Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Antes de tudo, precisamos aliviar essa tensão sobrecarregando o flerte. Flertar é, e deve ser delicioso, despretensioso e divertido. Porque em teoria, o sentido de flertar é leve, tranquilo e sem expectativas. No entanto, quando chegamos a prática, flertar parece uma tarefa árdua e amarrotada de possíveis rejeições.

Mas calminha aí, chega de ter medo de flertar! Estamos aqui para ajudar umas às outras. E como boa sagitariana que sou, flerto até em fila de supermercado. Portanto, vim aqui pra acalmar seu coraçãozinho e te ajudar neste prazeroso ofício.

Flertar consiste em um diálogo despretensioso com umas gracinhas à gosto. Por isso não se leve tão à sério, muito menos leve o outro à sério.

Não espere conhecer seu futuro amor partindo de um flerte. Pode acontecer? “Tudo pode ser. Se quiser será” como já dizia nossa rainha Xuxa. Mas se você concentrar toda a sua energia no resultado, a coisa desanda. Você fica ansiosa, fala demais, ou de menos, entra em pânico e o/a crush vai considerar chamar uma ambulância pra te socorrer, tamanho desespero estampado na sua cara. Não queremos isso!

Tenha em mente o seguinte: não existe mal nenhum em se expressar. Isso vale pra tudo na vida. Falar o que sente (ou o que não sente) evita desentendimentos, gera empatia, responsabilidade afetiva, discussões construtivas e até uns beijinhos, por que não? No flerte você mostra pra outra pessoa, sem pressão alguma, que você gostou dela. Que algo nela chamou a sua atenção. Pronto. Não dói nada. O estigma da rejeição é superestimado. Vamos colocar a mão na consciência e entender que não somos irresistíveis, mesmo sendo maravilhosas. É absolutamente natural que o outro não esteja na mesma vibração que você e tá tudo bem! Você não deixa de ser quem é por causa dos conceitos e até projeções de outra pessoa. Parte pra outra e divirta-se!

Sem mais delongas, vamos para a prática.

Como perder o medo de flertar

1. Flerte primeiro com você

Se namore no espelho antes de sair, mesmo que seja pra comprar pão. Eu sei que eu bato sempre nessa tecla do auto apreço, mas é fato que se você não se achar interessante, dificilmente outras pessoas acharão.

Mas vale ressaltar que:

Amor próprio não é obrigação. É construção. Isso vale para qualquer relacionamento, inclusive o seu consigo mesma. Portanto não se cobre uma autoestima irretocável. Se conquiste, se paquere, no seu tempo. Respeite os seus momentos. Dito isso, continuemos.

Ainda no espelho, observe a fada descendente de Afrodite refletida. Olha que mulherão, que obra de Da Vinci cheia de mistérios, enigmas e malícia!

É bem por aí mesmo. Exalte sua singularidade.

Sorria, abuse das caras e bocas, se perceba. Conheça suas expressões, se observe mais. Isso gera confiança e alimenta deliciosamente sua autoestima. E nutrição pra autoestima nunca é demais.

Flerte primeiro com você.

2. Esteja à vontade consigo mesma

Agora que você está bem alimentada de amor próprio, tá na hora de se exibir. Sua chegada num ambiente, online ou físico, é notada pela confiança que você traz consigo. Taí a importância do passo 1.

Não importa o quê ou quanto você veste, se está maquiada ou não, de salto ou rasteirinha. Esteja à vontade consigo mesma. Não existe nada mais sexy do que estar à vontade com o seu corpo, seu estilo, seu papo.

3. Não tenha medo de interagir

Puxe conversa sem medo. Seja você, naturalmente. De forma alguma tente parecer outra pessoa para impressionar quem quer que seja. Apresente-se com a segurança natural que você já tem. Livre-se da carga de depender da aprovação do outro.

4. Mantenha contato visual e o melhor da festa: sorria!

O seu sorriso, além de contagiante, é um convite para quem está inseguro em se aproximar de você. É uma autorização informal de que está tudo bem um contato mais próximo.

5. Atenção aos joguinhos!

Evite. E sobretudo não se envolva nos joguinhos dos outros. É muito chato quando um simples flerte se torna uma defesa de TCC. Se notar que o outro está caminhando para joguinhos emocionais, caia fora o mais rápido possível. O flerte não precisa doer, tampouco te fazer sofrer, se sentir rejeitada e constantemente sob avaliação. Lembre-se: é pra ser divertido!

Tudo em ordem, sem medo, sem joguinhos, interesse mútuo? Agora é com você, pequena gafanhota. Faça o que sentir vontade. O que ambos sentirem vontade.

Mas e se não deu com este? Parte pra outra, sem nóia! Sua autoimagem independe das impressões do outro. Você se conhece melhor do que ninguém e uma perspectiva externa não pode validar toda uma vida de convivência consigo mesma. Você sabe que é uma ótima companhia, mas a outra pessoa tem todo o direito de não se interessar.

E por fim, lembre-se sempre de amar o próximo.

Próximooo!

Imagem: Unsplash

@ load more