Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Eu tava esses dias olhando alguns vídeos no Youtube, quando me deparei com uma influenciadora explicando sobre o termo demisexual. O nome confesso, me chamou a atenção.

Decidi assistir e acabei descobrindo coisas que nem eu sabia, depois de assistir e pesquisar mais sobre o assunto decidi conversar sobre o assunto. Será que vocês são também?

Demisexual: o que significa?

De acordo com a definição, demisexual são pessoas que só sentem atração sexual pela outra pessoa caso tenham algum vínculo afetivo, psicológico ou intelectual com o indivíduo.

Em outras palavras, demisexuais não levam em consideração o fator estético para se relacionar sexualmente com outra pessoa (abordamos esse assunto aqui também).

Por que não devemos romantizar isso?

E por isso, vem a minha fala de não romantizar isso, em um dos vídeos que assisti, a definição veio junto com uma característica de que “essas pessoas só conseguem se relacionar com alguém que amem verdadeiramente ou estejam muito apaixonadas”.

É claro que estar apaixonada ou amar a pessoa a qual vai se relacionar sexualmente é maravilhoso, mas é bom deixar claro que isso não será um determinante para ser uma pessoa “demi”.

Um carinho, afeto, um vínculo, sim é decisivo nisso. Pessoas “demi” não vão por exemplo, com o cara da baladinha pra cama, aquele cara sarado de olhos claros também não vai chamar atenção mas sim, o vínculo que a pessoa vai ter, o grau de intimidade.

Com base em tudo o que li e vi a respeito do assunto, eu cheguei a conclusão de que ser ou não demisexual, assim como qualquer coisa na vida vai muito da personalidade da pessoa, e principalmente como ela encara o assunto sexo.

Para muitos, transar é apenas uma troca intensa de prazer com pessoa, pra outros (e eu me incluo nisso) uma troca sim, mas de sentimentos, sensações, carinho e energia. A mesma deve ser feita com alguém se tenha um afeto o que necessariamente não precisa ser amor (mas se for também tudo bem, porém não é uma regra para se considerar “demi” como já foi citado).

Tudo bem também se você levar a beleza em consideração muito mais que o afeto ou qualquer vínculo afetivo na hora de escolher um parceiro para ter relações.

O fato de não ser um “demi” não faz de você uma pessoa errada, ou condenada, é apenas uma questão de escolha, e vai muito da personalidade e posicionamento de cada um a respeito do assunto, portanto relaxe.

Beijos da blogueira!

Imagem: Unsplash

@ load more