Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Quando nos apaixonamos por alguém, queremos mostrar o melhor de nós. Nos cuidamos mais, nos vestimos melhor (deixamos o moletom de lado rs), nos perfumamos com aquelas essenciais para “ocasiões especiais” e por aí vai. Fazemos todo o possível para que o outro veja nosso melhor lado, nossa melhor versão. Na tentativa de se fazer notar por aquela pessoa que habita os pensamentos mais utópicos românticos cabalísticos.

Mas já pensou em se apaixonar por você mesma e tratar a si da mesma forma?

Imagina só, o começo de um relacionamento tórrido. Paixão nascendo. Você quer ser melhor. Quer impressionar, quer ser única. Então, por que não resgatar essa história de amor próprio que ficou perdida no caminho, ao invés de buscar amor dos outros? Que tal investir nesse romance que tem tudo pra dar certo? E o que te impede de (re)começar a se paquerar?

Parece bobo à princípio, mas a sensação de ser cortejada pelo amor da sua vida (que é VOCÊ! Caso ainda restem dúvidas) é maravilhosa. Apaixonar por você mesma é essencial!

Assim como na rotina dos relacionamentos desgastados, deixamos de apreciar o simples. Os detalhes. Sabe esse seu jeito de lidar com as diversas situações na sua vida? Ele é só seu. Ninguém tem essa maestria singular de saber o que é melhor pra você. Ninguém nesse mundão de minha Deusa tem as suas características, ou seu jeitinho de entrar e sair de lugares. Ou problemas. Apenas você é assim.

E esse lance de se paquerar é delicioso. Além de essencial. Ninguém vai passar mais tempo com você do que você mesma. Portanto enriqueça esse relacionamento.

Quer exemplos práticos para saber como se apaixonar por você mesma? Aí vai:

1. Tome um banho daqueles

Tome um banho daqueles de pré-encontro, com direito a hidratação dos pés a cabeça. Massageie seus cabelos, sua pele, seu corpo com carinho e sem pressa. Deixe a água escorrer pelas suas dobrinhas (se você as tiver, como eu). Deixe que a água leve embora as inseguranças do hoje. Sinta o seu corpo e leve o tempo que precisar. E não é desperdício de água não, fada sensata! O meio ambiente aguenta e até conspira para que você se sinta bem.

2. Vista-se pra você

Use aquela camisola, lingerie que você guarda apenas para um possível pretendente, de uma possível noite mágica. Nem vem dizer que não tem, porque eu sei que tem sim um look sedutor/matador guardado aí. Tem ocasião mais especial do que se encontrar?

3. Se alimente bem. O momento de se nutrir é sagrado a quem se ama

Pelo amor da Santa Gaga, este tópico não é sobre dieta. Não mesmo. Prepare, ou peça aquela comidinha que você ama para um jantar/almoço/whatever especial. Particularmente, eu prefiro preparar algo. Cozinhar pra si também é terapêutico. A ocasião pede.

4. Escute músicas que te fazem sorrir

Ponha pra tocar suas músicas favoritas em som ambiente ou nas alturas. Crie o clima. Divirta-se com você. Dance, cante alto. Você merece sim todo o amor apenas por ser quem é.

5. Pare de procurar defeitos em você

Se olhe no espelho sem procurar “defeitos”. Este corpo que você vê refletido te acompanha e acompanhará até o fim. Sorri, chora, alerta quando necessário, respira, se movimenta, movimenta outras vidas. Segue firme te possibilitando fazer absolutamente tudo o que você precisa. Como não amar alguém que faz tudo por você?

6. Olhe-se no espelho sem pressa

Ainda diante do espelho, explore o seu corpo. Veja as pintas que você não tinha reparado antes. Cicatrizes que denunciam sua história vividamente. Todas as marcas de expressão mostrando o quanto você já se fez feliz sem nem notar que o tempo todo, era você quem estava ali, te cuidando. Foi você que tomou as decisões que te trouxeram até aqui. Foram todas as mulheres que um dia você foi que te transformaram na mulher que você é hoje. Observe-se com carinho. E principalmente com gentileza.

7. Medite. Mas medite sobre você

A meditação é uma prática transformadora. Te coloca em equilíbrio com você e com o todo. Mas meditar sobre si é um empurrãozinho pra que você se derreta de amor próprio. Tire 10 minutinhos do seu dia para desacelerar e relembrar a mulher maravilhosa que é. Pense nas suas conquistas, mesmo as mínimas, como conseguir desembaraçar o cabelo. Ou acordar cedo, não se atrasar, ser uma boa profissional, ter finalmente se livrado de um embuste e por aí vai. Sorria pra você. Seja grata a você. Enalteça você! Porque tudo o que vale a pena, provém de você.

Existe uma falácia circulando há séculos de que a mulher deve ser modesta. Que esse sentimento de glória interior é pura vaidade. E que Amélia, que não tinha a menor vaidade, é que era mulher de verdade.

É fake news, mulher!

Se livre dessas crenças limitantes o quanto antes.

Eu tenho uma teoria muito particular de que quem inventou essa história foi um homem com muito medo do poder natural/crescente/absoluto da mulher. Então, com o objetivo de atingir a “moral feminina”, veio com essa fábula de que mulher que se acha é arrogante e/ou vulgar. Pois se ache sim. Sobretudo, se encontre.

Você é um mulherão da porra e deveria estar ciente disso! Não há arrogância em saber e reconhecer a mulher que você é. E não há nada mais lindo do que uma mulher que se apaixona por ela mesma, mesmo nos dias mais difíceis. Afinal, como em qualquer relacionamento, nem todo dia é azul com bolinhas brancas. Mas todo dia é dia de se enxergar com gentileza.

“Querida, nunca mais se deixe esquecer aonde nasce e mora todo o amor.”

Imagem: Unsplash

@ load more