Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Em algum momento das últimas semanas, você deve ter visto alguém comentando sobre o filme Call Me By Your Name nas redes sociais. O filme, que estreia no dia 18 de janeiro aqui no Brasil, ganhou tanto destaque porque coloca os holofotes em cima de algo raramente visto no cinema: o romance adolescente LGBTQ+.

O filme, cujo nome em português é Me Chame Pelo Seu Nome, se passa na década de 1980, na Itália. Elio é um adolescente de 17 anos que fica mexido com a chegada de Oliver, um estudante norte-americano que trabalhará como assistente do pai do protagonista. Do diretor italiano Luca Guadagnino, o filme já é considerado um queridinho dos críticos e moveu uma orla de fãs que ficaram completamente obcecados com a história.

E não é sem motivo. Os jovens LGBTQ+ nunca tiveram no cinema uma história de romance de verdade. É óbvio que já existem muitos filmes incríveis sobre esse universo (não tantos quanto a gente gostaria, mas ainda assim). Azul é a cor mais quente, Brokeback Montain e Moonlight (vencedor do Oscar de Melhor Filme, ano passado) são alguns deles.

A diferença de Call Me By Your Name, porém, é que ele engaja com um público que era deixado de lado até agora. Os fãs de livros para jovens adultos, que sonham com romances hollywoodianos, mas que nunca foram representados nessa categoria. E o filme conta a história de um romance tórrido, intenso… É uma história adolescente que apela para esse público, que sofria com a falta de representatividade na área.

Aliás, o filme é uma adaptação do livro de mesmo nome, escrito por André Aciman em 2007, e que se tornou um marco para essa comunidade – assim como no cinema, na literatura essas histórias são pouco exploradas ou, no mínimo, pouquíssimo divulgadas. Por isso é tão importante ver uma trama com dois protagonistas bissexuais ganhar um destaque tão grande na mídia e no cinema.

Segundo um estudo da Universidade de Toronto, uma representação positiva de jovens gays, lésbicas, bissexuais, transgêneros e queers ajuda essas pessoas a lidarem com situações ruins no dia a dia – a gente sabe que a homofobia ainda é forte. Essa representação ajuda esses jovens a se sentirem mais fortes e confiantes e a buscarem uma comunidade com a qual se relacionar.

O filme é uma porta de entrada para o que os filmes de romance fizeram por toda a história do cinema pelos jovens heteronormativos – ou seja, principalmente pensando nas meninas que gostam de meninos e numa cultura que vê o casamento homem-mulher e a criação de uma família nos moldes tradicionais como o ‘certo’. Um filme como esse é uma mudança de foco e faz uso de um formato de longa-metragem que já existe há décadas, mas que raramente foi explorado com outros protagonistas que não um homem e uma mulher.

O publico adolescente normalmente é deixado de lado nessa narrativa, e é comum histórias LGBTQ+ no cinema serem retratadas como grandes batalhas: sempre existe um grande inimigo a vista, uma doença que debilita um dos lados do romance ou um final trágico. Call Me By Your Name, porém, retrata dois homens se apaixonando e se descobrindo, como se fosse algo normal – porque é normal.

Por isso é tão bonito. Além da estética típica dos filmes do diretor, o longa promete ser um romance avassalador, com tudo o que um bom filme tem de melhor – mas o principal é como se torna uma referência para pessoas que não se identificam com o formato tradicional de relacionamento e que não querem mais sentir como se estivessem fazendo algo errado ao se apaixonarem.

Foto de capa: Reprodução / Call Me By Your Name

 


@ load more
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Obrigada, agora falta pouco...
Por favor, fique de olho em sua caixa de entrada (às vezes, pode acontecer do email estar no SPAM ou na aba Promoção caso use GMail). Quando receber nosso email é só clicar no link de confirmação ;)
Enviaremos nos próximos minutos um email para você confirmar o recebimento de nossos conteúdos.
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Vamos ser amigas? :)
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Qual conteúdo você gostaria de ver no Superela?
A gente escreve sobre o que você quiser e ainda manda no seu email :)
Obrigada!
Recebemos sua sugestão.

Hey, você já conhece o Clube Superela? Lá você pode perguntar o que tem vontade anonimamente :)
Cabelo crespo ou cacheado? :)
Sororidade no empreendedorismo!