Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Liguei a câmera e fiquei esperando entrar no chat do Câmera Privê, o tempo de espera fez com que eu ficasse ansiosa. Não sabia muito bem o que fazer e aquela era minha primeira vez online. Confesso que assisti uns vídeos pornô de camgirls conhecidas com a Dread Hot e a Clara Aguilar, mas mesmo assim não sabia como seria na prática.

A ansiedade tomava conta do meu corpo enquanto aquela telinha carregava. Respirei fundo e a tela mudou, abrindo a sala de chat. Ajeitei as configurações da câmera e fiquei online. Estava um tanto quanto tensa e isso não me ajudou muito.

Fiquei cerca de 5 minutos online, num entra e sai de usuários até que um veio conversar comigo.

Eu era a garota misteriosa atrás de um computador, que não mostrava o rosto. Apenas a boca e os seios por cima da camiseta decotada. É proibido ficar nua no chat grátis, também, não que eu quisesse esse tipo de coisa assim tão fácil.

“Oi”, ele disse. Podia ver que estava tão tímido quanto eu.

“Olá, tudo bom com você?”, respondi quase que imediatamente. Era meu primeiro cliente e eu não poderia perder.

Exibicionismo sempre foi uma forma de excitação pra mim. E, mesmo com meu trabalho de DJ nas noites de São Paulo, eu queria ganhar uma grana extra fazendo algo que me desse prazer. Não o prazer de tocar sets, mas o prazer erótico.

“Tudo ótimo, e você?”, ele perguntou de volta. A tensão com o fato dele, de certa forma, também ser anônimo me causava loucuras.

“Melhor agora”, respondi com uma cantada barata, mas era o melhor que eu poderia fazer. Eu mal sabia flertar com os homens da vida real. Quiçá com os da internet.

Mas foco, Beatriz, foco…

“De onde você é?”, eu podia perfeitamente imaginar sua carinha de malícia do outro lado. Se eu estava excitada só com aquela conversa, imagina ele. Respirei fundo mais uma vez. Vi meu peito subir e descer na câmera. Espero que ele tenha gostado da vista.

“São Paulo, capital. E você?”, me alonguei pra cima e estalei os dedos. Naquele momento, outras pessoas entravam na sala e viam nossa conversa, mas ninguém se manifestava.
“Ouro Preto, Minas Gerais”, dou um sorrisinho na câmera e logo digito.

“Adoro mineiros”, eu estava ficando boa nisso, muito boa mesmo. Já estava surpresa com a forma como eu estava me saindo bem com o homem que mal conhecia. Sucesso, Bia! Sucesso!
“Podemos ir para o chat mais reservado?”, ele não precisava nem perguntar, eu já estava tão excitada com a possibilidade de me masturbar pra ele que eu nem sequer estava lembrando que ainda estávamos no chat grátis.

“Claro”, respondi e logo o convite para um chat exclusivo surgiu na tela. Um chat exclusivo! Ele me queria só pra ele sem voyeurs vendo o que estávamos falando. Não consegui segurar minha excitação.

“Pode mostrar seu rosto?”, ele perguntou assim que ficamos sozinhos. Levantei a câmera e mostrei minha face, dando um tchauzinho logo em seguida.

“Vou mostrar o meu também”, ele completou. E ligou sua própria câmera.

Confesso que tomei um susto quando ele ligou o dispositivo dele, um susto positivo. Ele estava nu, com um pau duro enorme na minha frente, mas não era apenas isso. Ele era lindo, jovem, com labaredas tatuadas nos braços, cabelos cacheados, piercing no lábio e olhos verdes.

“Não gostou?” Ele digitou com um sorriso no rosto. Claro que ele sabia que eu tinha gostado.

“Amei…”, respondi, sem nem perguntar pra ele se podia, mas tirando a blusa. Mostrando que eu estava sem sutiã.

— Uau! — Ele disse e eu pude ouvir, porque o som dele estava ligado.

— Gostou? — Respondi pelo meu microfone.

— Amei… — Comecei a massagear os seios enquanto ele começava a se masturbar. O vai e vem de seu pênis grande me deixou louca. Confesso que eu sem querer lambia os lábios só imaginando minha boca naquele membro.

— Uai, você tá lambendo a boca por quê? — Dei um sorrisinho bobo e respondi com safadeza.

— Porque tô imaginando ela aí. — Ele sorriu de novo e dessa vez jogou a cabeça para trás. Aquilo me enlouqueceu. De verdade, de um jeito que eu jamais imaginaria. Eu estava deitada na cama quando ele me chamou, então afastei a cama da mesinha e desci a mão para minha calcinha.

Tudo entre nós rolava naturalmente. E isso estava sendo delicioso.

— Queria tanto te foder agora… — Ele disse, e eu também queria que ele me fodesse, mas estávamos longe um do outro. E mesmo se eu estivesse perto por segurança eu não passaria meus dados pra ele.

— Você está me fodendo… Virtualmente. — Eu disse enquanto enfiava o vibrador dentro da minha boceta. O “Virtualmente” saiu num gemido. O que fez com que nós dois sorríssemos. Eu gemia alto e a cada estocada que meu vibrador dava dentro de mim eu imaginava aquele homem maravilhoso me comendo.

Sentia ainda mais prazer em saber que eu estava me exibindo pra ele.

— Sua boceta parece ser tão apertada… — Ele disse soltando um gemido.

— Ela é… — Respondi, gemendo de volta.

Ele começou a se movimentar mais rápido e eu também. Estava sentindo que ambos estávamos próximos do ápice e que isso seria delicioso.

— Arya… — Arya Skywalker, esse era meu nome de camgirl, por isso ele me chamou assim. Ele não sabe, nem nunca saberá meu verdadeiro nome.

— Sim… — Eu disse, respondendo, mas já sem forças para conseguir falar nada.

— Eu vou gozar… — Sequer consegui dizer que eu também. Apenas gritei um gemido que meus vizinhos provavelmente foram capazes de ouvir. Enquanto isso, do outro lado da câmera, eu vi jatos de porra se espalharem na minha frente.

Aquilo me deixou louca. Ele pegou um pano, ainda na câmera, e limpou tudo. Quando olhei meu colchão ele estava completamente molhado. Que tesão.

Ele secou tudo e sentou na frente do computador de novo e disse:

— Muito obrigado por isso.

— O prazer foi todo nosso. — Respondi sorrindo abertamente.

— Posso voltar aqui mais vezes?

— Deve.

Imagem: Unsplash

Área especial sobre Orgasmo Feminino

Sabia que a gente tem uma área especial sobre Orgasmo Feminino com muitas dicas, técnicas, fotos e vídeos?

Veja uma prévia do que espera por você

Você ainda poderá participar do nosso grupo fechado no Facebook e tirar dúvidas com uma Sex Coach, além de falar sobre o assunto com outras mulheres!
Vamos nessa? 😉

Acessar o especial Orgasmo Sozinha
@ load more