Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

As pessoas sempre me diziam que eu tinha um corpo bonito, atraente e bem desenhado. E que eram curvas que chamavam a atenção dos homens por onde eu passava. Eu não estou falando isso porque sou convencida, apenas trago verdades!

Eu não acredito nessa coisa de corpo perfeito, eu prefiro pensar em saúde. Por isso digo que acho meu corpo legal e que estou satisfeita com ele, mas devo isso a uma boa alimentação, às atividades físicas e também a um pouco de genética. Eu fazia academia, Pilates, Zumba e Crossfit, mas já estava cansada de academia, achava chato e meu horário não estava batendo com os horários das outras atividades, só que eu não podia abandonar as atividades físicas, até porque queria continuar mantendo o meu corpinho e continuar chamando a atenção e despertando o desejo dos homens quando eu passava com as minhas calças leggings agarradinhas no corpo marcando a minha bunda gostosa! Que mulher não gosta de se sentir bonita e desejada, não é mesmo? Caro que com respeito…

Até que um dia eu estava treinando na academia, fazendo meus exercícios e reparei uma moça me olhando. E eu lembrei que essa moça sempre me observava enquanto ela, assim como eu, treinava. Ela era linda, cabelos maravilhosos e um corpo bonito. Ela tinha uma boca carnuda, uma bunda empinada e os peitos bem avantajados. Antes eu não dava muita bola pois  achava que, assim como as outras mulheres da academia, ela sentia inveja de mim e ficava me olhando para reparar e me copiar depois. Mas nesse dia, eu notei algo diferente. Eu percebi que ela me olhava com desejo, que ela me olhava com um tesão – talvez até maior que de todos os homens daquele lugar. Ela me examinava de cima a baixo como se estivesse me perfurando, ela me comia com o olhar…

a garota da academia 1

E isso começou a me interessar, mas continuei na minha. Ela começou a se aproximar, a falar algumas coisas comigo de vez em quando. Às vezes eu tinha um pouco de dificuldade em algum aparelho e ela vinha prontamente me ajudar, mas sempre dava um jeito de colocar a mão em alguma parte do meu corpo, alisava minhas coxas ou apertava minha cintura e a cada toque dela na minha pele, eu queimava.

A academia que frequento fica no quinto andar em um prédio no centro da cidade. Certo dia, eu peguei o elevador e ele estragou no terceiro andar, o técnico veio e eu consegui sair, então resolvi subi até o quinto de escada. Só que para chegar até a escada, é preciso passar por um grande corredor e nele tinham salões de beleza, lojas, escritórios de advocacia, consultórios de Psicólogos, clínicas de estéticas.

Eu ainda não tinha passado por esse corredor, então passei olhando tudo atentamente e quando de repente eu vi uma placa escrita “aulas de vários tipos e modalidades de lutas a preços bem acessíveis, venha fazer uma aula sem compromisso!”. Eu super me interessei pois eu sempre quis fazer luta e queria sair da academia. De repente eu olhei para o vidro e tive a impressão de ver alguém me observando pelo lado de dentro da sala. Mas como estava fechada, resolvi subir para a academia e voltar lá outra hora.

No outro dia antes de ir treinar, resolvi passar lá. Conversei com a recepcionista e ela me explicou como seria a aula, me falou das lutas que eles ofereciam, me falou dos preços e eu disse que iria fazer com certeza, mas que queria fazer uma aula experimental antes de efetuar a matricula para ver qual aula eu me identificaria mais. Ela também me falou muito bem da professora, disse que ela era muito gente boa, que dominava todas as lutas e que por isso era a professora de todas as modalidades, então qualquer que fosse eu teria aula com ela, mas que eu iria gostar muito dela.

Quando ela me levou na sala para ver a professora dando aula para outros alunos, eu me surpreendi: era a moça que me observava na academia. A recepcionista disse que precisava voltar para a recepção e que era para eu ficar ali vendo a aula e que quando acabasse que eu podia ir falar com a professora. Eu fiquei ali, pasma vendo aquela mulher e pensando como ela conseguia ser ainda mais linda toda soada e descabelada. Quando me dei por mim e acordei da minha viagem, olhei e ela não estava mais ali. Eu olhei para um lado e para o outro, e nada. Como ela poderia ter desaparecido assim? Quando de repente, senti uma mão áspera segurando por trás do meu pescoço e uma boca úmida com um ar quente e respiração ainda ofegante falando no meu ouvido:

– Está procurando alguma coisa ou alguém?

[LEIA A SEGUNDA PARTE CLICANDO AQUI]

Imagem: Pinterest

Área especial sobre Orgasmo Feminino

Sabia que a gente tem uma área especial sobre Orgasmo Feminino com muitas dicas, técnicas, fotos e vídeos?

Veja uma prévia do que espera por você

Você ainda poderá participar do nosso grupo fechado no Facebook e tirar dúvidas com uma Sex Coach, além de falar sobre o assunto com outras mulheres!
Vamos nessa? 😉

Acessar o especial Orgasmo Sozinha
@ load more