Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

A gente sempre abre o jogo por aqui sobre relações que não são saudáveis, porém, conversar sobre relacionamento abusivo ainda é uma dificuldade para muitas pessoas. No nosso Clube Superela, uma das nossas usuárias perguntou como ela poderia comentar com a irmã sobre o namoro tóxico dela e a principal resposta foi ‘fale a verdade’.

conversar sobre relacionamento abusivo

Pensando nisso, nós separamos algumas dicas para ajudar você a conversar sobre relacionamento abusivo com alguém que está muito envolvida numa relação desse tipo. Vale lembrar que o primeiro passo é sempre abordar a pessoa com calma e interesse, e nunca forçá-la a falar sobre o assunto ou reclamar que ela está em um relacionamento ruim.

Como conversar sobre relacionamento abusivo

1.Puxe o assunto de forma sutil

Ao invés de começar dizendo ‘você sabia que está em um relacionamento abusivo?’, foque na sua amiga e no que você conhece dela e diga que você percebeu que ela está diferente desde que começou a namorar. Comente que ela não parece tão contente e que você se preocupa e gostaria de saber se está tudo bem. A partir daí, tudo depende do que ela responder, mas esse primeiro passo já mostra para quem está em uma relação tóxica que alguém está interessado em saber sobre ela – você cria um laço de confiança.

2.Acima de tudo, ouça

Conversar sobre relacionamento abusivo não é falar sobre você e o que você acha. É ouvir o que a outra pessoa tem a dizer e tentar entender como você pode ajudá-la. Se ela defender o namorado, dizer que ele não é abusivo, se ficar defensiva ou brava com o assunto que você puxou, ouça. Escute o que ela tem a dizer e tente entender o que a faz pensar dessa forma. Faça perguntas, busque saber como ela se sente. Se for preciso, diga ‘Eu não quero saber sobre ele, eu quero saber sobre você’.

3.Não diga a ela o que fazer

Pode ser um impulso por preocupação, ou porque você consegue ver como esse relacionamento é abusivo – ou até violento. Porém, você não pode forçar uma pessoa a deixar um relacionamento que faz mal, esse tipo de comportamento é igual ao que o parceiro abusivo tem! Segundo a revista Glamour norte-americana, Diane Lass, PhD especialista em tratar mulheres que sofrem de violência doméstica, explica que podem levar entre sete e nove tentativas até uma mulher decidir deixar o parceiro abusivo de uma vez. Ou seja, paciência! Nesses casos, o máximo que você pode fazer é dizer a ela que sempre estará ali para apoiá-la e ajuda-la.

4.Reforce que ela não tem culpa de nada (e que você não a julga)

Um dos maiores problemas ao conversar sobre relacionamentos abusivos é que as vítimas comumente se sentem culpadas e envergonhadas de falar sobre a sua situação. Elas têm medo do que as outras pessoas vão dizer e, principalmente, que ninguém vai acreditar nelas. Reforce, sempre, que ela não tem culpa de nada e que você está aberta para ajudá-la como ela precisar, mesmo que seja só ouvindo o que ela tem a dizer – sem julgamentos. Isso significa também que você vai manter o que ela conta em segredo e não vai sair fofocando sobre por aí, ok?

5.Encoraje-a a buscar ajuda profissional

É óbvio que você vai apoiar e o ouvir a sua amiga, mas isso não significa que ela não precisa de uma ajuda mais qualificada para sair dessa situação. Encoraje-a a buscar a ajuda de um profissional ou coloque ela em contato com alguém que você conhece e que pode ajudar. Mas lembre-se sempre que esse encorajamento precisa ser sutil, você não pode colocá-la contra a parede ou forçá-la a ir atrás de uma psicóloga, por exemplo.

6.Incentive-a a fazer coisas fora do relacionamento

Relacionamentos abusivos são conhecidos pelo isolamento: normalmente um parceiro abusivo faz o que pode para afastar a vítima da família e dos amigos, fazendo com que ela seja totalmente dependente do parceiro. Chame a sua amiga para tomar um café de vez em quando, ir ao cinema, passar uma tarde com você e a família, ver outras pessoas. Ela precisa entender que existe uma vida além do namoro ou casamento.

7.Se for preciso, faça uma denúncia

Se você percebe que a mulher está correndo um perigo iminente, se o parceiro é fisicamente abusivo, se ele faz ameaças o tempo todo, se ela teme pela própria vida, não hesite em pular a parte da conversa e fazer uma denúncia, mesmo que a sua amiga proteste. Nada é mais importante do que a segurança dela, então, em casos extremos disque 180 para fazer uma denúncia através da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres.

 

No mais lembre-se também de cuidar de você. Você precisa estar bem para cuidar da sua amiga e mostrar o apoio que ela precisa, por isso, cuide-se! Estude sobre relacionamentos abusivos, entenda como é possível alguém sair dele e ofereça o seu ombro sempre que a sua amiga precisar. Quando ela tomar a decisão de deixar essa relação tóxica, ela sabe que poderá contar com você para ajudar no processo.

Foto: Reprodução / Friends


Você pode ajudar a nossa usuária com dicas para conversar sobre relacionamento abusivo respondendo a pergunta abaixo!

@ load more