Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Quando o assunto é ajustar o orçamento, muitas pessoas já sentem um frio na espinha. Bem, organizar as contas e economizar dinheiro nem sempre é fácil. Mas se você não faz parte do grupo das sortudas que nasceram em berço de ouro ou ganharam uma bolada na loteria, controlar as finanças é mais do que uma necessidade: é uma obrigação.

Dificilmente alguém se enrola e se endivida da noite para o dia. Normalmente, o que acontece é o famoso efeito bola de neve: você vai dando pequenos tropeços aqui e acolá, vai empurrando os problemas com a barriga, finge que está tudo bem e quando vê a situação está bem pior do que imaginava.

Já se viu nesse cenário ou chegou bem perto disso? Pois então amiga, chegou a hora de sacudir a poeira e colocar tudo em seu lugar.

1. Economizar dinheiro não precisa ser sofrido

Economizar dinheiro não precisa ser sofrido

Antes de tudo, preciso dizer que este não é mais um artigo que propõe dicas absurdas para você. A ideia é justamente o contrário. Eu não vou te falar para abrir mão do carro para fazer o trajeto até o trabalho de bike, nem te dizer para acordar às 5 da manhã para correr no parque e assim economizar com a academia.

Nada disso faz muito sentido para uma rotina igual à da maioria das brasileiras: acordar cedo para trabalhar, enfrentar trânsito, se estressar no trabalho, voltar para casa exausta depois de se espremer no transporte público. Isso sem contar em quem tem filhos e precisa organizar as coisas na casa sozinha.

Cansa só de falar né? Pois então. Vou propor mudanças simples, mas que podem fazer muita diferença na sua vida. Olha só:

2. Corte onde não dói

Corte o que é supérfluo

Corta corta corta

A primeira coisa a se fazer é ter um olhar crítico sobre os seus gastos. Isso significa identificar onde você pode gastar menos (ou até mesmo não gastar nada) sem sofrer muito por isso.

Por exemplo, se você curte um happy hour com o pessoal da firma toda sexta à noite. Que tal propor um barzinho mais em conta? Percebeu que eu não estou dizendo que você deve ficar em casa sozinha assistindo Netflix? Você tem todo direito de se divertir fora de casa. A ideia aqui é escolher uma opção que não vá te fazer gastar R$150 em apenas 3 drinks.

Uma outra sugestão bem pé no chão é parar de usar cartões de lojas. Calma, que não estou dizendo para você parar de comprar “brusinhas”. Quero dizer é que esses cartões, mesmo quando não cobram anuidade, provocam uma falsa sensação de que você gastou pouco.

Só que quando você coloca no papel, você está devendo para 3 lojas diferentes. Então, o melhor é concentrar tudo na sua conta corrente mesmo. Porque aí você consegue dimensionar o verdadeiro peso que suas compras causam no seu orçamento e fazer escolhas racionais (tipo abrir mão de uma roupa nova que você nem precisa tanto porque o mais importante é pagar o aluguel e ainda ter uma grana extra na conta).

3. Faça escolhas inteligentes

Faça escolhas inteligentes

Eu escolho eu mesma!

Já dei um spoiler no tópico ali de cima de como economizar dinheiro. É muito importante você colocar na balança o que é realmente importante e necessário comprar em determinado momento. Eu mesma adoraria viver aquela cena de filme em que a mocinha sai do shopping carregando dezenas de sacolas de compras. Só que infelizmente não vivemos na ficção da “sessão da tarde”.

Então, a gente precisa aprender a escolher com inteligência. De novo: isso não significa deixar de fazer o que você gosta ou ficar contando moedas o tempo todo. Na verdade, a ideia aqui é organizar todas as suas vontades dentro do seu orçamento.

Imagina só: você está terminando de pagar o financiamento do seu carro, está guardando dinheiro para uma viagem nas próximas férias e será madrinha em um casamento no próximo mês. Muitos gastos de uma vez só, concorda?

Então, que tal se planejar para evitar abusar do cartão de crédito e ficar devendo no banco? Uma boa ideia é pagar a parcela do carro em dia, guardar um pouco menos de dinheiro para a viagem e ver com as amigas quem pode te emprestar um vestido bem lindo para o evento.

Viu que no fim das contas você colocou cada coisa em ordem de prioridade? A viagem não deixou de ser relevante. Você apenas ajustou o valor economizado para ela, de acordo com o orçamento do mês. O casamento é importante também? Com certeza. Mas você não precisa comprar um vestido novo para isso e corre risco de estourar o limite do seu cartão. Compartilhar o guarda roupa é uma ótima forma de resolver essa pendência sem gastar nada.

E sabe a melhor parte? No mês seguinte, você vai estar com a conta mais folgada porque vai ter finalizado o pagamento do carro e vai poder por um dinheiro a mais na reserva para a viagem dos seus sonhos. E quem sabe ainda sobra um valor extra para caprichar no penteado e maquiagem para o casamento.

4. Tenha objetivos claros

Tenha objetivos claros

Ok, beleza.

O maior problema que impede muitas pessoas de chegarem onde desejam é que, na maioria das vezes, elas não sabem exatamente o que desejam. E saber onde se quer chegar é muito importante.

Se você abre o aplicativo de mapas no seu celular, ele só vai te dar o melhor caminho se você inserir o endereço de destino, certo? A lógica aqui é mesma! Como definir o melhor plano para economizar dinheiro e atingir um objetivo se você nem sabe o que quer conquistar? Assim fica bem difícil, amiga.

Por isso, sugiro que você acorde sem pressa um dia do fim de semana, tome café tranquila e reflita por algum tempo quais conquistas te deixariam mais realizada. Seria uma viagem à Capadócia? Uma casa com quintal grande? Uma moto para não ter que pegar dois ônibus até o trabalho? Um curso de pós para dar um up no seu currículo e quem sabe te garantir uma promoção? Uma festa de casamento com todas as pessoas mais queridas?

Dá para pensar em várias metas. E é você quem precisa definir quais delas se encaixam nos seus desejos. Nada de ter vergonha em admitir que seu sonho é ser milionária. Se é isso mesmo que você quer, então já comece a arregaçar as mangas para fazer acontecer. Com um objetivo mais definido, vai ficar bem mais fácil determinar ações que te ajudem a chegar lá.

5. Defina metas possíveis

Defina metas possíveis

Isso não é possível!

Ah, esse é um lembrete para a dica que acabei de dar. Quer ter seu R$1 milhão na conta? Ok, tudo bem. Mas não decida que vai atingir essa meta em duas semanas. Porque né? A não ser que aconteça um milagre, a gente sabe que não vai rolar.

Objetivos mais ousados, digamos assim, exigem mais planejamento e, obviamente, mais tempo para saírem do papel. Pense no seu plano de economizar dinheiro como uma escada. Há vários degraus que você precisa pisar antes de chegar no topo dela. Cada um desses degraus podem ser metas menores.

Por exemplo: até chegar no R$1 milhão, você pode estabelecer um valor menor para juntar até o fim do ano. Outro degrau pode ser investir uma parte em uma aplicação rentável. Sacou?

6. Invista no seu futuro

Invista no seu futuro

Apesar do que muita gente pensa, economizar dinheiro não necessariamente significa guardar tudo num cofrinho. Você pode (e deve) buscar opções que ajudem a fazer seu dinheiro render, especialmente se seu objetivo for de longo prazo.

Você sabe ou pelo menos já ouviu falar em inflação, certo? Bem, é ela que faz o preço das coisas se reajustarem e muda nosso poder de compra com o passar do tempo. Quem não lembra da época em que kinder ovo custava apenas R$1?

Pois então, se você junta dinheiro por muito tempo e deixa ele parado no cofrinho, debaixo do colchão ou até mesmo na poupança, você está praticamente dando um atestado de fracasso para suas economias. Parece muito fatalista? Mas sinto informar que é perigoso mesmo, porque é bem possível que ocorra sérios prejuízos por causa da inflação.

Por isso, investir no seu futuro é aplicar o dinheiro economizado considerando a segurança e a rentabilidade dele. E a dica para não passar aperto é que existem opções no mercado financeiro que não exigem valores super altos para começar. Se você só pode investir R$100 por mês, não tem problema, porque existem opções interessantes que aceitam esse valor.

As dicas que dei aqui sobre como economizar dinheiro não são tão difíceis de colocar em práticas, são? Inclusive, todas elas têm em comum uma coisa: os bons resultados dependem do seu esforço. É aquela história, se você não corre atrás do quer, vai ficar difícil realizar seus maiores sonhos.

Imagem: Pexels

@ load more