Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

ATENÇÃO: CONTÉM IMAGENS EXPLÍCITAS!

Para ouvir enquanto lê: 

 

Ela estava linda. O cabelo mal preso num coque frouxo, o rosto corado do sexo recém feito. Vestia minha camiseta preta e mais nada. Andava concentrada na cozinha, preparando ‘qualquer coisa para comer’ – palavras dela. Fiquei de escanteio, observando a sua dança solitária. Mordia os lábios cada vez que ela se esticava para pegar algum utensílio… sempre que se espichava, mostrava um pedaço do paraíso que eu já tinha visitado – várias vezes.

Ela aproximou-se da mesa, com uma tábua de madeira, faca e duas cebolas. Sorriu tímida, mas sei que gostava de ser observada. Concentrou-se ainda mais na tarefa, com medo de destruir alguma coisa. Sorri. Ela largou a cebola cortada pela metade e foi buscar alguma outra coisa na cozinha. Aproveitei a deixa e me escondi embaixo da mesa – ela não viu quando me esgueirei debaixo da toalha.

Conto Erótico: Eu poderia jantá-la a noite inteira 3

Ali de baixo podia observar o paraíso mais de perto. Cada vez que se mexia, sua buceta aparecia, levemente. Eu me aproximei, cuidando para que ela não percebesse que ali estava. Sucesso. Contei cinco segundos. Ela se mexeu, mostrando ainda mais. Impulsivamente, segurei-lhe as pernas e meti a boca.  Ela deu um gritinho assustado, mas logo ajeitou para que eu ganhasse mais espaço. Me enfiei embaixo daquela mulher, chupando gostosamente. Ainda tinha gosto do sexo anterior – e ela já estava prontinha para mais.

Ela largou a faca, desconcentrada. As mãos apertavam a tábua da mesa e ela se contorcia, levemente. Estava aprendendo a se controlar e a se segurar o máximo que pudesse. O mel escorria nas pernas, na minha boca. Aumentei o ritmo das chupadas e senti as pernas tremerem ao meu lado. Parei. Sorri. Soprei. Ela soltou um gemido tímido. Olhei para ela, ela tinha a cabeça para o alto. Os nós dos dedos brancos, apertando a mesa. Sorria. Voltei a chupei mais. As pernas tremeram mais. O mel escorreu. Parei.

Conto Erótico: Eu poderia jantá-la a noite inteira 2

Levantei. Ela suspirou. Me encaixei às suas costas, puxando-lhe os cabelos. Mantive sua cabeça para o alto, pescoço bem esticado. Lentamente, fui debruçando-a sobre a mesa. Ela esticou, graciosamente, os braços, ansiosa pelo passo seguinte – ela já sabia o que esperar. Empinou discretamente, sorrindo tímida. Eu botei dois dedos. Cutucava enquanto puxava seus cabelos. Ela gemia mais e mais alto.

Sem prévio aviso, tirei meus dedos e me enfiei, latejando de tesão. Ela soltou um suspiro delicioso, do jeito que eu gostava. Meti lentamente. Não tínhamos pressa. Ela empinou outro tanto, tentando acelerar o ritmo. Seu corpo respondia deliciosamente ao meu. Me deixei levar, e acelerei. Metia com vontade, apressado. Cada vez que ela arfava e ameaçava deitar a cabeça sobre a mesa, eu voltava a puxar-lhe os cabelos. Enlouquecia.

Conto Erótico: Eu poderia jantá-la a noite inteira 1

Mantive o ritmo. Bombava rapidamente. Seus gemidos eram cadenciados com minhas estocadas. Ela estava quase no ápice quando eu parei. Ela reclamou num suspiro. Voltei e meti lentamente, arrancando outro sorriso. Ela empinava, louca. Querendo mais. Voltei a estocar com pressa e, sem que ela esperasse, meti fundo. Ela gemeu alto e sorriu, se desfazendo sob mim num gozo alucinado. Eu me debrucei sobre ela e lhe beijei o pescoço.

Me afastei. Ela se desmanchou em cima da mesa, corada. Ajeitou a camiseta amarrotada, prendeu novamente os cabelos e voltou a cortar cebolas…

(…)

Eu poderia jantá-la a noite inteira.

Imagem: Pinterest

Área especial sobre Orgasmo Feminino

Sabia que a gente tem uma área especial sobre Orgasmo Feminino com muitas dicas, técnicas, fotos e vídeos?

Veja uma prévia do que espera por você

Você ainda poderá participar do nosso grupo fechado no Facebook e tirar dúvidas com uma Sex Coach, além de falar sobre o assunto com outras mulheres!
Vamos nessa? 😉

Acessar o especial Orgasmo Sozinha
@ load more