Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Se você deu aquela viajada pra fora do planeta e só voltou hoje, tudo bem. Senta aqui que eu tenho que te contar “o escândalo” do momento. Sabe o José Loreto, aquele ator que também participou do Amor & Sexo ao lado de Fernanda Lima e uma renca de gente bacana? Pois é. Ele era casado, até semana passada, com a atriz Débora Nascimento. Os dois têm, inclusive, a filha mais iti malia do século.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Débora Nascimento (@debranascimento) em

O motivo da separação cê já deve desconfiar, né? Aparentemente (porque né, toda frase que envolve essa vida de celebs tem que começar com essa palavrinha), ele traiu a moça com uma colega de trabalho. Essa colega parece ser (que ridículo isso, né) a Marina Ruy Barbosa.

Por que? Não sei. Ao que tudo indica, os dois fazem par romântico na novela em que trabalham juntos atualmente e, por isso, as especulações pesam mais pra cima dela. Além disso, depois de muito ler sobre o assunto, parece que o projac está “em chamas”.

Acontece que MUITAS atrizes estão super revoltadas com uma certa atriz da globo que fica por aí seduzindo TODOS os atores de lá (principalmente os casados). Mais uma vez, a culpa caiu como uma luva em cima da ruiva preferida do Brasil que, por sinal, já declarou que não tem nada a ver com nenhuma dessas histórias.

E por que precisamos tirar Marina Ruy Barbosa de cena?

Em primeiro lugar, porque nem se sabe se ela seria o pivô dessa separação. E, cá pra nós, mesmo se fosse, a “culpa” maior não seria de José Loreto? Afinal, quem largou uma esposa e filha lindas em casa pra ter uma aventura romântica foi ele.

Aliás, não sabemos SEQUER se esse foi o REAL motivo da separação. Parece que sim mas, colocar o ator e, principalmente, a atriz para Cristo, parece muito errado e invasivo.

A culpa sempre cair na amante não é de hoje.

Quem lembra de casos famosos como o suposto triângulo Grazi Massafera, Cauã Reymond e Isis Valverde sabe do que eu estou falando. O problema é que, devido a essa rivalidade estúpida criada entre mulheres, tudo fica MUITO mais complicado.

A amante, que seduz um cara casado, ainda não tem sororidade o suficiente para entender o que é estar na pele de outra mulher que está sendo traída. E a sociedade, machista que só, condena somente a amante. Afinal, é “da natureza do homem” trair. Então, se ele escolheu morder a maçã, a culpa é inteiramente de Eva, e não dele. Sacou?

Aí, trazendo toda essa metáfora brega pros dias atuais, temos Marina Ruy Barbosa de um lado, sendo atacada por todos os lados e, inclusive, por atores de dentro do projac, enquanto Loreto, do outro, sai ileso (assim como Cauã Reymond).

O certo, na verdade, seria não apontar o dedo para ninguém

Já ouviu aquela frase famosa que diz que “em briga de marido e mulher, não se mete a colher”? Pois é. Devo dizer que concordo com ela em partes (porque né, se o cara espanca a moça, é abusivo ou etc, acho que a intervenção é necessária).

A vida deles é pública, ok. Eles escolheram isso, ok de novo. Mas, poxa vida, pessoal. Que tal se a gente parasse uns 3 segundos para nos colocarmos no lugar deles? José e Débora são casados há um tempo já, têm história e uma filhotinha linda que é fruto do amor que os dois já sentiram um pelo outro. Loreto, como ser humano, também erra e já deve ter milhares de fantasmas assombrando seu caminho. Não precisamos nos tornar mais um deles, né?

Débora Nascimento, que também deve estar sofrendo bastante com o assunto, também não precisa de ter toda a atenção da mídia voltada para o seu divórcio. Ela, antes de esposa, é mãe, mulher e, jesus amado, PESSOA. Não deve estar sendo fácil pra ela.

Marina Ruy Barbosa está sendo acusada de algo grave que, se for verdade, vai lhe servir de experiência para entender algumas coisas da vida como sororidade e empatia. Porém, é tudo especulação. Precisamos focar NISSO. Imagina se ela não teve NADA a ver com isso e está recebendo chibatadas que vão influenciar não só no seu círculo social, mas em seus trabalhos futuros também? (Quem aqui não se lembra de Isis Valverde que, após a confusão com Cauã, teve a carreira um pouco prejudicada e, por isso, decidiu viajar para os Estados Unidos para se afastar dos “haters” e dar um tempo até que toda a coisa se esfriasse?).

Enfim…

Quando o assunto é traição, a culpa é de quem trai, e de quem atrai. Afinal, precisa de duas pessoas pra concretizar esse ato, né? Só que isso dá a nós o direito de julgá-los? Acho que não, né? Isso não faz sentido. Ninguém tem moral pra nada nesse mundo porque todo mundo erra (sou bem descrente mesmo no ser humano, desculpa). É o velho “atire a primeira pedra”.

A gente precisa é de mais amor e empatia nesse mundo. E só. O resto, o tempo e as nossas atitudes trazem.

Imagem: reprodução/divulgação

 

 

@ load more