Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

A depressão afeta o seu corpo. Disso, não existem dúvidas. A gente cresceu aprendendo que essas doenças mentais são uma ‘frescura’, e que a tristeza que a gente experiencia quando está em depressão ‘vai passar’. Mas como esse é um distúrbio que afeta diretamente a forma como você se relaciona com as pessoas, e também com si mesma, é óbvio imaginar que o seu corpo sofra com isso.

É por esse motivo que a depressão é considerada uma das doenças mais incapacitantes do mundo, segundo a Organização Mundial de Saúde. Como isso se traduz no mundo? Simples, como a doença interfere na produtividade e o desempenho das pessoas, ela já causou perdas anuais de 1 trilhão de dólares no mercado mundial. Ou seja, sim, a depressão afeta o bolso de muita gente.

Mas isso ainda pode ficar um pouco distante de você. Afinal, parece um pouco estranho identificar como a depressão afeta o seu corpo, sem saber exatamente o que ela faz, não é mesmo? Pois bem, a gente listou alguns dos sintomas mais comuns para você:

Como a depressão afeta o seu corpo

1. Distúrbios do sono

Das duas uma: ou você dorme demais e continua sentindo muito sono durante o tempo que está acordada; ou não consegue dormir porque a sua cabeça não desliga dos problemas e preocupações que levaram você ao estado depressivo. Qualquer que seja o caso, a qualidade do seu sono não é boa, porque você não recupera as energias necessárias para a rotina.

2. Problemas no coração

A depressão coloca um peso extra no trabalho do seu coração, o que pode levar a doenças mais sérias no futuro – incluindo ataques cardíacos. Alguns estudos da Universidade de Johns Hopkins concluíram que um em cada cinco pacientes que sofreram um ataque do coração foram diagnosticados com depressão não muito depois do ocorrido. E pessoas que nunca tiveram problemas cardíacos ficam mais propensas a essas questões por causa da doença mental.

3.Dores pelo corpo

É comum pacientes que sofrem com depressão sentirem dores em várias partes do corpo, mas principalmente nas costas e no peito. A fadiga e os distúrbios do sono podem colaborar para isso naturalmente, e o estresse do dia a dia também acaba tensionando os músculos e deixando-os doloridos. A situação pode ser ainda pior se você não faz exercícios físicos.

4. Aumento ou perda de peso

Outra maneira em que a depressão afeta o seu corpo é através da mudança de peso. O seu peso varia muito (para mais ou para menos) por causa das mudanças do seu apetite. Você pode perceber um comportamento compulsivo em relação a comida (uma vontade de comer muito e sem parar) ou de não comer nada, em que você se vê sem fome. E isso, óbvio, altera a sua relação com a balança.

5. Fadiga

Esse é um dos sintomas mais comuns de um quadro depressivo ou de ansiedade: você se sente cansada o tempo inteiro e sem energia para fazer as suas atividades cotidianas. É um cansaço que aparece sem explicação. Isso tem uma justificativa científica: como a depressão é uma doença que afeta a produção de hormônios importantes para o bem-estar, como a serotonina, você acaba se sentindo exausta e sem energia ou ânimo para movimentar o corpo.

6. Desinteresse no sexo

A sua vida sexual também pode sofrer algumas baixas, diante de um quadro de depressão. Já foi comprovado que pessoas depressivas sentem menos vontade de transar do que as que não possuem a doença, o que implica em uma diminuição na libido. Os antidepressivos também tem uma relação com isso (e afetam o seu desejo sexual), mas só a depressão por si mesma é capaz de diminuir a sua vontade de ter relações sexuais.

7. Sistema imunológico fragilizado

Tanto a depressão quanto a ansiedade são conhecidas por fragilizarem o sistema imunológico, de forma que você pode ficar doente com mais facilidade. Na verdade, esse é um dos principais motivos que levam pessoas depressivas a buscarem ajuda médica, porque não consegue combater doenças simples, como uma gripe, ou ficam doentes muitas vezes seguidas – e não suspeitam que isso pode ter alguma coisa a ver com o seu estado mental.

8. Dores de cabeça

Segundo a Associação de Ansiedade e Depressão dos Estados Unidos, casos de ansiedade ou depressão crônicos estão muito ligados com dores de cabeça frequentes ou crises de enxaqueca (uma dor muito forte e constante, dos dois lados da cabeça ou atrás de uma das orelhas, que pode durar algumas horas ou dias). Você acumula, inconscientemente, tanto estresse, frustrações e dúvidas, que acaba descontando no corpo na forma de uma dor.

Se você perceber que estes sintomas estão aparecendo com frequência no seu dia a dia, não hesite em buscar ajuda médica e psicológica para saber o que está acontecendo. A depressão não tratada tem sérias consequências na vida de uma pessoa – e pode, inclusive, levar ao suicídio.

No mais, preste atenção: se você não sofre dessa doença, mas conhece alguém que está passando por uma fase difícil, fique atenta. Você já sabe como a depressão afeta o seu corpo e pode identificar os sinais nos outros também e oferecer ajuda e apoio, se houver abertura para a conversa. Se nos interessarmos mais uns pelos outros, a gente consegue acabar com o tabu em torno disso e tornar o tratamento algo mais aberto, que alcance mais pessoas e que seja, principalmente, mais fácil de encarar.

Lembre-se também que, se achar que a sua situação está difícil demais, você pode sempre buscar ajuda no CVV, o Centro de Valorização da Vida, discando 141. Você não está sozinha nessa.

Foto de capa: Carolina Heza / Unsplash

@ load more