Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Um dos grandes desafios da organização é entender as causas da desordem e saber como organizar a casa. Ao longo da minha experiência fui identificando várias categorias da desordem e acho importante listar para facilitar e trabalhar o assunto de maneira efetiva. Quando não entendemos o padrão não conseguimos gerar a mudança. Quando sabemos a causa, o diagnóstico é mais assertivo e aí aprendemos como organizar a casa e a vida.

No entanto, antes de tratar das categorias é importante salientar que não defendo uma limpeza primordial. Uma casa muito arrumada pode ser tão problemática quanto aquela onde impera a bagunça. O exagero também traz uma tensão. O importante é sempre buscar o equilíbrio, o meio termo. Vamos as categorias da desordem:

Como organizar a casa: 4 principais causas da desordem

1. Coisas que você não usa e de que não gosta

Coisas que você gosta e que aprecia tem uma energia forte, vibrante e alegre e permitem que a energia flua através delas. Se você tem um objetivo bem claro na sua vida procure manter na sua casa apenas coisas de que goste e que lhe traga boas lembranças. Evite guardar e manter em casa coisas e objetivo e que não goste, que não tenha utilidade para você. Coisas inúteis e não-amadas reduzem a energia da sua casa.

Quando uma casa está cheia de coisas que você gosta ou das quais faz bom uso, isto se torna uma fonte inacreditável de apoio e progresso. A desordem, por outro lado, draga a sua energia e, quanto mais você a mantiver, mais elas o afetará. Quando você se livrar de tudo o que não tem mais significado e importância se sentirá mais leve de corpo, de mente e de espírito.

2. Coisas que estão desarrumadas ou desorganizadas

Nesta categoria, a desordem consiste em coisas que não tem um lugar próprio para elas, ou que tem um lugar, mas foram retiradas e ficaram misturadas com outros objetos. Mesmo que você conserve suas coisas reduzindo-as ao máximo deixando apenas o que usa e gosta, o lugar ainda estará em desordem se estiverem esparramadas por todos os cantos, e for difícil encontrar determinadas coisas.

Provavelmente, como acontece com a maior parte das bagunças, o que você está mantendo é a ordem no seu caos. Você precisa manter coisas expostas bem a vista para se lembrar de assuntos importantes. A caixa do correio vive lotada e se espalham por todos os cantos, papéis espalhados aparecem vindos não se sabe de onde, e acumulam em pilhas enormes, resistindo a todas as suas tentativas de classificá-los e ordená-los. Nesta categoria também há aquela compra impulsiva onde você traz para casa e diz para si mesma: “vou deixar isto aqui por enquanto”, e ali fica. Às vezes durante meses, anos ou até décadas.

Quando as coisas estão embaralhadas e confusas, cria-se tensão e confusão em vez da paz e da clareza que ocorre quando as coisas estão ordenadas e você sabe onde estão.

3. Muitas coisas acumuladas em pequenos espaços

Às vezes o problema é apenas uma questão de espaço. Sua vida e sua família se expandiram e a casa ficou pequena. Você pode procurar alternativas para domar a bagunça recorrendo a guarda-móveis, casa da praia ou casa da chácara. Porém quanto mais você abarrotar os espaços em que vive, menos espaço sobra para a energia se movimentar e mais difícil fica para fazer as tarefas diárias.

Com a desordem do tipo coisas-demais-em-pouco-espaço, sua casa começa a sentir como se não conseguisse respirar, e a sua própria respiração ficará mais limitada e superficial. A solução é se mudar para um lugar maior ou livrar-se de grande parte de suas coisas, liberando espaço para o ar entrar. Você ficará surpresa ao perceber como passará a se sentir melhor, em todos os sentidos.

4. Qualquer coisa inacabada

Essa forma de desordem é a mais difícil de se ver e a mais fácil de se ignorar. Qualquer coisa inacabada nos domínios físicos, mental, emocional e espiritual deixa em desordem a sua psique.

Coisas com que você não lida na sua casa refletem questões mal resolvidas na sua vida e drenam a sua energia. As coisas inacabadas são consertos insignificante, tais como reparar a gaveta quebrada, consertar um eletrodoméstico quebrada, uma torneira que pinga continuamente, ou tarefas maiores como redecorar a casa, domar a selva na qual o seu jardim se transformou. Quanto maior for a escala, maiores serão as dificuldades para seguir em frente.

Você ficará perplexo ao perceber qual alto voarão seus níveis de vitalidade se completar todos os seus assuntos inacabados.

Gostou das dicas? Agora que você já sabe como organizar a casa, compartilhe conosco a sua opinião!

Imagem: Reprodução / Friends

@ load more