Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Em pleno Outubro Rosa, a conversa tem que ser o Câncer de Mama. Não só hoje, mas todos os dias do ano. E como uma das madrinhas da campanha, sempre falo sobre a prevenção a essa doença que mais mata mulheres no mundo. Mas hoje vai ser diferente. Vou dar dicas de como superar essa doença com autoestima e muita vontade (leia mais aqui). Afinal, o Câncer de Mama pega de jeito à feminilidade da mulher. Algumas perdem o cabelo, outras precisam tirar as mamas, e todas ficam marcadas para sempre. E elevar essa autoestima não é uma tarefa fácil. Mas mulher nasce guerreira!

Vamos pensar da seguinte forma: a mama e o cabelo fazem parte da nossa feminilidade, mas também as costas, lábios, pernas e todo o nosso corpo. Sempre falo que devemos chamar a atenção para aquilo que mais gostamos e disfarçar aquilo que nos incomoda. Toda mulher é múltipla, com belezas raras e devemos ter consciência disso. Pense em você como um ser completo e valorize cada cantinho do seu corpo… Vale a pena e eu vou te ajudar:

1. DECOTES

Se você quiser esconder o procedimento, prefira decotes mais altos, tipo canoa e todos que forem mais rentes ao pescoço. Camisetas e vestidos com decotes nas costas são uma ótima opção.

2. COLARES

Para dar um up no visual, eleja belos colares para mudar a produção. Eles tiram a atenção do decote e deixam qualquer look mais feminino. Siga sempre algumas indicações, como: mulheres mais altas, colares maiores; para pescoços, prefira peças peças que fogem do estilo coleira; caso não queira um visual exagerado, evite colares mais pesadas com brincos muito grandes – na dúvida, combine o material das peças (leia mais aqui).

3. LENÇOS E CHAPÉUS

Os lenços podem ser amarrados de várias maneiras, depende do estilo de cada uma. Prefira os tecidos mais leves e estampas clássicas para a noite e abuse das cores durante o dia. Caso queira, eles podem harmonizar com o resto do look, conversar com a roupa, ter o mesmo estilo. Se o look é mais informal, o turbante pode ser de algodão e super colorido. Já em ocasiões mais requintadas, ele pode ter algum brilho e deve ser de tecidos nobres, como a seda, por exemplo.

Já os chapéus, use, preferencialmente, de dia e em locais abertos. As abas menores são sempre mais femininas e ajudam a afinar o rosto. Abas grandes também são mais úteis de dia, para proteger a pele. Se a função for puramente enfeitar, ele pode ser usado de noite com algum brilho também, em festas.

4. BIJOUX

Se você não gosta muito de lenços e chapéus, pode optar por algumas bijuterias, mas isso vai depender exclusivamente do seu estilo. Brincos maiores ficam lindos para pessoas com pescoços também maiores, enquanto que o contrário é sempre verdadeiro. Se tiver dúvida, escolha belas argolas, que são clássicas. Abuse de pulseiras, colares e anéis para contrabalançar com o tamanho dos brincos.

5. NECESSAIRE

Com todas as mudanças derivadas da doença, cada parte do corpo vai pedir cuidados diferenciados. Os cabelos vão estar mais finos, a pele ressecada, a autoestima abalada. Pesquisando na internet, achei uma página muito bacana que trata de cada uma dessas questões, vale a pena dar uma olhada aqui.

Lembre-se sempre que é uma fase a ser superada. Este desafio vai passar!

A PREVENÇÃO É A MELHOR FORMA DE COMBATER A DOENÇA. FAÇA A SUA MAMOGRAFIA REGULARMENTE, TENHA UMA VIDA SAUDÁVEL E EVITE O CONSUMO DE ÁLCOOL E CIGARRO. CONVERSE COM SEU MÉDICO!

Imagem: Pinterest

@ load more