Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Oi meninas, como vão? Vocês já sabem que eu adoro compartilhar ideias de renda extra, né?! Desse modo, hoje eu preparei um conteúdo super legal para as migas que gostam de escrever! Vamos lá?

Isso é profissão?

O mercado de profissionais freelancers tem crescido muito no Brasil, e isso está extremamente ligado às profissões do futuro, que já discutimos em outro texto. Se você não viu, dá uma olhada aqui.

Se você abriu esse artigo, ou estava muito curiosa ou realmente gosta muito de escrever! Eu particularmente gosto tanto de escrever, que já tive até um blog de poesias.

No entanto, existe uma grande diferença entre escrever bem e ser uma boa produtora de conteúdo. Ou seja, a redação para blogs e afins, segue uma estrutura diferente da redação que conhecemos na escola.

Em síntese, você pode se tornar uma redatora freelancer mesmo se atualmente sua escrita não for a melhor.

Dicas para se tornar uma redatora freelancer:

1. Reflita sobre o que você gosta de escrever

Não precisa ser apenas um tema, mas é ideal que você goste e entenda sobre o que está escrevendo

2. Estude

Tem muita coisa boa e gratuita na internet, mas se quiser ganhar tempo, super indico os cursos gratuitos da Universidade Rock Content.

3. Persista e treine

Ninguém nasce sabendo, por isso insista quantas vezes for necessário. Escreva e reescreva. Com o tempo se tornará muito melhor!

4. Nunca pare de estudar

Técnicas de escrita para web podem mudar a qualquer momento, o mercado digital está em constante evolução. Esteja atenta, acompanhe bons canais de conteúdo

5. Seja vista

Faça o seu cadastro em plataformas como a Workana e 99freelas, esse tipo de site faz a conexão entre você (freelancer) e as pessoas que precisam te contratar.

Como é ser freelancer?

Sem dúvida, a profissão freelancer ainda é um pouco desconhecida no Brasil. Mas, vamos entendê-la melhor:

Freelancer, é o termo inglês usado para denominar o profissional autônomo que se “autoemprega” em diferentes empresas ou, ainda, guia seus trabalhos por projetos, captando e atendendo seus clientes de forma independente.

Entendeu? Dessa maneira, você pode encarar como uma renda extra e trabalhar apenas nas suas horas vagas, ou ainda, como uma verdadeira profissão.  Quem sabe não é a sua chance de migrar de carreira?

Nem tudo é um conto de fadas

Sem dúvidas, trabalhar em casa, fazendo o seu próprio horário, é uma das maiores vantagens desta profissão. No entanto, nem sempre são flores.

Ser redatora freelancer, muitas vezes significa não ter certeza nenhuma se você vai ter dinheiro (principalmente no início).

Uma das dicas que costumo da, é sobre a construção do portfólio . É muito importante mostrar o seu trabalho para seus potenciais clientes. E pra te ajudar com o portfólio, dá uma olhadinha nesse vídeo que falo sobre como vender com o seu blog!

Você pode fazer um blog, mini site ou até mesmo usar sites como o médium para montar seu portfólio. Faça com amor, como se estivesse sendo paga pra isso. Ele é a sua porta de entrada!

Posso trabalhar de pijamas?

Claro que pode! Todavia, como já trabalho em casa há algum tempo, não aconselho! Acho importante vestir uma roupa confortável, separar um lugar adequado de trabalho.

Caso, você resolva ficar de pijama o dia todo, cuidado para o seu corpo não pensar que você pode relaxar o tempo todo! Nada de séries ou cochilos, no horário de trabalho hein?! Se organize!

Certamente a autonomia é algo de muito valor, no entanto, se você gosta de trabalhar de forma mais estável, existem possibilidades de contratação CTL e contratos até anuais para freelancers. Se especialize!

E ai, gostou desse artigo? Me conta nos comentários. Até nosso próximo encontro!

Imagem: Unsplash

@ load more