Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Você é uma pessoa que aceita seu corpo do jeitinho que ele é? A maioria das mulheres não gostam totalmente do seu corpo e sempre encontram alguma coisinha que poderia ficar melhor ou que mudariam por completo. 

A celulite é uma delas. Já cansei de ver mulheres indo para a praia e sentindo vergonha do próprio corpo por causa das benditas celulites. Mas você sabia que 98% da população feminina acima dos 30 anos possuem esses furinhos no bumbum? 

Quase 100% (CEM POR CENTO!) das mulheres possuem essas marcas, então precisamos entender o motivo que nos faz odiar tanto nosso corpo por algo que é mais do que normal, é praticamente intrínseco. 

Celulite: aceitar ou eliminar?

Mas o que são, afinal, as celulites? 

A celulite é uma alteração causada pelo acúmulo de gordura, água e toxinas nas células, fazendo com que essas células fiquem cheias e endurecidas, deixando o local com desníveis e nódulos. Isso se manifesta com os furinhos ou um formato popularmente chamado de “casca de laranja”. Não se trata de nenhuma condição médica. O desconforto que ela gera é apenas estético. 

No começo desse ano ocorreu uma situação com a Australiana Ariella Nyssa. Ela usa seu Instagram como um meio de mostrar para as mulheres que ter estrias e celulites é normal e que isso não torna ninguém mais ou menos bonito, mas torna o corpo feminino real. 

Quando ela postava uma foto de biquíni que deixava evidente suas celulites, ela recebia mensagens de pessoas comentando sobre seu corpo ser feio, gordo e que ela era preguiçosa por não querer malhar e mudar a situação. 

O pior é que mais da metade das ofensas vieram de outras mulheres que, assim como Ariella, também possuíam em seu corpo as mesmas marcas. 

Quem determina o que é bonito e o que é feio? Quem estereotipa os padrões? A grande verdade é que ninguém além de você mesmo deveria definir o que gosta e o que não gosta em si mesmo. É tudo uma questão de autoestima e amor próprio como citamos em outro texto do blog (e, caso você não tenha visto, falamos sobre o que falta para você recuperar o seu amor próprio). 

É importante nos sentirmos bem no nosso corpo, olhar para nosso bumbum e amar ele, e é aí que vem a grande questão: devemos amar nossas celulites ou eliminá-las? Devemos aceitar nosso corpo do jeito que é ou fazer algo para mudá-lo? Bom, a resposta é bem simples: você deve fazer o que fará se sentir melhor. É necessário entender que ter imperfeições é normal, mas também é normal você querer mudar algo em você para se sentir bem consigo mesma. 

Eu sempre fui uma pessoa complexada com meu corpo, acreditando que as pessoas iriam me olhar com olhar de julgamento por eu ter celulites, mas hoje em dia que mulher não possui celulite no corpo? Celulite não é nada mais do que uma forma que o corpo feminino armazena gordura. E esse tabu é somente uma forma que a indústria encontrou de nos vender produtos. 

No blog postamos um texto sobre “5 palavras para atualizar seu dicionário saudável” que falamos sobre a bendita celulite, e a partir de que momento começamos a nos importar com ela. 

A questão é: eu aprendi a amar meu corpo com meus furinhos e, realmente, isso é algo muito difícil de se fazer. Minha irmã é um dos exemplos de pessoas que, para se sentir melhor consigo mesma, preferiu fazer mudanças no seu corpo. 

Assim com 98% das mulheres, ela tinha aquele aspecto de casca de laranja na pele, mas a única forma que ela viu para lidar com isso foi fazendo tratamentos estéticos para diminuir a quantidade de celulites. 

Não existe nada de errado em ter essas marquinhas, afinal, elas são apenas uma representatividade de como é o corpo de uma mulher e, por isso, trouxe para você alguns “mitos e verdades” para desmistificar muitas coisas que as pessoas pensam sobre a celulite:

Somente pessoas com excesso de peso têm celulite 

MITO. A celulite aparece em decorrência de inflamações no tecido adiposo, o qual constitui as gorduras no corpo, mas é preciso entender que mesmo pessoas aparentemente magras possuem tecido adiposo. 

Mulheres têm mais celulite do que homens 

VERDADE. Estima-se que apenas 9% dos homens apresentam os furinhos, o que se sabe é que o organismo feminino tem maior tendência a acumular gorduras no quadril, barriga e coxas. 

Ela é uma condição genética 

VERDADE. Apesar de ser verdade que o fator hereditário pode contribuir com a predisposição, também é preciso entender que não é somente a genética a única responsável pela celulite, qualquer pessoa pode desenvolvê-la mesmo sem histórico familiar. 

O tipo de roupa pode causar celulite 

MITO. Muitas pessoas pensam que calça apertada é a maior causadora de celulite, mas a única influência que o tipo de roupa apresenta refere-se à limitação da circulação sanguínea, que é um fator pouco provável diante de outros mais evidentes, como dieta inadequada e sedentarismo. 

Atividade física é o principal tratamento para combater essas marquinhas 

VERDADE. Tanto para prevenir como para combater os indesejados furinhos, praticar atividade física regularmente ajuda a diminuir a gordura e, consequentemente, as inflamações. Mas vale alertar que não basta exercitar-se, é preciso acompanhar com alimentação equilibrada. 

É tudo uma questão de aceitar seu corpo e entender que ele não é feio por ter o que a maioria das mulheres têm. Celulite não deve ser tratada como doença, porque ela não é. Não torne isso um empecilho na sua vida, se ache bonita e se ame, ame suas imperfeições e ame também suas mudanças. 

Próximo passo: escolha seu melhor biquíni, vá a praia, e não se importe com quem pode ou não estar reparando em você, tome um banho de sol, um banho de mar e coloque seu bumbum para jogo, menina! Seja feliz em seu próprio corpo. 

Texto produzido pela Desinchá.

@ load more