Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Pequenas mudanças de hábitos, grandes passos rumo à economia. Você saberia me dizer quanto você gasta de compras no supermercado por mês?

Quando faço esta pergunta muitas pessoas sabem que gastam, mas não sabem o valor exato. Neste artigo vou dar dicas para você saber como economizar no supermercado e a última é a melhor!

Assim como você, eu também não sabia quanto eu gastava exatamente no mercado, eu sabia que tinha que economizar nas compras do supermercado, mas quando eu percebia já estava lá comprando coisas que muitas vezes eu já tinha em casa.

Depois que eu me reeduquei financeiramente, eu nunca mais fui ao mercado sem ter em mente que pequenas mudanças nos meus hábitos me ajudaram muito a poupar. Pequenas mudanças no comportamento, uma vez interiorizadas, se tornam práticas naturais que aumentam a qualidade de vida.

Então, vamos para as dicas para você saber como economizar no supermercado!

Como economizar no supermercado:

1. Sempre faça lista de compras

Não saia de casa sem ter a listinha de compras já feita com antecedência.

Devemos verificar apenas o que realmente falta em casa para não comprar por impulso. Mas o segredo maior para economizar não é fazer a lista, o que realmente conta é comprar apenas o que está escrito na lista, pois fugir da lista é a maneira mais fácil de gastar mais do que o necessário.

Eu quando faço a lista, deixo a minha filha que tem quatro anos participar, como eu a levo nas compras, eu já deixo avisado que só iremos comprar o que está na lista. Eu pergunto se ela quer algo, se ela disser que sim, iremos comprar somente o que ela pediu para colocar na lista de compras.

2. Compre pequenas quantidades

Fazer estoque não é uma boa estratégia para economizar. Antigamente, fazíamos estoque por causa da inflação que era muito alta, como hoje a inflação está baixa, não vale a pena fazer estoque, até porque você percebe que comprar em estoque, em poucos dias, muita comida estraga e o prejuízo é grande. Comece a comprar apenas para o consumo semanal e veja que assim economizará bastante.

3. Não se importe com as marcas de alguns produtos

Não dê muita importância para marcas de alguns produtos. Alguns não apresentam muitas diferenças quando compramos de marcas diferentes. Desse modo, podemos pegar o que estiver mais barato na prateleira. Alguns exemplos de produtos que não têm diferenças significativas ao trocar de marca: molho de tomate, arroz, detergente, sabonete, palha de aço, sal, açúcar e desinfetante.

Esses exemplos que citei são para minha realidade, então, para a sua, veja o que você pode trocar de marca, pois muitas vezes as marcas que são do próprio supermercado são boas e costumam ser mais baratas.

De acordo com a Associação Paulista de Supermercados (Apas), o preço para o consumidor chega a ser de 30% a 35% mais barato que as marcas líderes, muitos dos produtos que levam a marca do supermercado são produzidos por marcas líderes do mercado. O supermercado, na posição de consumidor nesta situação, consegue negociar valores mais acessíveis com as marcas líderes e revender mais barato para os seus consumidores, ou seja, nós.

4. Compre em supermercados que vendem por atacado

Eu comprava o lanche da escola da minha filha no supermercado próximo de casa, depois que comecei a fazer o controle financeiro eu percebi que estava gastando muito, então, quando fui até o supermercado que vende por atacado tive uma economia muito grande. A partir disso, comecei a fazer não somente a compra do lanche, mas também de outros produtos.

Pode parecer contraditório dizer para não fazer estoque, comprar em pequenas quantidades e ir ao supermercado atacadista para economizar. Fique atento(a) ao atacadista da sua região, pois para adquirir as mercadorias por preços de atacado não necessariamente precisa-se comprar muitas unidades iguais do mesmo produto, dependendo do atacadista, nem é necessário mais que uma unidade para se obter o preço de atacado.

E mesmo que seja chatinho, se cadastre nos supermercados para receber comunicados para clientes de ofertas especiais, junte os cupons, acompanhe seus pontos, esteja a par das promoções dos supermercados do seu entorno. Isso ajuda muito economizar.

5- Defina um limite do quanto pode gastar

Esse era um erro que eu cometia: não estipulava um valor! Quando eu passava no caixa e dava aquele valor alto, eu ficava com vergonha de pedir para atendente do caixa retirar alguns produtos, hoje, coloco o valor que posso gastar anotado na lista e levo um calculadora, se passar do valor que estipulei, devolvo na prateleira.

6. Aproveite dias de promoções

Toda quarta-feira tem promoção no supermercado que compro por atacado, então, procuro sempre ir neste dia para aproveitar as promoções.

Enfim chegamos a última dica que falei que é a cereja do bolo!

7. Não faça as compras de supermercado com fome ou com pressa

Você já reparou como é a distribuição dos produtos no supermercado?

Geralmente, para você pegar o arroz e o feijão você precisa dar um volta grande para que ao caminhar você vá olhando outros itens e acabe comprando sem precisar. Tudo isso são estratégias. Eles utilizam a arquitetura da escolha* que se refere à prática de influenciar na tomada da decisão, alterando a maneira pela qual as opções de produtos são apresentadas às pessoas. Já está mais que provado que quando você vai ao mercado com fome, você compra muito mais, e não só com fome, se você vai com pressa, você não olha para os preços, com isso compra produtos mais caros.

Conforme falávamos nos artigos anteriores, economizar como hábito leva a poupar, quem poupa, tem. Essas 7 dicas ajudam também na faxina financeira, o que pode melhorar a sua relação com o seu marido e toda sua família, uma vez que a transparência não nos faz cometer a infidelidade financeira.

Espero que você tenha gostado das dicas sobre como economizar no supermercado! Até o próximo artigo.

*Arquitetura da escolha (também conhecido como nudging) é a organização do contexto no qual as pessoas tomam decisões, com objetivo de influenciá-las de forma previsível pela ciência. Um “nudge”, cutucão ou empurrãozinho, é definido como:”Uma cutucada ou orientação é qualquer aspecto da arquitetura de escolhas que altera o comportamento das pessoas de maneira previsível sem proibir nenhuma opção nem mudar significativamente seus incentivos econômicos. Para ser considerada uma mera cutucada ou orientação, uma intervenção deve ser fácil e barata de evitar.  As cutucadas não são ordens.” Fonte: Wikipédia.

Imagem: Unsplash

@ load more