

Se acha que no mínimo vai valer a experiência, se joga. Pode não dar certo, mas a sensação de não entregar os pontos para o medo faz tudo ser um pouco mais fácil.

(Todo mundo tem o seu ponto fraco, todo mundo sente receio em algum momento da vida, todo mundo já fracassou em ao menos alguma coisa… Porque faz parte da vida. Por isso, quando a ansiedade bater, lembre-se de que você não está sozinha. Tem sempre alguém lidando com ela todos os dias.)

Imagem: Pinterest

@ load more